patinete

Artigos de patinete

Uber desiste de patinetes elétricos em São Paulo

às 08h52 por

A Uber encerrou o aluguel de patinetes elétricos na cidade de São Paulo. A empresa já os havia retirado da cidade devido à pandemia de coronavírus e confirmou à Folha de S.Paulo que não pretende voltar a oferecer o serviço na capital paulista. Como usar o Uber Flash para enviar pacotes [Delivery]

Grow, da Grin e Yellow, faz demissões mas nega sair do Brasil

às 10h58 por

A Grow Mobility, dona das marcas Grin e Yellow, confirmou a demissão de "grande parte da equipe operacional e corporativa no Brasil", mas nega que vá encerrar as atividades no país. A empresa retirou as bicicletas de circulação em janeiro, e suspendeu o aluguel de patinetes elétricos em março devido à pandemia do novo coronavírus,

Uber transfere divisão de patinetes e bicicletas para Lime

às 11h43 por

A Uber fechou um acordo para transferir à Lime sua divisão de micromobilidade, que oferece aluguel de bicicletas e/ou patinetes elétricos em vários países, inclusive no Brasil. Esse acordo faz parte de uma rodada de investimento de US$ 170 milhões. Uber prepara tecnologia para garantir que motorista use máscara

Grin testa aluguel individual de bicicleta e patinete em SP

às 17h17 por

A Grin recolheu todas as bicicletas da Yellow em janeiro, e suspendeu o aluguel de patinetes em março devido ao coronavírus (COVID-19). Por isso, a empresa está testando oferecer esses veículos para uso individual através do Grin4U, um aluguel mensal na cidade de São Paulo, com planos de expansão para Rio de Janeiro e Curitiba.

Grin e Yellow suspendem aluguel de patinete elétrico no Brasil

às 10h52 por

O compartilhamento de patinetes elétricos da Grin, Yellow e Rappi será suspenso de forma temporária em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba a partir desta sexta-feira (20). A Grow Mobility, responsável pelos veículos, explica que o motivo é a pandemia de coronavírus, causador do Covid-19. A Uber também reduziu bastante a quantidade de patinetes disponíveis no Brasil. Yellow e Grin são co

Yellow e Grin são compradas por investidor [atualizado]

às 16h44 por

Atualização (05/06): a Grow esclareceu que na verdade foi adquirida pelo investidor Felipe Henríquez Meyer, cofundador do fundo de investimento Mountain Nazca. O texto original segue abaixo. --- A Grow Mobility, responsável pelas marcas Grin e Yellow, anunciou nesta terça-feira (10) que foi adquirida pelo grupo Mountain Nazca, fundo de venture capital que detém controle acionário de empresas como o Peixe

Peixe Urbano nega que vai adquirir Grin e Yellow [atualizado]

às 13h57 por

O Peixe Urbano, empresa de comércio eletrônico que introduziu o conceito de compras coletivas na América Latina, nega uma possível aquisição da Grow Mobility, responsável pelas marcas Grin e Yellow. Passando por um momento difícil, ela retirou as bicicletas de todas as cidades brasileiras e passou a operar os patinetes elétricos apenas em três cidades. Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

Uber estreia serviço de patinetes elétricos em São Paulo

às 10h23 por

Esta segunda-feira (2) marca a estreia oficial do serviço de compartilhamento de patinetes elétricos da Uber na cidade de São Paulo. A modalidade, até então disponível apenas em Santos (SP), pode ser acessada a partir do mesmo aplicativo usado para solicitar carros. Uber dá mais destaque aos dados do motorista e inclui tradutor

Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

às 09h52 por

Se você encontrar um patinete elétrico da Yellow ou Rappi na rua, pode desbloqueá-lo através do app da Grin: a novidade foi anunciada nesta quinta-feira (20) e torna um pouco menos confuso o uso desse tipo de micromobilidade. Os veículos estão disponíveis em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Yellow e Grin: quadrilha furtava patinetes em São Paulo para revender na internet

Yellow e Grin: quadrilha furtava patinetes em São Paulo para revender na internet

às 10h04 por

Sete pessoas foram detidas nesta quarta-feira (22) pela Polícia Civil de São Paulo, acusadas de furtarem patinetes elétricos da Yellow e Grin e revendê-los na internet por cerca de R$ 600. Elas serão indiciadas pela prática de furto qualificado e associação criminosa. A Grow, empresa responsável pelas duas marcas, encerrou as atividades em 14 cidades, mas continua presente na capital paulista.

Yellow e Grin encerram aluguel de patinete em 14 cidades e retiram bicicletas

às 15h14 por

Os patinetes elétricos da Grin e Yellow deixarão de circular nas ruas de 14 cidades brasileiras; os veículos poderão ser encontrados apenas em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Isso vale inclusive para patinetes que adotaram a marca Rappi. Enquanto isso, todas as bicicletas foram retiradas de circulação temporariamente para um "ajuste operacional". Lime, concorrente

Carregar mais posts