telecomunicações

Artigos de telecomunicações

Oi estaria negociando venda da divisão móvel para TIM e Vivo

19/09 às 14h32 por

Fontes dizem à Reuters que a Oi negocia a venda de sua divisão móvel para TIM e Vivo: dessa forma, a operadora quer levantar mais de R$ 10 bilhões que seriam usados para fortalecer a expansão do serviço de banda larga via fibra óptica. Rumores também dizem que a espanhola Telefónica, dona da Vivo, contratou um banco de investimento para assessorar uma possível compra da Oi.

iPhone 11 e iPhone 11 Pro são homologados pela Anatel

18/09 às 14h37 por

A venda dos novos iPhones vai começar nesta sexta-feira (20) nos EUA, e o lançamento no Brasil não deve demorar: a Anatel homologou o iPhone 11 e o iPhone 11 Pro; enquanto isso, o iPhone 11 Pro Max já está sendo analisado pela agência reguladora. Ela certificou os modelos de celular que a Apple venderá na Europa, com suporte à frequência de 700 MHz usada no 4G brasileiro.

Vivo amplia rede de internet das coisas para 400 cidades brasileiras

18/09 às 11h37 por

A Vivo anunciou a expansão da sua rede dedicada a dispositivos de Internet das Coisas para cerca de 400 municípios brasileiros, incluindo capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Porto Alegre e Curitiba. Utilizando os padrões LTE-M e NB-IoT, a operadora já tinha uma discreta operação com rede dedicada para dispositivos conectados na cidade de Chapecó (SC). Vivo vai perguntar se

Vivo vai perguntar se Telefónica Espanha quer comprar parte da Oi

18/09 às 10h15 por

A semana começou agitada com a notícia de que a Telefónica, dona da Vivo, estaria interessada em comprar ao menos parte da Oi; no entanto, as operadoras informaram à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que desconhecem uma tentativa de negócio. Endividada, a Oi vem registrando prejuízos e tenta levantar R$ 2,5 bilhões para continuar suas atividades em 2020. Senado aprova m

Senado aprova mudanças na lei das teles que beneficiam Oi e Vivo

12/09 às 08h51 por

O plenário do Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (11), o PLC 79: o projeto modifica a atual LGT (Lei Geral das Telecomunicações) e permite que Oi e Vivo deixem de seguir metas para universalizar a telefonia fixa, como instalar orelhões. Além disso, elas podem se tornar donas das redes fixas recebidas como concessão do governo, convertendo-as para investimentos em banda larga. "Ultra banda larga" cresce 75% em um ano e conexões lentas diminuem, diz An

Vivo supera Claro/NET em velocidade de download, upload e latência, diz nPerf

10/09 às 09h50 por

A nPerf divulgou um relatório com medições de internet banda larga fixa das grandes operadoras do Brasil. O estudo, feito no primeiro semestre de 2019, mostra que a Vivo teve os melhores resultados de download, upload e latência. Ela também oferece as velocidades mais altas de download no horário comercial, entre 8h e 18h; mas é superada nos demais horários pela Claro/NET. Por sua vez, a Oi é a mais lenta.

Um país inteiro ficou sem internet por dois dias após um cabo submarino se romper

09/04/2018 às 15h21 por

Uma das formas mais comuns de conectar um país à internet é instalar cabos no fundo do mar e ligá-los a outros países. Com eles, é possível manter uma comunicação estável na maior parte do tempo. Mas, quando as falhas acontecem, as proporções podem ser enormes. Foi o que aconteceu em 30 de março, quando países africanos registraram instabilidade em suas conexões por conta do rompimento de um desses cabos. A Mauritânia teve o maior prejuízo: chegou a ficar quase 48 horas sem qualquer conexão à internet até que o problema fosse parcialmente resolvido.

Oi perde clientes e Vivo lidera telefonia móvel

05/02/2018 às 17h09 por

A consultoria Teleco reuniu os dados sobre telefonia móvel no Brasil em 2017, e algumas tendências ficaram bastante claras. A Vivo ampliou a liderança em participação de mercado; a Claro ultrapassou a TIM; enquanto a Oi segue perdendo clientes. A Vivo está em primeiro lugar com 31,69% de participação de mercado — ainda mais do que no ano anterior. Depois temos a Claro (24,96%) seguida pela TIM (24,79%). Atrás delas está a Oi, com 16,47%.

Anatel quer acabar com “efeito clube” e reduzirá tarifas de chamadas até 2019

07/07/2014 às 16h48 por

É comum encontrar pessoas que possuem chips de mais de uma operadora. O chamado "efeito clube" incentiva que isso ocorra, com objetivo de aproveitar as promoções em ligações para clientes da mesma operadora. A Anatel quer colocar um fim nisso e reduzirá as tarifas de interconexão significativamente até o ano 2019. Esclarecendo melhor: tarifa de interconexão é o valor, por minuto, que uma operadora A deve pagar a operadora B quando um cliente origina chamadas para o cliente da operadora B. Atualmente, o valor médio de interconexão é de R$ 0,23,

Está faltando um Google Fiber por aqui

03/05/2013 às 07h40 por

Quem está mudando a realidade da banda larga nos Estados Unidos não é nenhuma das quatro grandes companhias de telefonia móvel (Verizon Wireless, AT&T, Sprint e T-Mobile). Muito menos as operadoras de banda larga tipo Net, que oferecem também telefonia fixa e televisão por assinatura. Pelo contrário, é um velho conhecido nosso: o Google. O serviço Google Fiber está mexendo com a concorrência na única cidade em que está disponível e naquelas em que chegará nos próximos meses. Apenas recapitulando.

Governo corta impostos das telecomunicações

12/03/2013 às 18h58 por

O ministro da Comunicações, Paulo Bernardo, assinou hoje uma portaria que desonera impostos para a expansão das telecomunicações no país. A renúncia fiscal feita pelo governo federal será da ordem de 6 bilhões de reais quando a medida for publicada no Diário Oficial da União.A decisão já era aguardada por empresas de diversos setores que compõem o mercado de telecomunicações, desde as operadoras até fabricantes de equipamentos e de infraestrutura. A administração da presidente Dilma Rousseff vai desonerar os custos que essas empresas têm

Anatel decide que ligações sucessivas de celular serão consideradas uma ligação

28/11/2012 às 18h24 por

A Anatel determinou hoje que vai alterar o regulamento do serviço de telefonia móvel para incluir uma nova regra. Segundo ela, ligações sucessivas de celular para o mesmo número deverão ser consideradas como uma única ligação, contanto que sejam feitas em até 120 segundos. Essa regra estava em consulta pública há pelo menos três meses, mas apenas agora a agência das telecomunicações deu seu parecer final. A regra foi proposta pouco depois da TIM ser acusada de derrubar ligações

Carregar mais posts