Epic é processada por colocar “dança do Carlton”, de Um Maluco no Pedaço, em Fortnite

Para Alfonso Ribeiro, que interpretou o personagem na série, Fortnite copiou a dança que ele fazia na série

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Dança do Carlton, de Um Maluco no pedaço

Fortnite possui uma série de referências à cultura pop, mas isso tem levado a alguns processos contra a Epic Games, a criadora do jogo. O mais recente deles foi aberto por Alfonso Ribeiro, que interpretava Carlton Banks na série Um Maluco no Pedaço.

  • Fortnite estreia sétima temporada com modo criativo, aviões e skins para armas

O ator afirma que Fortnite copiou a dança que ele fazia no programa e a ofereceu em uma emote, isto é, uma dança feita pelos personagens. Trata-se de um item opcional que em algumas situações – como é o caso da “dança do Carlton” – exige um pagamento em dinheiro para ser desbloqueado.

Segundo o TMZ, Ribeiro destaca no processo que criou a dança nos anos 90, enquanto Fortnite liberou o emote apenas em janeiro de 2018. No jogo, a dança é conhecida como “Fresh”, provavelmente em referência a The Fresh Prince of Bel-Air, nome original da série.

Ribeiro também diz, na ação, que está criando o copyright de sua dança. Há poucos dias, a Epic Games foi processada pelo rapper 2 Milly. Assim como o ator, ele afirma que a empresa copiou sua dança para a música Milly Rock e a incluiu no jogo como a emote “Swipe It”.

Para David Hecht, advogado de Ribeiro, está claro que a imagem e a propriedade intelectual de Ribeiro foram mal usadas pela Epic Games.

“A Epic teve lucros recordes com conteúdos para download no jogo”, disse Hecht ao TMZ. “No entanto, a Epic não conseguiu compensar ou nem mesmo pedir permissão a Ribeiro para usar sua imagem e propriedade intelectual icônica”.

Veja a comparação entre a emote de Fortnite e a dança de Ribeiro:

Receba mais sobre Fortnite na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados