memória

Artigos de memória

O que é DMA? [Acesso direto à memória]

às 12h10 por

A ideia do DMA é a troca de ordem nos acessos, alterando a sequência comum. Veja abaixo, o que é DMA e saiba como acontece esse processo, existem motivos específicos ou benefícios para a atuação dessa forma? A descrição detalhada das respostas está no texto na sequência. O que é DPI? [Ponto por polegada]O que é

Como ver [ou deixar de ver] as Lembranças do Facebook

às 14h36 por

As Memórias ou Lembranças do Facebook — conhecidas também como "On This Day" (Neste Dia, em português) — podem ser recordações deliciosas para algumas pessoas, mas eventos dolorosos ou gatilhos que acabam com o seu dia. O Facebook, ao julgar que todos gostariam do recurso (ou que seus filtros seriam o bastante para não mostrar situações ruins), ativou em todos os perfis, por padrão. E é razoável querer desativar.

Feche o Gerenciador de Tarefas e pare de se preocupar com o consumo de RAM

às 15h47 por

Uma das ferramentas mais úteis (e incompreendidas) dos sistemas operacionais é o Gerenciador de Tarefas — ou Monitor de Atividade, se você usa OS X. Ele mostra o consumo de recursos da máquina e permite que você descubra rapidamente onde está o gargalo que deixou o computador lento. Mas sério: pare de ficar neurótico com o consumo de RAM. Em grupos de discussão de tecnologia, é comum encontrarmos screenshots

JEDEC publica especificações definitivas do padrão DDR4

às 17h10 por

O JEDEC, órgão responsável pela padronização da indústria de microeletrônicos, finalmente anunciou as especificações definitivas das memórias DDR4, que já estavam sendo estudadas desde 2005. Em relação ao atual DDR3, o novo padrão de memórias é mais rápido, mais confiável e consome menos energia. Um módulo de memória DDR4 possui 284 pinos, cada um com capacidade para suportar até 3,2 gigatransfers por segundo -- ou 3,2 bilhões de operações por segundo. Assim como o DDR3, que ultrapassou o limite original de 1,6 GT/s, uma atualizaçã

Por que atravessar portas atrapalha a memória?

às 18h40 por

Eis um cenário: você está atolado em tarefas no trabalho. Olha para a montanha de papéis na sua mesa e um deles indica que você precisa ir ao terceiro andar, falar com um outro membro da equipe e trazer um documento de volta. Como você está apenas dois andares acima e entrou na academia de ginástica na semana passada, decide descer dois lances de escada em vez de pegar o elevador. Você dá um último gole no seu copo de café, fecha a gaveta e sai da sala com seu celular na mão. No caminho, um colega para e lhe cumprimenta, trocando 2

Estaria a tecnologia diminuindo a capacidade mental do ser humano?

às 18h50 por

Ontem estive em uma palestra de Salim Ismail, ex-VP de Inovação do Yahoo! e atual diretor executivo da Singularity University, uma instituição de ensino americana de inovação que fica dentro da NASA e que é patrocinada pelo deus Google. Salim é uma daquelas pessoas que acreditam que a tecnologia serve para o bem e ponto. Ele defente a inovação tecnológica como um benefício para o ser humano, às vezes até de forma meio arrogante, ignorando os efeitos que determinada tecnologia pode ter na sociedade. Um dos dados apresentados