Às vesperas de evento, Google anuncia novos Nest Wifi Pro e Nest Doorbell

Dispositivos já estão em pré-venda em alguns países, mas não há certeza de que possam chegar ao Brasil; Google também anunciou versão redesenhada do app Home

Yan Avelino
Por

De surpresa, o Google anunciou, nesta terça-feira (4), o Nest Wifi Pro. O principal destaque do novo roteador mesh é o suporte ao Wi-Fi 6E, que, segundo a empresa, o fará alcançar velocidades de até 5,4 Gb/s. Ele é até duas vezes mais rápido do que um roteador com suporte ao Wi-Fi 6, de acordo com o Google. Já disponível para pré-venda nos Estados Unidos, o produto recém-anunciado custa US$ 200.

Novo Google Nest Wifi Pro
Apenas um roteador é capaz de cobrir uma área de aproximadamente 205 m², afirma a empresa. (Imagem: Divulgação/Google)

No quesito design, o roteador tem um acabamento brilhoso em quatro cores: Neve (Snow), Linho (Linen), Névoa (Fog) e Capim-limão (Lemongrass). O dispositivo ainda conta com duas portas Gigabit Ethernet e funciona como um roteador de borda, suportando o padrão Matter.

Algo que pode decepcionar os fãs da marca, contudo, é que, diferente do modelo lançado em 2019, o Nest Wifi Pro não possui saída de som e não tem suporte à Google Assistente, deixando de lado os comandos de voz e a reprodução de músicas.

Uma unidade do novo roteador custará US$ 200 (cerca de R$ 1.035), US$ 30 a mais do que a versão mais antiga. Ainda assim, pacotes com duas e com três unidades serão vendidas por US$ 300 (aproximadamente R$ 1.550) e US$ 400 (em torno de R$ 2.070), respectivamente.

YouTube video

Uma diferença entre o Nest Wifi Pro e sua versão mais básica é que não há mais a distinção entre o roteador e os pontos adicionais, que serviam apenas como extensores da rede. Todos os modelos vendidos em um pacote são iguais e podem atuar em ambas as funções.

O Google prometeu manter o Nest Wifi mais antigo em sua linha por US$ 169 (cerca de R$ 860). No entanto, os dispositivos não poderão trabalhar juntos, afinal a versão de 2019 está limitada ao padrão anterior, o Wi-Fi 6.

A chegada do produto não era uma surpresa, já que alguns rumores e vazamentos publicados neste ano o davam como certo. Entretanto, esperava-se que um novo Nest Wifi fosse anunciado no evento Made By Google, marcado para esta quinta-feira (6), e não por um anúncio no blog da companhia.

Por ora, o dispositivo está em pré-venda apenas nos Estados Unidos e não há informações de quando (ou se) ele poderá chegar a outros países.

Nova campainha inteligente tem imagem mais nítida

Quem também deveria aparecer apenas no evento de quinta-feira, mas teve seu lançamento antecipado foi a versão com fios da Nest Doorbell, a campainha inteligente do Google. No ano passado, a empresa prometeu lançar uma nova geração do dispositivo e… cá está ele.

O modelo continua levemente menor e um pouco mais grosso que a versão alimentada por baterias, haja vista que por aqui não há espaço para elas.

A novidade, no entanto, está na parte de dentro. De acordo com a companhia, o dispositivo tem a “imagem mais nítida até agora”. O Google disse ter passado muito tempo ajustando a câmera para que ela não exibisse imagens parecidas com as de lente olho de peixe, que geralmente tem distorções.

Nova Google Nest Doorbell com fios (2ª geração)
Nova Nest Doorbell com fios é 30% menor do que a versão à bateria, diz Google. (Imagem: Divulgação/Google)

Por mais que a campainha tenha cabos, o sinal da câmera ainda é enviado via Wi-Fi para seus dispositivos, por isso é preciso garantir uma conexão estável. Caso ela seja irregular, a Nest Doorbell possui um buffer de armazenamento local para gravar por uma hora.

O Google também diz ter implementado algoritmos de HDR a fim de aprimorar as imagens, oferecendo mais detalhes em pontos particularmente muito claros ou muito escuros. Mesmo durante a noite e sob chuva, a câmera deve oferecer uma boa resolução.

YouTube video

Assim como a Nest Doorbell movida a bateria, o dispositivo com fios também possui recursos inteligentes. A campainha pode reconhecer pessoas, pacotes, animais e veículos, provendo notificações relevantes no smartphone, dependendo do que estiver na sua porta.

Um ponto negativo é que, para usufruir da campainha em toda sua plenitude, é preciso assinar o plano Nest Aware Plus por US$ 6 (cerca de R$ 30). Ele fornecerá 10 dias de histórico contínuo de vídeos gravados 24 horas por dia, 7 dias por semana. Caso o usuário opte por não pagar, receberá apenas três horas de histórico de vídeo com clipes de até cinco minutos.

A nova Nest Doorbell já está em pré-venda nos EUA por US$ 180 (aproximadamente R$ 925) nas cores Neve (Snow), Linho (Linen), Cinza (Ash) e Hera (Ivy). A campainha também foi disponibilizada para compra no Canadá, mas apenas nas cores Neve e Cinza por 240 dólares canadenses.

O futuro do app Google Home

Juntamente com esses lançamentos, a gigante de Mountain View anunciou uma grande atualização para o aplicativo Google Home. A empresa, claro, está preparando terreno para a introdução do Matter, protocolo de conexão que deve unificar todos os objetos de automação residencial.

O app foi redesenhado do zero e tem como foco a personalização. Assim, será possível utilizar uma aba de favoritos para organizar uma visualização dos dispositivos, ações e automações que mais importam para cada usuário.

Também será possível criar “espaços” para agrupar dispositivos por categoria (câmeras, iluminação, rede, termostatos e mais) e não por cômodos, se quiser. Além disso, o Google promete um acesso mais direto e imersivo às transmissões das câmeras conectadas.

Novo app Google Home
Atualização do app Google Home ainda não tem data oficial de lançamento. (Imagem: Divulgação/Google)

Uma novidade é que o aplicativo também estará disponível no Pixel Watch. Tudo isso graças a uma futura atualização do Wear OS que permitirá, por exemplo, desligar as luzes, abrir a porta da garagem e até mesmo receber notificações das câmeras.

Por fim, o app Google Home estará disponível em versão web para que o usuário possa acessá-lo de qualquer computador. Dentro de algumas semanas, a empresa começará a testar o aplicativo no Android e no iOS e todos podem se inscrever.

Relacionados

Relacionados