Bitcoin Cash começa a ser negociado em casa de câmbio e se envolve em escândalo

Preço do Bitcoin Cash subiu horas antes do anúncio oficial; suspeita é que houve utilização de informações privilegiadas

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 3 dias
Foto por Marco Verch/Flickr

O Bitcoin Cash (BCH), criptomoeda que surgiu a partir de um fork do Bitcoin, passou a ser suportado pela Coinbase, uma das maiores casas de câmbio do mundo. Mas o lançamento não ocorreu como esperado: houve forte variação nos preços, e as transações precisaram ser suspensas. Além disso, a empresa investiga se funcionários se aproveitaram de informações privilegiadas para lucrar de forma ilícita.

O lançamento do Bitcoin Cash ocorreu na noite desta terça-feira (19), simultaneamente, nas casas de câmbio Coinbase e GDAX (do mesmo grupo). Como explica o TechCrunch, a liquidez e o preço de uma criptomoeda são definidos pela GDAX. Por isso, é importante que tudo esteja sob controle na GDAX antes que os clientes da Coinbase possam comprar e vender.

No entanto, não foi o que aconteceu. Enquanto as outras casas de câmbio negociavam o Bitcoin Cash por cerca de US$ 3.500, a GDAX listava o preço de US$ 8.500 — é como se a criptomoeda tivesse valorizado 140% em um estalo de dedos. Ninguém explica se houve falha técnica ou demanda excessiva, mas alguns clientes, como o criador do Litecoin, conseguiram vender BCH por preços mais altos que o normal.

Em resposta ao aumento repentino de preço, a GDAX suspendeu temporariamente todas as operações com Bitcoin Cash. A Coinbase também chegou a mostrar os preços altíssimos para os clientes, mas os gráficos exibidos atualmente na plataforma não indicam nada anormal, como se nenhum pico tivesse ocorrido.

funny how they are scrubbing right now trying to get rid of all the evidence pic.twitter.com/ltWkAH9Bmc

— ₿-rockin (@Cryp_walkin) December 20, 2017

https://twitter.com/Emc33Lyncs/status/943337489812426752

Informações privilegiadas

Para piorar, há a suspeita de que funcionários da Coinbase teriam se aproveitado do chamado insider trading, isto é, sabendo que a empresa passaria a suportar o Bitcoin Cash, compraram antes a criptomoeda em outra casa de câmbio para vendê-la posteriormente com lucros exorbitantes. Como a Coinbase é uma grande exchange, é quase certo que o anúncio geraria uma valorização no BCH.

Em nota, o CEO Brian Armstrong reconhece que o preço do Bitcoin Cash aumentou em outras casas de câmbio horas antes do anúncio oficial da Coinbase. Ele ressaltou que a empresa proibiu que os funcionários comprassem ou vendessem BCH há um mês, quando a Coinbase começou a planejar o suporte à criptomoeda.

Uma investigação será conduzida pela empresa e, caso haja evidências de que alguém quebrou as regras, Armstrong “não hesitará em demitir o funcionário imediatamente e tomar as medidas legais apropriadas”.

No momento em que escrevo este parágrafo, o Bitcoin Cash é negociado a US$ 4.182, uma alta de 75,26% em 24 horas.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados