SindiTeleBrasil

Artigos de SindiTeleBrasil

Vivo, Claro, TIM e Oi terão acesso grátis ao site da Justiça Eleitoral

às 13h40 por

As Eleições 2020 estão chegando, e as operadoras Claro, Oi, TIM, Vivo, Algar e Sercomtel irão conceder dados gratuitos (zero rating) para o site da Justiça Eleitoral na internet 4G. A medida deve facilitar o acesso à informação durante as campanhas para prefeito e vereador. Projeto quer punir quem promove fake news com até 5 anos de prisão

SP e Brasília são piores capitais para instalar antenas de celular

às 14h10 por

O SindiTelebrasil, sindicato que representa as operadoras como Claro, Oi, TIM e Vivo, divulgou o Ranking das Cidades Amigas da Internet. A listagem aponta os municípios com melhores condições regulatórias para que empresas de telefonia móvel ofereçam conectividade para a população. Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP) e Brasília (DF) foram apresentadas como as capitais que mais dificultam a expansão das redes. Por que temos poucas operadoras de c

Reforma tributária do governo aumenta imposto de telecom em 228%

às 17h23 por

O ministro da Economia Paulo Guedes apresentou nesta terça-feira (21) a proposta da reforma tributária do Governo Federal. O projeto prevê a unificação do PIS e da Cofins em um único tributo, a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), com alíquota de 12%. Isso surpreende o setor de telecomunicações, que seria ainda mais onerado: caso a proposta seja aceita, as operadoras terão que arcar com uma alta de 228,6%. Governo deve criar imposto sobre comércio eletr

Governo arrecadou R$ 65 bilhões com telecomunicações em 2019

às 14h44 por

O SindiTelebrasil, sindicato que representa as operadoras de telecomunicações do Brasil, apurou que os usuários de serviços de telefonia, internet e TV por assinatura pagaram R$ 65,4 bilhões em tributos aos cofres públicos em 2019. O valor representa recorde na arrecadação em 20 anos e alta de R$ 2,6 bilhões quando comparado ao ano anterior. Dataprev tenta explicar fraudes no auxílio emergencial

Caixa Auxílio Emergencial tem acesso grátis via TIM, Claro, Vivo e Oi

às 13h09 por

As operadoras Algar Telecom, Claro, Oi, TIM e Vivo fizeram parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF) para conceder acesso grátis ao app e site do cadastro para o auxílio emergencial de R$ 600, que está sendo concedido a pessoas de baixa renda afetadas pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19). O tráfego de dados não desconta da franquia de internet nos planos

Claro, Oi, TIM e Vivo pedem “uso sensato das redes” em pandemia

às 18h38 por

O SindiTelebrasil, que representa Claro, Oi, TIM, Vivo, Nextel e Algar, divulgou que as operadoras formaram ações conjuntas e coordenadas para atender o público brasileiro durante o período de quarentena e isolamento social por conta do coronavírus (Covid-19). As empresas também pedem "uso sensato e responsável das redes e serviços" para evitar sobrecarga na conexão à internet. YouTube lança seção com fontes confiáveis sobre coronavírus

Operadoras fazem acordo para evitar interferência do 5G na TV via parabólica

às 12h29 por

Uma das principais discussões sobre o 5G no Brasil era sobre possíveis interferências da nova tecnologia com a TV aberta via satélite (TVRO): as emissoras de televisão e as operadoras de telefonia entraram em acordo para manter a convivência entre os dois serviços. Estima-se que existam 12,5 milhões de parabólicas sintonizando canais da banda C no país. 5G no Brasil só

Governo decide que 5G irá conviver com TV aberta via satélite

às 10h07 por

Dentre os entraves para o leilão do 5G, o uso da frequência de 2,3 GHz preocupava o mercado: atualmente, a banda serve para transmissão do sinal de TV aberta via satélite pela banda C, e as programadoras temem possíveis interferências. O governo tomou uma decisão que vai agradar as operadoras de telecomunicações, apostando na convivência entre as tecnologias. 5 fatos sobre operadoras em 2019: 5G, futuro da Oi, compra da Nextel e mais

Lei de SC que proíbe serviços inclusos em planos de celular é suspensa

às 10h43 por

Uma liminar emitida pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina suspendeu os efeitos da lei estadual n° 17.691, que proíbe operadoras de embutirem assinaturas de serviços e aplicativos dentro da mensalidade dos planos. A decisão foi tomada em 13 de maio pelo desembargador Francisco Oliveira Neto. Oi, Vivo, TIM e Claro removeram SVAs (serviços

Ceará aprova lei que impede corte de internet após fim da franquia

às 10h36 por

Operadoras de telefonia celular que atuam no Ceará estão proibidas de cortar o acesso à internet ao término da franquia do plano de dados dos clientes do estado. É o que determina a Lei Estadual nº 16.734 (PDF), sancionada pelo governador Camilo Santana (PT) em 26 de dezembro de 2018. Anatel não deseja mudar regras da neutralidade de rede

Falta de combustível pode afetar serviços de celular e internet

às 09h24 por

A greve dos caminhoneiros também causa reflexos nos serviços de telecomunicações. Devido à falta de combustível, as operadoras alertam que tarefas críticas, como as de manutenção de rede, poderão ser comprometidas. Além disso, se medidas emergenciais não forem tomadas, serviços de reparo não poderão ser realizados. Neste domingo (27), as operadoras encaminharam à Anatel uma solicitação para que a frota de veículos utilizada na manutenção das redes tenha prioridade no abastecimento. Pelo

Marco Civil: neutralidade da rede está em risco após acordo do governo com teles

às 11h28 por

A derradeira votação do Marco Civil da Internet, a Constituição da nossa rede, ficou para março. Inicialmente ele estava previsto para ser votado ontem, mas tudo mudou por causa da pressão das operadoras de telefonia, segundo informaram as agências de notícias. A neutralidade da rede está em risco no novo acordo para aprovar o Marco Civil. Logo na manhã de quarta-feira (19), antes do início da sessão para iniciar os trabalhos sobre o projeto, a ministra de Relações Institucionais Ideli Salvatti e o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo se reu

Fim de validade dos créditos fará com que telefonia fique mais cara, dizem operadoras

às 15h30 por

O SindiTelebrasil, sindicato que representa as operadoras de telefonia fixa e móvel no Brasil, informou que a proibição da validade de créditos em linhas pré-pagas terá um efeito colateral que ninguém gosta: no bolso. É isso que ameaçam as operadoras de celular se a decisão tomada pela a 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região não for revertida. Existem inúmeras alegações para que isso aconteça. A principal delas é que cada linha celular possui um cust