FSB

Rússia exige que Apple ajude a bloquear Telegram no país

29/05/2018 às 13h41 por

Em abril, o governo da Rússia ordenou o bloqueio do Telegram em todo o país, depois que o aplicativo se recusou a entregar chaves de criptografia dos usuários. No entanto, barrar o Telegram é uma tarefa bem difícil. A Roskomnadzor, agência de telecomunicações do governo russo, reconhece que só conseguiu interromper suas operações em 15% a 30%. Por isso, a agência pediu à

Telegram vai ser bloqueado na Rússia por negar acesso a dados de usuários

13/04/2018 às 10h23 por

O Telegram vai ser bloqueado a partir desta sexta-feira (13) na Rússia. A ordem foi dada por um tribunal de Moscou e tem como base a negativa do serviço de fornecer às autoridades do país chaves criptográficas que permitiriam o rastreamento de usuários investigados. É um golpe duro para uma plataforma que, em março, alcançou 200 milhões de usuários ativos por mês no mundo todo. Mas uma decisão drástica

Telegram está prestes a ser banido na Rússia por não entregar chaves de criptografia

06/04/2018 às 18h03 por

O Telegram tem uma política de privacidade que começa assim: "nós nunca compartilhamos seus dados com ninguém. Até hoje, divulgamos 0 bytes de dados de usuários para terceiros, incluindo governos". Por causa disso, o Telegram corre o risco de ser banido na Rússia. O Serviço Federal de Segurança (FSB), sucessor da KGB, quer que a empresa entregue as chaves de criptografia de seis usuários — e ela disse não.

Rússia ordena que Telegram entregue chaves de criptografia de usuários

20/03/2018 às 15h54 por

O Telegram e o governo da Rússia estão em uma queda de braço desde o ano passado. A empresa recusou uma ordem do Serviço Federal de Segurança (FSB), sucessor da KGB, de entregar as chaves de criptografia de seis usuários. Isso resultou em uma multa de US$ 14 mil, e o Telegram recorreu à Suprema Corte da Rússia. Mas, segundo a Bloomberg, a juí

EUA acusam Rússia de estar por trás dos ataques ao Yahoo

16/03/2017 às 11h11 por

Quando o Yahoo confirmou alguns vazamentos de dados ocorridos desde 2013, informou que um dos ataques teria sido patrocinado por uma “organização estatal”, de um governo não revelado. Pois bem: nesta quarta-feira (15), o Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou formalmente agentes russos de estarem por trás das invasões. A Rússia negou envolvimento. Segundo os Estados Unidos, dois agentes do Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia, Dmitry Dokuchaev e Igor Sushchin, que trabal