Arquivo Internet

Britânicos consideram que música é cara demais

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma pesquisa realizada com 3 mil britânicos revelou que 75% deles acreditam que comprar música atualmente é algo caro. Até aí, nenhuma novidade. Curioso é que 63% dos pesquisados disseram que comprariam sim música online se o custo fosse inferior.

A pirataria é presente principalmente entre os homens: 42% deles admitiram baixar música ilegalmente, contra 29% das mulheres. Cabe lembrar que ninguém foi checar o computadores dessas pessoas para saber se falavam a verdade, então aqui fica o meu palpite: os números devem ser ainda maiores.

Vender música online a preços mais acessíveis poderia ser uma alternativa à indústria musical que vive lutando contra os compartilhadores de arquivos. Dados da pesquisa indicam que os britânicos gastam ao longo da vida cerca de 10 mil libras em música, considerando-se downloads, CDs, shows e outros serviços relacionados, o equivalente a R$ 28 mil. Um bom dinheiro de que as gravadoras não podem abrir mão.

Desperdício também pode ser um problema. Os britânicos admitiram que não escutaram a 5% das músicas adquiridas. Mal comparando, podemos dizer que nos (bons?) tempos do CD, bastaria vender o disco para recuperar o investimento. Já em tempos de internet… Que eu saiba a iTunes não permite devolver uma canção.

A pesquisa também mostrou que os CDs ainda compõem a maior parte da biblioteca musical dos britânicos: os discos são responsáveis por 63% das músicas, enquanto que os downloads figuram em segundo lugar com 27%. [Guardian]

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque