Início » Finanças » Nvidia RTX 3060 quase ganha driver que libera mineração de ethereum

Nvidia RTX 3060 quase ganha driver que libera mineração de ethereum

O driver da RTX 3060 foi criado acidentalmente com um código de testes internos da Nvidia e a empresa já removeu o download

André Fogaça Por

A novela da mineração da criptomoeda ethereum em GPUs Nvidia ganhou mais um capítulo nesta semana: a empresa acidentalmente disponibilizou um driver que conseguia liberar essa função na RTX 3060, sem qualquer restrição. Este pequeno incidente foi de encontro ao que a própria marca havia prometido recentemente, ao fazer a placa de vídeo ser 50% menos eficaz para este trabalho.

Placa de vídeo NVIDIA GeForce RTX 3060 (Imagem: Divulgação/NVIDIA)

Placa de vídeo NVIDIA GeForce RTX 3060 (Imagem: Divulgação/NVIDIA)

Placas de vídeo concentram muito poder de processamento, diversas vezes utilizado para auxiliar outras tarefas para além dos games, como ajudar na renderização de um vídeo, ou para editar imagens no Photoshop. Outra empreitada das GPUs é a mineração, que neste momento só é eficiente com a criptomoeda ethereum e a Nvidia viu sua recém lançada RTX 3060 sumir das prateleiras justamente por isso.

Para desanimar estes compradores dessa GPU, que fizeram o preço da placa disparar enquanto os estoques das lojas estavam praticamente vazios, a Nvidia resolveu cortar a eficiência da placa para mineração em 50%. Algumas pessoas ficaram preocupadas com os games, mas a empresa responsável pela RTX 3060 jurou que o foco do corte estava somente nesta tarefa, não nos jogos.

Eis que, pouco tempo depois, o driver 470.05 em fase beta foi liberado pela Nvidia e ele resolve este problema para os mineradores: o firmware coloca toda potência novamente nas mãos de quem quer fazer dinheiro com a GPU, iniciando mais uma vez o inferno dos jogadores que procuram o hardware.

A Nvidia percebeu o problema quase um dia depois e, nesta terça-feira (16), removeu a possibilidade de download deste driver de sua plataforma. “Um desenvolvedor inadvertidamente inseriu no driver um código utilizado para desenvolvimento interno, que remove o limitador para a RTX 3060 em algumas configurações. O driver foi removido,” comentou a Nvidia com a imprensa americana.

O driver não afeta a totalidade dos modelos da RTX 3060 que estão nas mãos de parceiros de fabricação, mas atinge um grupo consideravelmente grande de variantes da placa.

O driver da RTX 3060 ainda está disponível pela internet

Mesmo com a remoção do download oficial pelo lado da Nvidia, o estrago já foi feito. O arquivo pode ser encontrado em vários locais da internet e ele continua funcionando como esperado pelos mineradores: liberando todo o poder de fogo para a criptomoeda ethereum.

O curioso é que durante o anúncio do driver que faz diminuir o desempenho da RTX 3060 para a mineração da criptomoeda, a empresa afirmou que o trabalho para este objetivo é feito em conjunto com entre parte do silício e a própria BIOS da placa. Segurança garantida, que foi automaticamente desligada com outro driver.

A Nvidia sabe que atacar os mineradores não é uma escolha com apoio total do setor de marketing, já que estes usuários estão comprando as placas gráficas e assim entregam dinheiro para a empresa. Para este fim, a marca tem uma linha com modelos dedicados para essa função, chamada de Nvidia CMP, ou Cryptocurrency Mining Processor.

As GPUs Nvidia CMP contam com algumas mudanças para não afetarem o mercado das placas para os gamers, como a ausência de uma saída gráfica e até mesmo adaptações internas para fazer a mineração ainda mais eficiente, enquanto o custo da venda deste modelo acaba sendo menor.

O problema é que existe uma escassez de outros componentes no mercado, que também ajudam o problema de estoque da RTX 3060, assim como de outras placas gráficas e até mesmo demais produtos como SSDs. Enfim, ao menos um dos dilemas parece resolvido – por enquanto.

Com informações: The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando