Fleury sofre novo ataque cibernético e pacientes ficam sem acesso a exames

Clientes da rede de laboratórios reclamam de dificuldades desde sexta-feira (5); empresa confirmou problema em documento a acionistas

Giovanni Santa Rosa
Por
Site do laboratório Fleury
Site do laboratório Fleury (Imagem: Giovanni Santa Rosa/Tecnoblog)

A rede de laboratórios Fleury sofreu um ataque cibernético no domingo (7). É o segundo episódio do tipo em dois anos. A informação foi revelada pela própria empresa, que publicou um Fato Relevante a seus acionistas e ao mercado.

Segundo o Grupo Fleury, o ataque teve como alvo “seu ambiente de tecnologia da informação”. A empresa diz que trabalha para tentar minimizar os “eventuais impactos em suas operações”.

O Fleury acionou protocolos de segurança e controle e conta com o apoio de companhias especializadas e de referência em cibersegurança. O ataque está sendo investigado e avaliado, e a extensão dos danos vem sendo apurada.

O grupo avisa que pacientes podem enfrentar lentidão para agendar exames e acessar resultados.

Ao tentar agendar uma consulta no laboratório A+, do Grupo Fleury, me deparei com uma mensagem de indisponibilidade no sistema. Mesmo assim, não há nenhum aviso na home dos sites do A+ ou do Fleury.

Laboratório A+ não está marcando exames
Laboratório A+ não está marcando exames (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Como observa o Poder360, clientes relatavam não conseguir acessar resultados de exames já na sexta-feira (5), no site Reclame Aqui.

Para contornar os problemas, o Fleury está marcando alguns procedimentos apenas por telefone.

Fleury foi vítima de ransomware em 2021

Esta não é a primeira vez que o Fleury sofre um ataque cibernético. Em junho de 2021, a empresa foi alvo do ransomware REvil, também conhecido como Sodinokibi, o mesmo que paralisou as atividades da JBS.

Segundo informações do site BleepingComputer divulgadas na época, os hackers teriam exigido um resgate de US$ 5 milhões, a ser pago na criptomoeda Monero.

Os hackers teriam obtido 450 GB de dados do Grupo Fleury, incluindo transações bancárias, informações médicas sensíveis, resultados de exames, listas de e-mail e telefone.

Na dark web, eles vazaram uma pequena amostra, com guias de encaminhamento, cópias de RG e cartão SUS, faturas e tabelas financeiras.

Ainda não se sabe se o novo ataque também é ransomware, nem se houve vazamento de mais dados.

O Fleury é a maior empresa de diagnósticos do Brasil, com mais de 200 centros de atendimento em oito estados e no Distrito Federal, mais de 13 mil funcionários e 3,2 mil médicos.

Com informações: Grupo Fleury, Poder360, Folha de S.Paulo

Receba mais sobre Grupo Fleury na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados