Razer Phone 3 é cancelado e quase toda a divisão mobile é demitida

André Fogaça
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses

Depois de chegar ao projeto do Razer Phone 3, a fabricante resolveu cancelar o produto e, junto da desistência, demitiu 30 empregados e isso representa aproximadamente 2% de todo o quadro da empresa. A quantidade pode não parecer muito relevante, mas a divisão que mais sofreu foi a de smartphones que perdeu quase que todos os colaboradores.

A surpresa aconteceu depois do anúncio do fechamento da Razer Games Store, loja online que vende games para PC e que é concorrente de gigantes como Steam e Epic Games Store – a loja encerrará suas atividades a partir do dia 28 deste mês. As demissões atingem engenheiros de produto e software que trabalhavam na parte da empresa que cuida de celulares – que, até o momento, lançou duas gerações do Razer Phone e trabalhava em uma terceira.

Mesmo com quase toda a área vazia, alguns funcionários foram poupados apenas para continuar com os trabalhos nas atualizações de software para os modelos disponíveis no mercado. A marca afirma que nem todos foram demitidos, já que algumas pessoas foram realocadas para outras áreas da fabricante.

Por fim, a empresa afirma que o Razer Phone 2 continuará nas prateleiras e o suporte para ele não está encerrado. Mesmo com representante no Brasil, nenhuma das gerações do smartphone foram lançadas no país.

Com informações: Droid Life.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
André Fogaça

André Fogaça

Ex-autor

André Fogaça é jornalista e escreve sobre tecnologia há mais de uma década. Cobriu grandes eventos nacionais e internacionais neste período, como CES, Computex, MWC e WWDC. Foi autor no Tecnoblog entre 2018 e 2021, e editor do Meio Bit, além de colecionar passagens por outros veículos especializados.

Canal Exclusivo

Relacionados