Arquivo Ciência

Saiba onde se desfazer de gadgets e baterias usadas com o E-lixo Maps

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Quando um computador fica ultrapassado ou um celular quebra, normalmente não pensamos muito o que fazer com eles. Apenas deixamos num canto, numa gaveta qualquer, acumulando poeira, teias de aranha e enferrujando. Se desfazer desse tipo de eletrônico é, muitas vezes, uma dor de cabeça, pois você precisa ligar para o o fabricante para descobrir se eles têm um programa de reciclagem e então descobrir como devolvê-lo. Isso fica ainda pior se a empresa não tiver um desses programas.

Se você tem um desses eletrônicos e mora em alguma região do estado de São Paulo, talvez seja uma boa hora para dar uma olhada em um site chamado E-lixo Maps.

O E-lixo Maps é um projeto fruto de uma parceria da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo com o Instituto Sergio Motta que foi lançado há dois anos e desde então têm sido constantemente atualizado. Ele usa as APIs do Google Maps junto com uma base de dados própria para mostrar onde estão os locais adequados para fazer o descarte daquele eletrônico que não tem mais uso ou de baterias que já não aguentam mais o tranco.

Para isso basta que você coloque o seu CEP e número que então serão exibidas as indicações detalhadas desses locais no mapa. Por meio dele você pode descobrir onde descartar uma variada quantidade de eletrônicos e eletrodomésticos, desde os mais diminutos como meras baterias de celular ou cartões SIM, a até os maiores, como televisões ou servidores.

A ideia não é exatamente nova (como eu disse, ele foi criado em meados de 2009) mas acho que a divulgação desse tipo de site pode mostrar o valor deles para os demais estados, incentivando os governos estaduais a criar projetos similares. E o resultado final disso é que mais pessoas vão descartar de maneira consciente os aparelhos que têm potencial para causar um estrago ambiental bem grande.

Dica da leitora Lilian Rega (@donalilian). Valeu, Lilian!

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque