ABTA

Artigos de ABTA

YouTuber é condenado em R$ 50 mil por ensinar uso de IPTV pirata

às 18h30 por

O TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) condenou o youtuber Jorge Dejorge em R$ 50 mil por ensinar ao público métodos para assistir TV por assinatura ilegal por meio de listas de IPTV. A Justiça exigiu que Google e Facebook removessem os vídeos relacionados ao processo, e determinou ao influenciador que deixe de reproduzir indevidamente as marcas, violar direitos autorais e praticar qualquer ato de concorrência desleal.

Receita Federal destruiu 100 mil decodificadores piratas desde 2017

às 12h50 por

A ação da Receita Federal em combate à pirataria de TV por assinatura alcançou uma marca expressiva nesta semana: 100 mil decodificadores clandestinos destruídos. O número se refere apenas às inutilizações feitas desde 2017 na unidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. Como funciona o leilão da Receita Federal para comprar aparelhos eletrônicos O trabalho faz parte de um termo de cooperação entre a Rece

“Gatonets” estão presentes em mais de 4 milhões de lares no Brasil, segundo pesquisa

às 19h24 por

As operadoras se esforçam para combatê-la, mas a interceptação ilegal de serviços de TV por assinatura está cada vez mais difundida. De acordo com uma pesquisa divulgada hoje (6) na conferência ABTA 2014, as chamadas "gatonets" estão instaladas em pelo menos 4,2 milhões de lares brasileiros. O estudo, realizado pela H2R sob encomenda da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA), é impressionante porque o número apontado representa quase 22% da base de usuários de TV paga no país, atualmente calculada em 18,9 milhões

Cade impõe multa milionária ao Ecad por formação de cartel

às 20h42 por

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) julgou procedente uma denúncia de formação de cartel contra o Ecad. Nosso velho conhecido escritório de arrecadação de direitos autorais para músicas terá de desembolsar uma quantia milionária como multa por tabelar os preços cobrados e repassados para seis associações participantes do grupo. A decisão do Cade por qua

Clientes da Net terão televisão no iPad

às 18h44 por

Durante a ABTA 2010, a Net anunciou que está desenvolvendo um aplicativo para iOS que permitirá que seus clientes assistam à programação da televisão. Para isso, o aparelho terá que se conectar ao decodificador da TV por assinatura por meio do Wi-Fi. Inicialmente pensado para iPhone, o app experimental também poderá ser instalado nos iPads. O objetivo da empresa é oferecer portabilidade ao consumidor. Ainda não há previsão de quando o aplicativo chega ao mercado, nem quanto a Net vai cobrar pelo serviço. |

Telefônica lança locadora virtual

às 17h55 por

Enquanto ainda se discute se as operadoras de telefonia podem controlar empresas de produção e distribuição de conteúdo - seja Jornalismo ou entretenimento -, a Telefônica já aposta nos vídeos on demand. A empresa apresentou um novo produto para alugar filmes sem sair de casa. O OnVideo nada mais é do que uma locadora virtual, que fica conectada à internet para que o usuário possa baixar os mais de dois mil títulos que, nesse momento de lançamento, já fazer parte do acervo do serviço. Para utilizá-lo, o

Mover é miniconversor de vídeos para celular e iPod

às 16h58 por

A Motorola apresenta durante essa semana uma nova forma de gravar conteúdos audiovisuais. Um aparelho supercompacto que fica ligado diretamente a roteador de internet Wi-Fi dará ao usuário a possibilidade de assistir vídeos mesmo estando longe da televisão. Durante a feira da ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura), que acontece de 10 a 12 de agosto em São Paulo, a empresa mostra a próxima geração de um aparelho DVR com gravação automática de conteúdo. O Mover tem o tamanho aproximado de um modem ADS

Justiça Federal proíbe cobrança de ponto extra de TV paga. De novo.

às 17h55 por

A novela da cobrança de ponto extra de TV por assinatura continua. Em decisão feita ontem e tornada pública hoje, o juiz Roberto Luchi Demo revogou liminar obtida pela ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura) em junho de 2008, que permitia cobrança de ponto adicional. Detalhe: esse mesmo juiz foi quem concedeu a liminar. Havia dúvidas sobre a legalidade da cobrança porque a Anatel ainda não havia se manifestado sobre o assunto. No entanto, a agência produziu uma resolução que – finalmente! – determina que a mesma programação que é disponibilizada no ponto p