HTTP

Artigos de HTTP

Todos os sites sem HTTPS serão marcados como não seguros pelo Chrome

08/02/2018 às 16h36 por

O Chrome será ainda mais claro em avisar quando um site não possui criptografia. Ele já alerta sempre que você digita em um campo de texto de um site HTTP. A partir da versão 68, que deverá ser liberada em julho, todas as páginas sem HTTPS serão marcadas como não seguras, independente de qualquer ação do usuário. Por que HTTPS não quer dizer "site seguro"

Grandes sites seguem exemplo do Google e adotam HTTPS por padrão

23/10/2017 às 12h11 por

Em seu mais novo relatório de transparência, o Google declara que seu objetivo é "oferecer produtos e serviços com 100% de criptografia". Isso envolve adotar conexões seguras (HTTPS) por padrão, e fazer o restante da internet seguir o exemplo. Por que HTTPS não quer dizer "site seguro" Parece que o esforço está dando certo: entre os cem principais sites do mundo, o número dos q

Chrome será mais agressivo em avisar sobre sites sem HTTPS

22/08/2017 às 14h50 por

O Google não gosta de sites "inseguros" e trata de deixar isso cada vez mais claro. Se você é usuário do Chrome, perceberá uma pequena mudança em breve: a versão 62, a ser lançada em outubro, avisará que a página não é segura sempre que você tiver que digitar qualquer coisa nela. Hoje, o navegador está na versão 60. Por que HTTPS não quer dizer "site seguro"

Chrome vai avisar quando você digitar qualquer coisa em sites “inseguros”

28/04/2017 às 12h01 por

O Google parece estar empenhado em fazer a web migrar para conexões seguras (HTTPS). A empresa anunciou nesta quinta-feira (27) que, a partir da versão 62 do Chrome, prevista para ser lançada em outubro, vai mostrar uma mensagem de site “não seguro” sempre que o usuário digitar qualquer coisa em uma página que não tenha criptografia. As mudanças par

Erro 451: agora ficou fácil descobrir se uma página foi censurada

21/12/2015 às 17h05 por

  O tradicional erro 404 só não é mais frustrante porque alguns sites (como o Disqus, faça o teste) são bastante criativos nos avisos de página não encontrada. Mas nem sempre a página está ausente: às vezes o código 404 (ou outros, como o código 403) aparece no lugar de endereços que, na verdade, foram censurados. Agora há um código HTTP específico para esses casos: o 451. Esse código foi proposto em 2013, mas só agora os membros do Internet Engineering Steering Group (IESG) — um grupo responsável por def

Como funciona o HTTP/2 e o que ele muda na sua vida

19/03/2015 às 14h39 por

Quando você começou a acessar a internet? Se foi depois de 1999, você está usando o mesmo protocolo que usa atualmente para acessar páginas da web, o HTTP/1.1. Após 16 anos sem grandes atualizações, o Internet Engineering Steering Group (IESG), órgão responsável por revisões técnicas nos padrões da internet, aprovou o H

Firefox ganha suporte ao HTTP/2

24/02/2015 às 19h11 por

Duas semanas após o Google anunciar suporte ao HTTP/2 no Chrome, a Mozilla segue pelo mesmo caminho: nesta terça-feira (24), a organização lançou o Firefox 36, versão que se destaca justamente pela compatibilidade com o novo protocolo. A adoção do padrão em ambos os navegadores não é mera coincidência, tampouco uma "disputa" para decidir qual deles tem mais recursos. A versão final do HTTP/2 foi aprovada no último dia 18, portanto, nada mais natural que os principais browsers do mercado estivessem sendo preparados

Google anuncia suporte ao HTTP/2 no Chrome

10/02/2015 às 12h05 por

Apesar de antigo (foi liberado em 1999), o protocolo HTTP 1.1 é utilizado pela maioria absoluta dos sites até hoje. O Google quer incentivar a adoção de uma versão mais segura. Para tanto, a companhia anunciou que o Chrome terá suporte ao HTTP/2 nas próximas semanas. O HTTP é o protocolo que serve como base para que o navegador acesse páginas na web. O problema da versão 1.1 é que a sua “idade avançada” a tornar mais suscetível a falhas de segurança e, muitas vezes, pode comprometer o

Falha no HTTPS permite interceptar dados protegidos pelo SSL

14/09/2012 às 16h12 por

Pesquisadores de segurança descobriram e prometem demonstrar em breve uma falha de segurança que poderia abalar a segurança da internet como conhecemos atualmente. O ataque apelidado de CRIME (Compression Ratio Info-leak Made Easy) funciona nas compressões de dados TLS e SPDY, esta última utilizada especialmente pelo Google em uma série de produtos online. Sites com HTTPS são mais seguros porque o navegador verifica a identidade da empresa mantenedora da

SPDY, alternativa do Google ao protocolo HTTP, é 23% mais rápido em conexões móveis

03/05/2012 às 14h41 por

O SPDY é um protocolo de rede desenvolvido pelo Google como uma alternativa ao atual HTTP. Eliminando dados desnecessários e utilizando técnicas de compressão, a tecnologia promete aumentar a velocidade de carregamento dos sites. E os testes de desempenho publicados pela gigante de Mountain View mostram que as otimizações estão dando resultado. Para realizar os testes, o Google utilizou o Chrome for Android no Galaxy X. Foram levados em consideração 77 páginas de 31 domínios populares, como sites da BBC, Flickr, Wikipedia, Reuters e Microsoft. O