Início » Internet » Kim Dotcom lança Mega, o sucessor do Megaupload

Kim Dotcom lança Mega, o sucessor do Megaupload

Serviço de armazenamento de arquivos oferece 50 GB no plano gratuito.
Todos os dados enviados pelo usuário são criptografados.

Paulo Higa Por

novo-mega

Exatamente um ano após a morte do Megaupload, Kim Dotcom estreia o Mega, novo serviço de armazenamento de arquivos que promete dar uma bela dor de cabeça para as gravadoras. O Mega é um serviço que oferece 50 GB de espaço gratuitamente e criptografa todos os seus arquivos com uma chave que só você possui. Desta forma, nem os detentores de direitos autorais e nem o próprio Mega têm acesso aos seus dados.

O Mega, que ainda está em beta e já possui tradução para o português do Brasil, poderá ser usado gratuitamente ou por meio de uma assinatura mensal. No plano gratuito, é possível armazenar até 50 GB de arquivos, espaço bem maior que serviços concorrentes, como Dropbox (2 GB), Google Drive (5 GB) e SkyDrive (7 GB).

O plano pago mais barato é o Pro I, que oferece 500 GB de espaço, 1 TB de transferência e custa 10 euros por mês. O plano Pro II fornece, por 20 euros ao mês, 2 TB de espaço e 4 TB de transferência. O mais caro é o Pro III, que disponibiliza absurdos 4 TB de espaço e 8 TB de transferência, por 30 euros. Em todos os casos há desconto de 17% para quem optar por uma assinatura anual.

mega-gerenciador

Antes de enviar um arquivo para o Mega, é necessário concordar com os termos de uso, que isentam o serviço de qualquer responsabilidade em relação aos arquivos enviados pelos usuários. Como todos os dados são criptografados e, na teoria, nem mesmo o Mega possui a chave, ninguém saberá exatamente o que foi salvo. Há dois pontos aqui: isso deve incentivar o envio de arquivos piratas como no Megaupload, mas também pode tornar o Mega um reduto para outros arquivos ilegais, como fotos de pedofilia.

mega-pastas

Visualmente, o Mega é bem parecido com outros serviços de armazenamento de arquivos, como Dropbox e Google Drive, com a diferença que ele não possui um aplicativo de sincronização. É possível organizar arquivos em pastas (todos ficam no seu Cloud Drive), há uma lixeira e, claro, uma opção para compartilhar arquivos. Você também pode enviar uma pasta inteira de uma vez só.

Como esperado, o serviço está bastante instável nos primeiros minutos após sua estreia. Há muita lentidão no carregamento das páginas, que exibem uma simpática (e irritante) animação de nuvem com engrenagens. Vários usuários também relatam que não estão conseguindo se cadastrar e, mesmo após entrar no gerenciador, enviar um arquivo ou mesmo criar uma pasta é tarefa quase impossível.

mega-carregando

De acordo com Kim Dotcom, que está comentando sobre o lançamento em sua conta no Twitter, foram mais de 100 mil cadastros em menos de uma hora. Além disso, o tráfego da rede subiu de zero para 10 Gbps em apenas 10 minutos. Velocidade de download não deverá ser problema quando o serviço se estabilizar: segundo Dotcom, um único rack de servidores do Mega possui mais largura de banda que todo o país da Nova Zelândia.

O antigo Megaupload saiu do ar no dia 19 de janeiro de 2012, após uma operação do FBI prender o fundador Kim Dotcom e vários funcionários do serviço. Na época, os servidores do Megaupload foram apreendidos e todos os arquivos ficaram inacessíveis. Segundo Dotcom, 4% de todo o tráfego da internet passava pelos servidores do Megaupload.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Raphael Rios Chaia
Privacidade é e sempre será respeitada, desde que você respeite a lei. Se cometer um crime, uma ordem judicial vai pedir a quebra de sigilo para investigação, simples assim. Eu não entendo essa paranóia por privacidade que vocês colocam, pintando projetos de lei de proteção à propriedade intelectual como se fosse o Big Brother do século XXI: eu não faço downloads ilegais, não acesso sites com material proibido por lei (pedofilia, por exemplo), não aplico golpes e não violo direitos alheios. Quem não deve não teme, uai. Ninguém vai sair invadindo sua casa sem uma ordem judicial e te prendendo como se fosse a ditadura. Antes de continuarem com a paranóia, LEIAM o Marco Regulatório: ele propõe algo que BANCOS e EMPRESAS DE TELEFONIA já fazem HÁ ANOS. Só isso. Registro de tudo o que você fez na rede, sendo os registros FECHADOS e ENCRIPTADOS, só podendo ser acessados com uma ORDEM JUDICIAL DE QUEBRA DE SIGILO, a qual é restrita para as partes e o processo. Você fala que só temos duas alternativas. Você esqueceu a terceira e mais simples de todas, oras: se você acha que os preços praticados no mercado são altos, NÃO COMPRE. Ninguém coloca uma arma na sua cabeça e te obriga a consumir os produtos. Os lucros são altos porque as pessoas consomem, simples assim - somos um país que faz fila pra comprar iPhones de 2400 reais no lançamento, raios. Se não houvesse mercado, os preços cairiam. Como há demanda, porque baixar? Usar esse argumento para defender a pirataria, com o pretexto de "promover o conhecimento" ou "garantir a privacidade" não conta. Se assim fosse, você protestaria contra bancos há anos (no caso da privacidade), ou estaria brigando por mais bibliotecas na sua cidade (no caso do conhecimento). Meus dois centavos :)
Raphael Rios Chaia
A diferença é que se houver uma ordem judicial, o banco dá às autoridades acesso ao cofre... O Mega, com sua política de "não sabemos o que tem lá" não o fará, no máximo vai deletar parte do código criptografado. Se um serviço não se adequa às normas básicas de funcionamento, ele sai do ar até que se adeque. Simples assim.
Raphael Rios Chaia
O artigo 17 da mesma declaração também fala que: "Toda pessoa tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade." Isso inclui propriedade intelectual, a mesma que todo mundo viola quando faz um download ilegal :)
feliperaimo
Exatamente isso ;)
feliperaimo
Não será o fim de nenhum outro servido semelhante, é apenas o renascimento de uma das maiores obras de programação da interwebz ;) é isso... o cara é monstro véi!
Vinícius
O mega, não faz, nem nunca fez na pele de 'mega upload' diferença alguma pra mim. Não confio no serviço ou em qualquer coisa lançada pelo Kim dotcom, e ele está cutucando onça com vara curta (Governo norte-americano e as empresas do país), quem me garante que os dados estarão a salvo e não acontecerá de perder novamente? Prefiro continuar usando o SkyDrive, melhor, prefiro usar um HD externo.
Thanara Corrêa
E o site rei das piratarias voltou, até que enfim!
Rodrigo
vai ter, é pq ainda esta no Beta
Rodrigo
Os governos usarem como argumento a pedofilia e terrorismo para fechar o serviço é uma boa desculpa, mas os advogados do Mega estão escaldados, como já comentado aqui, alguém controla oq vc tem no seu cofre particular do seu banco? Claro q não. E nesse caso é mais difícil, pq nem abrindo o cofre vc tem como saber oq é, não tem como saber se é realmente algo ilegal. E quem tem que provar q é ilegal é quem acusa. E não o contrario. Essa será a linha. E mais, países são diferentes com leis diferentes. Todo mundo sabe q bunda de neném e cabeça de juiz só sai uma coisa. Pq vcs acham q o Piratebay nunca fechou, pq nego odeia a industria americana e querem mais q eles se fodam. Então tem sempre um em algum pais limpando a barra do Piratebay e permitindo os servidores de atuarem. No meu entendimento o esquema será o mesmo.
Rodrigo Fante
Eu só não mudo do dropbox para isso pois não oferece o principal, um aplicativo que cria a pasta no computador que sincroniza tudo de forma transparente e simples.
Rodrigo
Adeus Skydrive, Dropbox e Box.net (onde tenho 2 contas de 50Giga), vou meter tudo no Mega . Garantias ? Para q isso serve ? A vida é um risco constante kkk
Rodrigo
Clama gente! O planeta Terra esta TODO tentando mandar seus arquivos de vários teras para o Mega ao mesmo tempo, vai demorar uns dias para desafogar.
Emerson
Isso é verdade, ele pode dizer que não sabe nada do que acontece dentro dos seus próprios servidores, mas não tira a responsabilidade já que de certa forma ele quem disponibiliza os Servidores e ainda lucra com conteúdos ilegais.
Raphael Rios Chaia
Concordo plenamente com você, e vou além. Não sou contra o Mega, sou apenas contra a ideia do seu gestor de que ele poderá simplesmente lavar as mãos e fazer vistas grossas para o que se passa nos seus servidores, e achar que poderá sair impune disso enquanto lucra horrores com potencial distribuição de arquivos piratas ou de pedofilia, por exemplo. Isso não existe.
JoaoManoel
O serviço já começou mal e provavelmente terá o mesmo fim do Megaupload se minhas previsões do que vão colocar nele estiverem corretas.
Exibir mais comentários