Nubank lança saldo compartilhado para clientes Ultravioleta

Saldo compartilhado pode ser usado para dividir despesas de forma proporcional, deixando o dinheiro de cada membro da família separado

Giovanni Santa Rosa
Por
Cartão do Nubank
Nubank Ultravioleta tem mensalidade de R$ 49, que pode ser isenta com investimentos ou gastos no crédito (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Clientes do Nubank Ultravioleta começaram a receber a ferramenta de saldo compartilhado. Com ela, membros de um Espaço Família podem juntar dinheiro para pagar contas ou fazer compras. Essas despesas são divididas de forma proporcional, com base nos depósitos que cada membro da família fez.

Apenas os administradores do Espaço Família podem movimentar o saldo compartilhado, como fazer depósitos, pagamentos e transferências. O Nubank diz que o saldo compartilhado não é uma conta conjunta. Isso significa que ele não tem um número de conta próprio, nem conta com mais de um titular no cadastro.

Basicamente, o que o saldo compartilhado faz é reunir depósitos dos administradores do Espaço Família e somá-los. Isso pode facilitar na hora de pagar contas da casa, como luz, água ou compras de supermercado, por exemplo. O dinheiro de cada pessoa continua separado, e ninguém pode resgatar todo o saldo para sua própria conta, por exemplo.

GIF mostrando passo a passo do saldo compartilhado do Nubank
Saldo compartilhado tem divisão proporcional e histórico de transações (Imagem: Divulgação/Nubank)

Mesmo assim, uma pessoa com acesso ao saldo compartilhado pode gastar tudo em compras ou pagamentos, o que pode demandar certo cuidado na hora de compartilhar o dinheiro. “Só utilize o saldo compartilhado com pessoas próximas e de sua confiança”, diz a tela do aplicativo. Outra característica é que os membros não têm acesso a informações sobre conta e investimentos dos outros.

Por enquanto, o saldo compartilhado está em fase de testes, como geralmente acontece com outras novidades do Nubank Ultravioleta. Ele está sendo liberado gradualmente para a base de usuários.

Nubank divide contas de forma proporcional

As contas pagas com esse saldo são divididas de forma proporcional. Para o Nubank, isso elimina “a complexidade das contas, planilhas e cobranças”.

Por exemplo, se a pessoa A depositou R$ 100 e a pessoa B, R$ 300, todas as contas serão divididas na base de 25% para A e 75% para B. Ao pagar uma conta de R$ 200, sobram R$ 200 no saldo compartilhado, sendo R$ 50 da pessoa A e R$ 150 da pessoa B.

Cartão Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)
Nubank Ultravioleta permite até quatro membros extras no Espaço Família (Imagem: Divulgação/Nubank)

Espaço Família tem cartão adicional e extras

O saldo compartilhado é um recurso do Espaço Família do Ultravioleta. Cada titular pode chamar até quatro pessoas. Apesar do nome, não é necessário comprovação de parentesco: amigos e namorados são aceitos, sem problemas. Menores de idade entre 10 e 18 anos também podem participar, e os pais podem acompanhar as transações deles.

Cada membro do espaço família ganha cartão adicional Nubank Ultravioleta, acesso a atendimento diferenciado, proteção de até R$ 30 mil em caso de roubos, furtos ou sequestros, suporte emergencial 24h e saques gratuitos ilimitados, entre outros benefícios.

O titular fica responsável pelo pagamento da fatura de todos os membros. O cashback de 1% com rendimento de 200% de CDI também vai todo para ele.

Vale dizer que o Ultravioleta tem mensalidade de R$ 49. Quem tem R$ 50 mil guardados ou investidos entre Nubank e NuInvest não paga essa cobrança, bem como quem gasta acima de R$ 5 mil por fatura. Não há custo extra para os membros do Espaço Família.

Com informações: Nubank

Receba mais sobre Nubank na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados