LG tem prejuízo com celulares de novo, mas ainda aposta no Velvet

LG Velvet é um intermediário premium com versão 5G; fabricante coreana teve prejuízo de R$ 894,2 milhões com celulares

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 4 meses
LG Velvet

Os resultados financeiros da LG publicados nesta quinta-feira (30) continuam não trazendo boas notícias para a divisão de dispositivos móveis: a empresa perdeu 206,5 bilhões de wons com celulares entre março e junho de 2020, o equivalente a R$ 894,2 milhões. A empresa ainda espera reverter o momento ruim com o Velvet, que será lançado em mais países neste trimestre.

O negócio de celulares da LG é normalmente o que puxa os resultados financeiros para baixo. A empresa registra prejuízo acumulado de mais de US$ 3 bilhões no segmento em cinco anos; o último ano de lucro foi 2014, na época do LG G2. No último mês de abril, a LG afirmava que o lançamento do Velvet na Coreia do Sul poderia mudar a situação, marcando uma nova direção de design e uso de componentes competitivos.

A empresa foi otimista quanto ao resultado da divisão de dispositivos móveis, dizendo que as vendas subiram para 1,31 trilhão de wons (equivalente a R$ 5,7 bilhões), um aumento de 31,1% em comparação com o trimestre anterior. Além disso, o prejuízo caiu, tanto na base trimestral quanto anual, “como resultado de aprimoramentos na eficiência do marketing e melhores controles de custo”.

“É esperado que o lançamento global do LG Velvet no terceiro trimestre em conjunto com o lançamento de novos modelos com precificação atraente impulsione os smartphones da LG, aumentando as vendas e a lucratividade”, diz a empresa aos investidores. O celular com Snapdragon 765 e câmera de 48 megapixels já foi homologado pela Anatel e tem autorização para ser vendido no Brasil.

LG foca em TVs premium, mas faturamento cai

Os outros negócios da LG refletiram o resultado negativo da empresa, que registrou queda de 17,9% na receita e 24,1% no lucro em uma comparação anual. A fabricante coreana faturou 12,83 trilhões de wons no segundo trimestre de 2020, o equivalente a R$ 55,7 bilhões. O lucro operacional da companhia ficou em 495,4 bilhões de wons (R$ 2,15 bilhões).

A divisão mais forte da companhia, de eletrodomésticos e ares-condicionados, teve queda de 12,5% no lucro operacional devido à queda na demanda na pandemia. Já no segmento de entretenimento doméstico, a boa notícia aos investidores é que a LG conseguiu reduzir custos e aumentou a linha de TVs premium, mas isso não foi suficiente para impedir o lucro 25,9% menor que no ano passado, chegando a 112,8 bilhões de wons (R$ 490 milhões).

Receba mais sobre LG na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados