TLD

Artigos de TLD

Google permite registrar domínios com final .dev para desenvolvedores

19/02 às 18h29 por

O Google abriu nesta terça-feira (19) a venda de domínios terminados em .dev para todos os interessados. Esse sufixo já é usado pela Mozilla, GitHub, Slack e Niantic (de Pokémon Go). Para garantir o melhor endereço, é preciso entrar em um pré-registro pagando até R$ 50 mil. Isso acaba no dia 28 de fevereiro, quando será necessário arcar somente com a taxa anual de manutenção. Google recua em mudança no Chrome que quebraria bloqueadores de anúncios

Google enfim permite registrar domínios com o final .app

01/05/2018 às 14h42 por

Em 2015, o Google comprou o fim de domínio .app por US$ 25 milhões. Ele é um TLD, sigla para o termo top-level domain, que define o que fica no final de domínios, igual .com, .org, .net, .br, entre outros. A ideia era usá-lo para desenvolvedores hospedarem o site de seus aplicativos. Essa ideia finalmente vai se concretizar: nesta terça-feira (1°), o Google anunciou que vai disponibilizar o TLD .app para qualquer um registrar seu domínio. É um endereço interessa

Amazon, Bradesco e Vivo também querem terminações de domínio exclusivas

13/06/2012 às 12h05 por

Após o Google anunciar que está de olho em novos domínios de topo (ou TLDs, sigla para Top Level Domains), como .lol, .docs e .google, outras empresas também demonstraram interesse em reservar palavras genéricas e marcas registradas. A Amazon é uma das mais empenhadas nas novas possibilidades: quer registrar um total de 76 TLDs, incluindo palavras como .free e .book. Empresas brasileiras também querem suas próprias terminações de domínio.

Google está de olho nos domínios .lol e .docs para internet

31/05/2012 às 15h16 por

O Google informou agora há pouco que participa do processo promovido pelo ICANN, o órgão máximo e transnacional para regulação de domínios na internet, para obter novos endereços terminados em palavras ou termos associados à marca. Essa é a primeira vez que o gigante das buscas detalha como pretende utilizar as novas possibilidades para criar experiências de usuário mais interessantes. Diversos TLDs (os prefixos de sites, como .com ou .net) receberam pedido de compra enviad

Falha no ICANN revela domínios secretos de empresas de internet

30/04/2012 às 16h30 por

Preços de alguns domínios especiais, como .food ou .gay, podem ficar mais caros depois que uma falha no sistema de gerenciamento de pedidos do ICANN, a instituição americana que controla e organiza os domínios da internet mundial, permitiu que empresas de internet interessadas nos tais domínios descobrissem o que seus concorrentes pretendem registrar. No mundo digital, dá para dizer que o ICANN, graças à brecha, fez o favor de revelar segredos industriais para inimigos. No início do ano iniciou-se o período de três meses para que empresas de interne

Computadores devem ter seus próprios websites? Stephen Wolfram acha que sim

13/01/2012 às 14h40 por

Não há uma melhor maneira de iniciar esse artigo senão cotar o próprio Stephen Wolfram logo de cara: "Websites desenvolvidos para serem lidos por outros websites em vez de humanos podem facilitar a utilização e o compartilhamento de dados." Stephen Wolfram (para quem ainda não o conhece) é o criador do projeto Wolfram Alpha, um sistema de conhecimento computacional incrivelmente amplo e que ao meu ver é um primo quase perfeito do Google, porém sem os dentes de 'show business' e as unhas dos negóci

Faculdades dos EUA também aderem aos sites .xxx

14/11/2011 às 19h44 por

A terminação de domínio .xxx foi aprovada pelo ICANN para dar aos sites de conteúdo adulto uma característica muito mais aparente. Ao digitar algum endereço com o .xxx, o internauta tem a certeza de que vai entrar numa zona cinzenta da web. Ou quase isso: faculdades americanas decidiram registrar sites com o TLD. Só que não é nada disso que a sua mente preconceituosa pensou. As faculdades estadunidenses solicitaram o registro de seus nomes em .xxx para proteger

Que tal ter o endereço aplicativo.app?

27/07/2011 às 18h06 por

Com a flexibilização das terminações de domínio, aprovada pelo ICANN em meados desse ano, ficou muito mais fácil registrar sites como http://turismo.brazil/ ou http://search.google/. O próprio nome do assunto poderia ser o TLD, forma técnica de chamar a terminação. Um grupo de desenvolvedores já pensa inclusive em como tirar proveito das novas regras para estimular a disseminação de aplicativos. Eles querem comprar a terminação .app. O Projeto .App tem como objetivo garantir que os responsáveis

ICANN aprova domínios .marca

20/06/2011 às 14h56 por

Num futuro próximo, o Google poderá oferecer os endereços http://brasil.google ou http://mail.google. Sem .com, ou .net, ou qualquer outra terminação de endereço (o gTLD, na sigla em inglês para domínio de nível superior genérico). O ICANN aprovou nessa segunda-feira a resolução que cria os finais de endereço .marca — na falta de um nome melhor, vai esse mesmo. De acordo com o órgão, que se responsabiliza pela estrutura e estabilidade na grande rede, a decisão representa uma “mudança histórica ao sistema de nomes

Índia vai bloquear sites pornográficos terminados em .xxx

24/03/2011 às 16h47 por

Não faz nem uma semana que o ICANN aprovou os domínios terminados em .xxx. O novo TLD (Top Level Domain) será usado especificamente para sites com conteúdo adulto, que terão a chance de discriminar até na URL que não podem ser acessados por menores de 18 anos (considerando-se a legislação brasileira). Lá na Índia, contudo, as coisas já estão acertadas para evitar esse cenário. Os domínios dessa nova leva de TLD serão

Obama não terá poder de veto sobre extensões de domínios

28/02/2011 às 13h56 por

O superpoderoso presidente dos Estados Unidos perdeu uma importante votação entre os países conselheiros do ICANN, a autoridade global em endereços de internet. Obama propôs que as nações pudessem vetar os TLDs (as extensões em domínios de internet, como o .com e o .net) que estão para ser criados nos próximos meses. Essa proposta, no entanto, não durou muito depois que as nações se uniram para votá-la. Obama queria que governos locais pudessem proibir certas extensões de domínios, como o .c

Domínio .gay não é impossível de entrar no ar

14/02/2011 às 16h49 por

O ICANN, órgão máximo que regula as terminações de domínio (TLDs, na sigla em inglês) da internet mundial, está certo de que o melhor a fazer é liberar TLDs genéricos, que digam respeito a assuntos específicos. Por exemplo, o .car teria a ver com carros, perfeito para que a BMW registre o domínio bmw.car. E, se depender de um homem, o TLD .gay também deve ser aprovado pela entidade. Scott Seitz é o fundador de uma empresa que planeja marketing especificamente para os homossexuais. Talvez como p

Carregar mais posts