Discord, serviço de chat para gamers, vale mais de US$ 1 bilhão

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 3 dias

Por muitos anos, o Skype era uma das principais formas de gamers se comunicarem durante partidas. Mas, em algum momento, os usuários se cansaram do serviço da Microsoft e adotaram o Discord.

Agora, o Discord vale mais de US$ 1 bilhão.

O CEO Jason Citron diz ao Wall Street Journal que a empresa fez uma rodada de investimento, e foi avaliada em cerca de US$ 1,65 bilhão.

Ela arrecadou US$ 50 milhões para financiar seu crescimento fora dos EUA, e para oferecer mais recursos através do Nitro — uma assinatura opcional de US$ 4,99 mensais.

No Discord, os usuários entram em grupos — chamados servidores — que mostram quais membros estão conectados no momento, e o que eles estão jogando. É possível se comunicar via chat, voz ou vídeo.

A base de usuários mais que dobrou em um ano, atingindo 90 milhões em janeiro. O serviço cresceu com a popularização de jogos multiplayer online gratuitos, como League of Legends e Fortnite.

Em março, o rapper Drake criou uma conta no Discord durante uma transmissão ao vivo no Twitch, para falar com o streamer Ninja enquanto jogava Fortnite. Isso atraiu bastante atenção não apenas para o jogo, como também para o serviço de mensagens.

Com informações: Wall Street Journal.

Receba mais sobre Discord na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados