InfraCo

Artigos de InfraCo

Rede de fibra da Oi está na mira do BTG e de fundo canadense

às 18h31 por

A Oi Móvel já foi vendida para Claro, TIM e Vivo, mas outro ativo importante da companhia está próximo de conseguir novos sócios: o banco BTG Pactual e o fundo Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) devem apresentar uma proposta pela InfraCo, avaliada em R$ 20 bilhões. A unidade de fibra da operadora deve se transformar numa nova empresa, que alugará infraestrutura para outros competidores.

Oi tem prejuízo de R$ 2,63 bilhões e aumento na dívida

às 11h29 por

A Oi divulgou os resultados financeiros para o terceiro trimestre de 2020. A operadora teve prejuízo líquido de R$ 2,63 bilhões, o que representa uma redução de 54,1% em relação ao mesmo período de 2019. As finanças da empresa continuam em alerta: a empresa aumentou a dívida líquida, sofreu redução na receita e perdeu clientes, embora tenha crescido com internet por fibra óptica. Veja os resultados financeiros do 3° trimestre de 2020 da Claro,

Oi eleva preço da companhia de fibra InfraCo para R$ 20 bilhões

às 10h50 por

A Oi divulgou um aditivo ao Plano de Recuperação Judicial e elevou o preço do braço de fibra óptica InfraCo para R$ 20 bilhões. A operadora busca sócios para expansão da rede Oi Fibra e quer se tornar uma provedora de rede neutra, permitindo que outras empresas explorem a rede e atenda clientes usando a mesma infraestrutura. Oi registra prejuízo de R$ 3,4 bilhões e aumento de 59% na dívida

Algar quer comprar Oi Móvel e participação da Oi Fibra

às 13h47 por

A Oi Móvel está à venda, e a lista de interessados aumentou: a Algar, que atua no segmento corporativo e para residencial em regiões de Minas Gerais e São Paulo, aposta na compra da operadora para crescer no mercado de telefonia brasileiro. Além disso, a empresa tem interesse em adquirir participação da InfraCo, divisão de fibra óptica da Oi que pretende cobrir 30 milhões de domicílios até 2024. Oi perde clientes e registra prejuízo

Oi quer vender divisão de telefonia celular por R$ 15 bilhões ou mais

às 10h10 por

A Oi publicou um fato relevante nesta segunda-feira (15) que detalha os planos para se desfazer de seus ativos, a fim de captar dinheiro e executar o plano estratégico. A operadora espera vender a divisão de telefonia móvel por pelo menos R$ 15 bilhões; esse negócio colocaria um fim ao longo plano de recuperação judicial.