Neo Geo Mini é um fliperama em miniatura com 40 jogos clássicos

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Neo Geo Mini para a Ásia

Após o sucesso da Nintendo com o NES Classic, outras empresas resolveram apostar em consoles nostálgicos, incluindo aí o Commodore 64 Mini, Mega Drive Mini e Atari VCS.

Desta vez, a japonesa SNK está comemorando seus 40 anos de existência com — adivinhe — um console nostálgico. Conheça o Neo Geo Mini.

Trata-se de uma versão em miniatura de um fliperama, com tela de 3,5 polegadas, entrada para fone de ouvido, e controles embutidos. Ele pesa 600 g e tem dimensões 135 mm x 108 mm x 162 mm.

O catálogo de 40 jogos ainda não foi revelado, mas o material promocional indica que teremos Metal Slug, Samurai Showdown e King of Fighters.

O console também pode ser conectado a uma TV ou monitor via cabo HDMI, e tem entradas para dois controles externos. Ele vem com um cabo de energia, mas a SNK não deixa claro se há uma bateria embutida aqui.

Neo Geo Mini, versão internacional

O Neo Geo Mini virá em duas versões. Uma delas, feita para a Ásia, terá as cores branca, vermelha e azul; enquanto os EUA, Europa, Canadá, América do Sul e “outras regiões” terão uma variante azul, preta e branca. Preço e data de lançamento ainda não foram anunciados.

A SNK foi fundada em 1978 como Shin Nihon Kikaku Corporation, mudando de nome algumas vezes desde então.

Em 1990, o Neo Geo MVS (Multi Video System) foi o primeiro fliperama baseado em cartuchos, permitindo colocar até seis jogos em um só gabinete. Uma versão doméstica, chamada AES (Advanced Entertainment System), foi lançada depois.

Neo Geo MVS (Foto por Christian Södergren/Flickr)

Com informações: SlashGear, CNET.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados