ICO

Telegram arrecada US$ 1,7 bilhão para financiar criptomoeda própria

30/03/2018 às 11h12 por

O plano do Telegram para financiar uma criptomoeda própria, a Gram, saiu bem melhor que o esperado. O aplicativo de mensagens queria arrecadar US$ 1,2 bilhão durante a oferta inicial de moedas (ICO), mas já ultrapassou a marca de US$ 1,7 bilhão. E o valor pode subir mais. Em documento enviado à SEC, comissão d

Telegram quer obter mais US$ 850 milhões após forte demanda por criptomoeda

23/02/2018 às 08h54 por

Muita gente está interessada na criptomoeda do Telegram. Sua pré-venda atraiu 81 investidores, incluindo gigantes do Vale do Silício, que pagaram um total de US$ 850 milhões. Esses investidores já estão revendendo parte da criptomoeda, chamada Gram, pelo dobro do preço. Assim, o Telegram planeja fazer uma segunda rodada para convidados, antes da oferta pública de moeda (ICO).

Telegram já arrecadou US$ 850 milhões para financiar sua própria criptomoeda

17/02/2018 às 09h58 por

O Telegram prepara uma plataforma de blockchain e criptomoeda própria, que se chama Gram. Assim como quando uma empresa abre seu capital na bolsa de valores, normalmente é feita uma oferta inicial de ações para levantar fundos — no caso do Telegram, uma oferta inicial de tokens (ICO). E o projeto está dando certo: o aplicativo de mensagens já arrecadou US$ 850 milhões. A quantia é confirmada por um

Facebook proíbe anúncios envolvendo criptomoedas, incluindo bitcoin e ICOs

31/01/2018 às 08h56 por

Diversos golpes prometiam — e ainda prometem — altos rendimentos em pouco tempo se você investir em uma criptomoeda que pode se tornar "o próximo bitcoin". Eles usam anúncios no Google e Facebook como ferramenta de divulgação. O Facebook finalmente está fazendo para combater isso. A rede social baniu anúncios que promovem criptomoedas e ICOs (oferta inicial de moedas).

Estados Unidos derrubam operação fraudulenta que usa criptomoeda

05/12/2017 às 16h29 por

Mais de uma vez falamos no Tecnoblog de golpes envolvendo criptomoedas no Brasil (como o caso da Kriptacoin), mas nem de longe esse é um problema exclusivamente nosso: recentemente, a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) decidiu congelar fundos da PlexCorps por suspeita de fraude. A empresa é responsável por uma suposta moeda digital chamada PlexCoin.

Empresa arrecada US$ 347 mil em criptomoeda e some

22/11/2017 às 15h46 por

Quando uma empresa quer levantar dinheiro — seja para crescer ou se renovar — ela tem algumas opções: pedir um empréstimo, procurar investidores, ou abrir o capital na bolsa de valores. Mais recentemente, surgiu outra forma de fazer isso: criar e vender tokens baseados em criptomoeda. Uma startup fez isso, arrecadou US$ 374 mil e, segundo o Motherboard, desapareceu da internet.

Bitcoin e outras criptomoedas despencam 20% após decisão da China

05/09/2017 às 10h16 por

Na última semana, as criptomoedas mais populares estavam se aproximando de valores recordes: o Bitcoin, por exemplo, quase ultrapassou a barreira dos US$ 5 mil. E então, todas despencaram vertiginosamente. O Bitcoin caiu 16,5% em dois dias; o Ether sofreu uma baixa de 23,5%. O mercado como um todo perdeu 20% de seu valor nesse período, indo de US$ 180 bilhões no sábado para US$ 142 bilhões nesta segunda-feira. O que aconteceu?