Google Docs ganha recurso de citação automática, mas não se empolgue

Citações, do Google Docs, ganha opção para fazer busca de referências bibliográficas e incluí-las automaticamente em documentos

Bruno Gall De Blasi
Por

Google Docs começou a receber, nesta terça-feira (2), novidades para facilitar a inserção de referências bibliográficas. Agora, os usuários podem fazer buscas por fontes para fazer citações automáticas em trabalhos acadêmicos. A atualização para o Documentos, no entanto, ainda não oferece suporte às normas da ABNT.

Google Docs em um iPhone (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Google Docs em um iPhone (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

A novidade é um incremento à função Citações, que é acessada pelo menu Ferramentas. Além da inserção manual de obras, o recurso passou a contar com uma opção para buscar referências na internet para serem incluídas automaticamente no documento. Dessa forma, o usuário só precisa escolher o estilo, onde a fonte foi acessada e inserir o site ou o ISBN do livro para fazer a busca.

“As citações são um aspecto importante de muitos tipos de documentos. Esta nova função de pesquisa e adição automática torna mais rápido e fácil adicionar citações”, anunciaram. “Ao automatizar parte do processo de criação da fonte e garantir a formatação correta, esperamos economizar seu tempo e reduzir os erros manuais ao gerenciar as citações.”

Citações, do Google Docs, ganha busca automática (Imagem: Divulgação/Google)
Citações, do Google Docs, ganha busca automática (Imagem: Divulgação/Google)

Citações do Google Docs ainda não suporta ABNT

As informações das fontes serão apresentadas automaticamente na barra lateral. Após a busca, também é possível editar os detalhes da obra, caso precise fazer alguma correção ou queira incluir algum detalhe adicional. O recurso, no entanto, ainda não oferece suporte às normas da ABNT e está restrita a três estilos:

  • MLA (8ª edição);
  • APA (7ª edição);
  • Chicago autor-data (17ª edição).

O mesmo é dito para as inserções manuais. Em testes realizados pelo Tecnoblog nesta quinta-feira (4), a função oferece apenas as opções MLA, APA e Chicago. “A ferramenta de citações está disponível em todos os idiomas, mas os elementos que ela gera no seu documento aparecem apenas em inglês”, diz a página de suporte do Google.

A novidade começou a ser liberada nesta terça-feira (2) ao ciclo de lançamentos rápidos. Já para quem faz parte do ciclo de lançamentos agendados, o recurso ficará disponível a partir de 29 de novembro. A novidade chegará tanto a assinantes do Google Workspace e do G Suite quanto a usuários de contas gratuitas do Gmail.

Com informações: Android Police e Google (1 e 2)