Meizu Note 9 é lançado na China com câmera de 48 MP e Snapdragon 675

Assim como o Xiaomi Redmi Note 7, o Meizu Note 9 aproveita um sensor de câmera da Samsung

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Meizu Note 9

O Meizu Note 9 é mais um celular no mercado a ser lançado com câmera de 48 megapixels. O aparelho foi revelado nesta quarta-feira (6) na China e, assim como o Xiaomi Redmi Note 7, conta com sensor de câmera ISOCELL GM1, da Samsung.

Além do sensor principal, o smartphone tem um sensor de profundidade de 5 megapixels, útil em fotos com o fundo desfocado. Ele tem câmera frontal de 20 megapixels com reconhecimento facial, alternativa ao leitor de digitais na traseira.

A câmera para selfies aparece em um notch em forma de gota, que permite à tela do Meizu Note 9 aproveitar 89% da área frontal. O display LCD conta com 6,2 polegadas e resolução Full HD+ (1.080 x 2.244 pixels).

Com processador Snapdragon 675, o aparelho será oferecido na China com três variações. A primeira, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, custará 1.400 yuans (R$ 810). A versão com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, e a com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento serão vendidas por 1.600 yuans cada (R$ 930).

Disponível nas cores preto, branco e azul, o Meizu Note 9 tem bateria de 4.000 mAh, porta USB-C e tecnologia de carregamento rápido. O aparelho sai de fábrica com Android 9 Pie sob a interface Flyme 7.2 UX, da Meizu.

Meizu Note 9

Meizu Note 9

Com informações: The Next Web, 91Mobiles.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados