B2W

Artigos de B2W

Americanas e Submarino adotam medidas contra preços abusivos

às 16h11 por

A B2W, responsável por Americanas, Submarino e Shoptime, também se manifestou sobre as medidas que tomará em meio à pandemia de coronavírus. O grupo afirmou que está atuando para coibir preços abusivos no marketplace. Europa pede que Netflix e YouTube limitem qualidade de streaming iFood cria fundo de R$ 50 milhões para restaurantes durante pandemia

Xiaomi vende celulares Mi e Redmi no Submarino e Americanas.com

às 10h09 por

A Xiaomi fez parceria com a empresa B2W para vender celulares nas lojas online Submarino, Americanas.com e Shoptime: ela vai oferecer o Mi 9, Mi 8 Lite, Redmi Note 7, Redmi 7, Redmi Go, Redmi Note 6 Pro e Pocophone F1. Estes aparelhos também estão disponíveis na Mi Store física em São Paulo e na versão online lançada na semana passada.

Americanas Mundo importa eletrônicos com frete grátis e parcela em 10 vezes

às 14h12 por

A Americanas Mundo quer concorrer com a AliExpress oferecendo importação de produtos da China e EUA com algumas vantagens interessantes: o frete internacional é gratuito; a compra pode ser parcelada em até 10 vezes no cartão; e o atendimento é feito em português. A loja vende produtos como relógios, brinquedos e eletrônicos — mas o foco não está em celulares nem laptops. Correios lançam Compra Fora para entregar produtos dos EUA no Brasil

Submarino e Americanas se preparam para competir com a Amazon Brasil

às 09h46 por

Parece que a Amazon realmente vai expandir suas operações no Brasil, pelo menos se depender da movimentação das concorrentes. De acordo com o Valor, a B2W, responsável por Submarino, Americanas e Shoptime, deverá lançar novos serviços em suas lojas online até o final de novembro. Eles competem diretamente com os que a Amazon já possui no resto do mundo. As

Operação Game Over combate sonegação de impostos em vendas de games

às 14h03 por

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo deflagrou nesta quinta-feira (8) a Operação Game Over contra distribuidoras e varejistas do ramo de eletrônicos, com o objetivo de combater a sonegação de impostos em vendas de videogames. Há indícios de que 40 empresas estão envolvidas na fraude, que movimentou cerca de R$ 800 milhões desde 2015. De acordo com o órgão estadual, investigações que estão sendo feitas há um ano

Operadoras superam bancos em número de queixas no Procon

às 13h57 por

A Fundação Procon-SP publicou recentemente o ranking das 30 companhias que mais geraram reclamações em 2013. As empresas de telecomunicações sempre figuraram nesta lista, mas a novidade é que, desta vez, elas conseguiram superar os bancos em número de queixas. De acordo com o Procon, a única operadora que reduziu a quantidade de reclamações em relação ao ano de 2012 foi a Nextel. As demais, incluindo aí prestadoras de TV por assinatura, apresentaram aumento signi

Procon-SP notifica Americanas, Submarino e Shoptime após instabilidades nos servidores durante promoção

às 14h56 por

A Fundação Procon-SP enviou uma nota à imprensa informando que notificou a B2W nesta quarta-feira para prestar esclarecimentos sobre os problemas técnicos ocorridos durante uma promoção realizada na noite de ontem, chamada Black Night. O grupo B2W é responsável pelas lojas online Americanas.com, Submarino e Shoptime. Americanas.com, Submarino e Shoptime fizeram entre as 22h de ontem e 6h de hoje uma promoção chamada Black Night. Nas palavras das lojas da B2W, trata-se de uma “prévia da maior liquidação do ano”, a Black Friday, que este ano

Amazon chega ao Brasil em setembro, afirma jornal

às 16h15 por

Maior loja online do mundo, a Amazon está ensaiando sua chegada ao Brasil a partir de 1º de setembro desse ano. Inicialmente a empresa pretende vender produtos menores, como CDs e DVD, além do e-reader Kindle desenvolvido internamente. A informação foi revelada em primeira mão pelo jornal Brasil Econômico, que afirma ter obtido um documento que confirma as suspeitas. De acordo com a publicação, não será na chegada ao paí

Tecnoblog Podcast 05 - O Submarino que não afundou

às 21h00 por

Em uma semana de poucas notícias de grande impacto na área de tecnologia, eu (Rafael Silva), Thiago Mobilon e Thássius Veloso conseguimos ainda assim achar matérias o suficiente para darmos nossos respectivos pitacos, opiniões e fazer algumas piadinhas completamente relevantes e interessantes (por mais que alguns ouvintes não concordem com a existência delas). Portanto nesse episódio você vai ouvir algo que pode ser padronizado em não-notícias: falamos sobre a não-orkutização do Instagram, a não-polêmica dos desabrigados que

Procon-SP multa B2W e suspende vendas da Americanas.com, Submarino e Shoptime

às 10h27 por

O Procon-SP informou hoje que multou a B2W em 1,74 milhão de reais devido, dentre outras coisas, à grande quantidade de reclamações de clientes no estado de São Paulo. Como consequência, os sites controlados pela empresa, Americanas.com, Submarino e Shoptime, devem ser suspensos a partir de amanhã (15) para todo o estado. Para quem não lembra, essa possibilidade já existia desde novembro do ano passado quando a empresa foi informada pela primeira vez das irregularidades. A B2W

Submarino, Americanas.com e Shoptime na mira do PROCON-SP

às 13h17 por

Fomos surpreendidos nessa quinta-feira pela notícia de que os sites da empresa B2W, o Submarino, a Americanas.com e o Shoptime podem ter suas atividades suspensas pelo período de 72 horas. A decisão foi tomada pela Fundação PROCON de São Paulo, órgão que age defendendo os direitos do consumidor paulista. Eu conversei com Andréa Sanchez, diretora de programas especiais do PROCON-SP, sobre as acusações contra a B2W. A situação só faz ag

Americanas.com está proibida de vender produtos para o Rio de Janeiro

às 19h10 por

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) proibiu que a Americanas.com venda novos produtos para clientes do Estado do Rio de Janeiro. A decisão foi tomada depois de diversas denúncias de que a empresa não vem cumprindo o prazo para a entrega das compras já feitas pelos clientes. E a vai ter multa se a Americanas.com não seguir a determinação. Essa proibição é válida a partir do momento que a empresa receber a notificação judicial, o que deveria acontecer nessa quinta-feira. No entanto, não há informações se de fato os oficiais de justiç

Carregar mais posts