Início » Gadgets » Roteador D-Link DIR-859: faz o que todos deveriam fazer

Roteador D-Link DIR-859: faz o que todos deveriam fazer

Custando R$ 699, o produto da D-Link tem suporte a 802.11ac e não faz feio na velocidade

Por
3 anos atrás

Já fizemos review do DIR-822 e agora é hora de testar o DIR-859, um roteador um pouco mais caro da D-Link que possui tecnologia 802.11ac com velocidade de até 1.750 Mb/s. O produto é indicado para quem faz consumo intenso de mídia e promete cobertura superior ao que é tradicionalmente encontrado no mercado.

É tão bom quanto parece? Veja a análise completa a seguir.

O produto

Não há muito o que falar sobre o design do DIR-859: é um roteador como outro qualquer. Totalmente na cor preta, o acabamento em black piano traz um ar de modernidade, mas ao mesmo tempo atrai riscos. É aquela coisa: trata-se de um roteador, que você provavelmente vai deixar conectado em um canto e esquecer que existe por um bom tempo.

O DIR-859 tem três antenas com 5 dBi de potência – uma a menos que o modelo mais barato, DIR-822. As antenas não são removíveis, e isso pode ser um problema para quem utiliza uma antena externa para direcionar o sinal. Como a maioria das pessoas não faz esse tipo de uso, não é um ponto negativo de extrema relevância.

dir859-traseira

Na parte frontal não há nada além dos LEDs indicadores. Na parte traseira, se encontram 4 portas LAN, 1 porta WAN, entrada para fonte de alimentação e botões liga/desliga e WPS.

Interface e recursos

A interface é a mesma apresentada no DIR-822, o que considerei uma grande evolução ao padrão que era adotado pela D-Link até pouco tempo atrás.

A configuração inicial é bem simples: após plugar o roteador na tomada e o seu modem na porta WAN, basta se conectar na rede Wi-Fi de fábrica do roteador – a senha vem anotada na base do roteador e em um tradicional cartão que normalmente acompanha os produtos da fabricante. Depois, é só abrir o painel no IP 192.168.0.1 e executar o assistente, onde você irá selecionar a forma de conexão (normalmente DHCP ou PPPoE) e escolher nome e senha para sua rede.

dir859-painel

Após completar as configurações iniciais, você será direcionado para a interface do roteador. Ela traz alguns detalhes interessantes que a maioria dos roteadores não mostra, como a quantidade de pessoas online na rede. Um gráfico de conectividade também ajuda o usuário a corrigir algum possível problema caso sua conexão não esteja funcionando.

Das funcionalidades do DIR-859, o recurso de priorização de rede (QoS) é um dos mais legais. É possível escolher quais dos dispositivos conectados terão prioridade altíssima, alta ou média, o que é útil para assegurar qualidade de acesso maior para quem precisa – um videogame, por exemplo. Na maioria dos roteadores, a configuração de priorização de tráfego é confusa e muito técnica, o que não ocorre nos roteadores mais novos da D-Link: qualquer pessoa consegue facilmente estabelecer as prioridades de rede.

dir859-qos

Também é possível ter uma rede Wi-Fi separada para visitantes. É útil se você tem um escritório e recebe muitos clientes, ou mesmo pretende dar uma festa sem que seus convidados fiquem xeretando nos seus dispositivos na rede. É possível criar até duas (uma em 2,4 GHz e outra em 5 GHz).

dir859-guest

Você ainda pode configurar o roteador para reiniciar diariamente ou semanalmente. Podia ter isso nos modens das operadoras também.

dir859-auto-reboot

Desempenho

Vamos relembrar: o DIR-859 promete Wi-Fi com ampla cobertura (são 3 antenas de 5 dBi e potência de 1000 mW), com velocidades de até 1.750 Mb/s (1.300 Mb/s no padrão 802.11ac e 450 Mb/s nos padrões a/b/g/n). Ele tem portas Gigabit Ethernet, corrigindo um dos principais problemas do DIR-822.

Em termos de sinal, o DIR-859 não impressiona. A D-Link considera o produto ideal para ambientes com mais de 200 m², mas a cobertura chega a ser similar a de outros roteadores tradicionais e mais baratos.

Enquanto o DIR-822 distribuía sinal até para meus imóveis vizinhos, o DIR-859 mal conseguiu cobrir minha casa inteira – havia diversas áreas com sinal fraco no primeiro andar. Isso porque ambos os roteadores estavam posicionados no mesmo lugar, que é no alto do centro da casa, no segundo andar. O roteador deve ser suficiente para apartamentos e imóveis não muito grandes, mas só espere cobertura de sinal excelente em locais sem paredes ou obstáculos.

Já no quesito velocidade, o DIR-859 não fez feio. Uma transferência de um arquivo de 4 GB demorou menos de 2 minutos para ser copiado de um MacBook Pro para outro notebook com adaptador USB DWA-182, fornecido pela D-Link. A velocidade média foi de 35 MB/s, com picos de 47 MB/s no início da transferência.

Adaptador USB DWA-182

Adaptador USB DWA-182 (não acompanha o produto)

Talvez a velocidade fosse maior com outro adaptador: o DWA-182 se conecta na velocidade máxima de 867 Mb/s em redes de 5 GHz, enquanto o MacBook estava conectado nos tradicionais 1.300 Mb/s. Vale lembrar que ambos os dispositivos se encontravam no mesmo cômodo onde o roteador se localiza, e a velocidade tende a diminuir ao se distanciar do roteador.

As velocidades registradas são suficientes para a maioria das tarefas pesadas, incluindo streaming em resolução 4K.

Conclusão

dir859-lateral

O DIR-859 é um bom roteador, mas nada muito além disso. Na verdade, ele traz o que se espera da maioria dos roteadores, mas que nem todos conseguem cumprir. A cobertura de sinal é regular e não apresenta nenhum ponto fora da curva.

O principal problema é outro: o preço sugerido para o produto é de R$ 699, o que é um pouco salgado para um roteador que não tem tantos recursos interessantes. Para se equiparar com roteadores da mesma faixa de preço (e até mesmo de roteadores mais baratos), faltou ao menos uma porta USB para compartilhar um HD ou mesmo impressora na rede.

Quem sabe a D-Link não aprende isso para melhorar a próxima geração?

Mais sobre: