livros

Artigos de livros

Tecnocast 063 – Sobrecarga de informações

às 19h46 por

No mundo de hoje a gente é bombardeado por informações de todos os lados – são muitas notícias, textões e muito conteúdo gerado pelos nossos amigos nas redes sociais. Além disso, ainda temos novas ferramentas que nos dão acesso a catálogos enormes de filmes, séries, músicas, livros, jogos e podcasts. Eu costumo utilizar apps e serviços pra guardar tudo o que quero consumir e pra lembrar do que eu já consumi. Mas as

Tecnocast 023 – Esses livros de pixel

às 20h04 por

Estamos lendo de uma forma diferente. Antes, as únicas alternativas eram carregar livros pesados de papel nas costas ou cansar a vista nas telas brilhantes dos eletrônicos. Hoje, temos os e-readers, que juntam a portabilidade e leveza do tablet com uma tela mais agradável para os olhos. Você já aderiu a eles? Neste episódio, contamos nossas experiências com livros digitais e leitores de e

Conheça o Oyster, um Netflix de livros

às 12h55 por

O sucesso do formato do Netflix, que oferece uma biblioteca imensa de séries e filmes por uma mensalidade baixa, está inspirando outros serviços a adotarem-no. Hoje, descobrimos o Oyster, um aplicativo que utiliza a mesma fórmula para liberar quantos livros você puder ler no mês pagando menos de US$ 10. O Oyster foi lançado no começo do mês e conta com mais de 100 mil títulos no catálogo, que continua em expansão. As obras, por enquanto, são todas de editoras gringas - algumas citadas pelo

Livrarias querem proteção contra lojas de e-books

às 12h26 por

A venda de livros digitais existe há anos no Brasil, mas apenas nesta semana tivemos a estreia de duas grandes empresas no setor: Amazon e Google. Isso deve ter gerado uma enorme pressão nas empresas que vendem livros impressos: a Associação Nacional de Livrarias (ANL) divulgou uma carta aberta sugerindo regras para proteger

Google abre Play Store brasileira com livros e filmes

às 00h26 por

O dia chegou. Finalmente o Google olhou com bons olhos para o Brasil e decidiu liberar nesta madrugada a venda de livros e filmes para o mercado brasileiro na Play Store, loja de conteúdo digital do Android. Uma data bastante estratégica: a Amazon acabou de abrir o site para venda de conteúdo para o Kindle, e a Livraria Cultura anunciou hoje o lançamento do Kobo, leitor de ebooks.

Amazon deixa emprestar e-books no Kindle

às 16h14 por

Curiosamente, há poucos dias eu estava conversando com um amigo que estava interessado no Kindle. Estávamos discutindo o que se perde e o que se ganha com essa mudança de paradigma (adeus analógico/olá digital) também nessa frente literária, assim como já aconteceu com a música e o vídeo. Um dos aspectos que notamos é que, com um Kindle, seria impossível emprestarmos (ou pegarmos emprestados) algum livro com alguém, o que é uma atividade social que muitos apreciam — exceto quando o livro não é devolvido, mas essa é outra história. Porém agora isso mudou.

Google diz que 129.864.880 livros foram escritos no mundo

às 17h09 por

Determinada em sua missão sagrada de digitalizar todos os livros da história e disponibilizá-los na web, a equipe do Google Books anunciou em seu blog oficial uma descoberta realmente especial. Com a ajuda de um algoritmo eles analisaram o acervo de bibliotecas, lojas e colecionadores de todo o mundo e concluíram que 129.864.880 livros foram escritos desde o princípio da humanidade. Para chegar a tal número a equipe do gigante da web primeiro teve que definir o que eles considerariam um livro, e dessa maneira adotaram o padrão usado pela ISBN (Internation

Estudo aponta: e-books demoram mais para serem lidos que livros impressos

às 18h09 por

De acordo com um estudo realizado pelo Nielsen Norman Group — que não deve ser confundido com a empresa de análise de mercado Nielsen — com 24 leitores que apreciaram obras de Ernest Hemingway no PC, no Kindle 2, no iPad e no bom e velho livro impresso, este último ainda é o mais rápido para concluir a leitura. O estudo concluiu que dos três meios digitais analisados, o iPad foi o qu

Amostras de livros do Kindle poderão ser lidas em HTML 5

às 17h43 por

A Amazon avisou hoje que vai abraçar o HTML 5. Por enquanto, não vai ser possível ler os e-books que a empresa vende diretamente no navegador, mas as amostras de livros presentes no site poderão ser degustadas tranquilamente com o novo Amazon Previewer. Além do HTML 5, o recurso vai fazer uso intensivo do CSS 3. Se o livro em questão tiver áudio ou vídeo, esse item audiovisual também poderá ser visualizado diretamente no navegador.

Por que eBooks custam o mesmo (ou quase) que livros convencionais?

às 06h09 por

Essa é a reclamação mais comum entre os usuários ou interessados em livros eletrônicos: o preço. Faz sentido um livro eletrônico custar, para o usuário final, o mesmo preço (ou quase) de um livro de papel? Devido aos emails e comentários queixosos que venho recebendo, decidi correr atrás de respostas. Não só pesquisando na internet -- onde tenho encontrado informações equivocadas. Estou em contato com algumas lojas brasileiras que vendem livros digitais -- ou que em breve, passarão a vendê-los. E também analisando a política de algumas editoras. Quanto custa produ