Estados Unidos

A cidade de Atlanta ficou refém de um ransomware por cinco dias

29/03 às 11h40 por

Um ransomware vem causando dores de cabeça para a população de Atlanta, nos Estados Unidos, desde a quinta-feira passada (22). A cidade ficou cinco dias sob ataque de hackers, o que resultou no desligamento de computadores de funcionários públicos e deixou indisponíveis vários sistemas ligados aos serviços de segurança, saneamento básico e trânsito. Mas os problemas ainda não acabaram. O

EUA proíbem uso da criptomoeda Petro, da Venezuela

20/03 às 11h53 por

A Venezuela lançou em fevereiro uma criptomoeda própria, batizada de Petro. Ela será aceita como forma de pagamento de impostos, taxas, contribuições e serviços públicos nacionais, tomando como referência o preço do barril venezuelano. O presidente Nicolás Maduro planejava arrecadar até US$ 6 bilhões de investidores dos Estados Unidos, Turquia, Qatar e outros países, mas parece que terá que rever esse número. Nesta segunda-feira (19), o presidente Donald Trump

Donald Trump barra compra da Qualcomm pela Broadcom

13/03 às 10h44 por

Não é um movimento comum o presidente dos Estados Unidos intervir para que a fusão de duas companhias seja barrada, mas foi exatamente o que aconteceu: na segunda-feira (12), Donald Trump emitiu uma ordem executiva para bloquear a compra da Qualcomm pela Broadcom. Para o presidente, o negócio pode representar um grande risco à segurança nacional. As sucessivas

FBI, CIA e NSA pedem para americanos não usarem smartphones da Huawei

14/02 às 16h01 por

Tentar proibir smartphones da Huawei em órgãos do governo não basta. Líderes do FBI, CIA, NSA e outras três agências de segurança dos Estados Unidos acreditam que todos os cidadãos norte-americanos devem deixar de usar aparelhos da fabricante. A razão dada não mudou: temor de que esses dispositivos auxiliem o governo chinês em ações de espionagem.

Strava promete mudanças após polêmica sobre bases militares

30/01 às 14h32 por

O Strava é um dos aplicativos fitness mais populares da atualidade, inclusive entre militares. Nesta semana, o mundo descobriu que isso é um problema: o mapa de calor do serviço que mostra os trajetos mais frequentes dos usuários no mundo todo também revela a localização de bases militares. A descoberta gerou uma saia justa que forçou a Strava a prometer providências. Mas, no curto prazo, não há muito o que fazer. Qualquer pessoa pode acessar o Strava Global Heatmap. Ali você consegue descobrir, por e

Projeto de lei quer proibir smartphones da Huawei e ZTE no governo dos EUA

15/01 às 14h20 por

Não é só a Kaspersky que virou empresa non grata nos Estados Unidos. Um projeto de lei apresentado pelo congressista Mike Conaway quer proibir que smartphones e outros dispositivos fabricados por Huawei, ZTE e suas subsidiárias sejam utilizados por funcionários do governo norte-americano. O motivo? Temor de que os aparelhos sirvam de meio de espionagem para a China. Realizada na semana passada, a CES 2018 iri

Biblioteca nacional dos EUA decide parar de arquivar todos os tweets

27/12/2017 às 10h27 por

A Biblioteca do Congresso, que serve os membros e funcionários do Congresso dos Estados Unidos, começou em 2010 a arquivar absolutamente tudo o que era publicado no Twitter. E também conseguiu recuperar o histórico de todas as publicações da rede social desde 2006. Agora, eles decidiram parar com isso. A partir de 1º de janeiro de 2018, a Biblioteca do Congresso não arquivará mais todos os tweets pú

Estados Unidos culpam Coreia do Norte por ataque do WannaCry

19/12/2017 às 11h45 por

Um dos fatos que marcaram 2017 certamente foi a disseminação do WannaCry no meio do ano. O ransomware paralisou computadores de hospitais, bancos, operadoras de telefonia e diversas outras organizações de cerca de 150 países. Meses depois, o assunto vem à tona novamente: o governo dos Estados Unidos concluiu oficialmente que a Coreia do Norte foi responsável pelo ataque.

Kaspersky processa governo dos EUA após proibição de seus softwares

19/12/2017 às 10h19 por

O governo dos Estados Unidos proibiu a utilização de softwares da Kaspersky em órgãos federais. A justificativa era que a companhia estaria trabalhando com o governo russo para fazer espionagem. Agora, a Kaspersky entrou com um processo na justiça para tentar reverter a decisão. A Kaspersky nega qualquer relação com a suspeita de que hackers ligados ao governo russo teriam se aproveitado de uma brecha em um antivírus da companhia para espionar um funcionário da NSA e capturar dados sigilosos. A empresa alega que

Donald Trump proíbe de vez softwares da Kaspersky no governo dos Estados Unidos

13/12/2017 às 16h26 por

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou o decreto que proíbe o uso de softwares da Kaspersky Lab nos órgãos federais do país. A medida tem como base a suspeita de que as ferramentas de segurança da companhia estavam ajudando o governo russo a praticar espionagem. Há alguns meses que as autoridades norte-americanas "olham torto" para a Kaspersky, mas a desconfiança ganhou força em outubro, quando veio à tona a suspeita de que hackers ligados ao governo russo teriam usado uma brecha em um antivírus da companhia para

Carregar mais posts