Início » Gadgets » Apple HomePod leva a Siri para dentro da sua casa

Apple HomePod leva a Siri para dentro da sua casa

Por
20 semanas atrás

Quem apostou nos rumores de que a Apple anunciaria um rival para o Amazon Echo (ou algo próximo disso) na WWDC 2017 se deu bem. Coube a Phil Schiller, vice-presidente de marketing da companhia, detalhar a grande surpresa do dia: o HomePod (nome criativo, não?), dispositivo com o qual a empresa espera “reinventar a música doméstica”.

O aparelho é, essencialmente, um alto-falante que roda a Siri. Além de reproduzir música (obviamente, há compatibilidade com o Apple Music), a assistente pode receber comandos para realizar várias outras tarefas, basta acioná-la com um “hey, Siri” que pode ser ouvido mesmo em um ambiente com bastante ruído, de acordo com a Apple.

Apple HomePod

Sim, o design lembra um novelo de lã, mas a Apple afirma que o dispositivo foi inspirado no atual Mac Pro. O objetivo aqui é reproduzir som claro, com bom volume e sem distorções, tudo isso em 360 graus. Para tanto, o HomePod tem sete tweeters com controle direcional distribuídos na parte inferior e um subwoofer de 4 polegadas no centro (voltado para cima).

A Apple explica que, graças a essa combinação de recursos, o dispositivo pode oferecer “consciência espacial”, ou seja, adaptar a reprodução de áudio ao tamanho do ambiente.

Para que a Siri possa receber ordens mesmo a distâncias relativamente longas, o HomePod conta com seis microfones. Além de pedir para trocar de música, é possível fazer perguntas à Siri sobre trânsito na região ou resultados de jogos esportivos, mandar uma mensagem, agendar um compromisso, enfim.

Resumidamente, a Siri do HomePod faz praticamente tudo o que pode ser feito com a assistente a partir do iPhone, com o adendo de que a novidade também é uma ótima opção para quem quer ter um lar inteligente: a partir da integração com outros equipamentos, é possível pedir para a Siri apagar todas as luzes da casa ou ajustar o ar condicionado, por exemplo.

Não deve haver gargalos. A Apple equipou o HomePod com um processador A8, o mesmo chip usado no iPhone 6. A segurança é outro ponto que a companhia destacou: nenhum comando é enviado aos servidores sem o reconhecimento do “hey, Siri” (ou equivalente em outro idioma). Quando a comunicação é estabelecida, um sistema de criptografia entra em ação para proteger os dados.

Segundo a Apple, o HomePod terá duas opções de cores (preto ou branco) e deve ser lançado nos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália em dezembro. No resto mundo, o dispositivo será disponibilizado apenas em 2018. O preço oficial é de US$ 349.

  • Gertrudes, a Lhama

    Nossa, uma vez as coisas da Apple enchiam os olhos com o design…

  • Eliézer José Lonczynski

    Parece mais um microfonão do que caixa de som, faz sentido. Enfim.. já quero.

  • iamyourfather – your mom likes

    Pelo menos nesta foto está fei pa carai…

    Mas enfim, é Apple, vai vender

  • Kodos Otros

    Já foi tempo que a Apple era sinônimo de design, mas ela ainda consegue aquecer certos nichos.

    • Cale-se!

      Não ouse falar mal da minha pequena Apple, ou do contrário..

      • Kodos Otros

        Vc tá linda, mudou o tom do prateado do cabelo?

        • Blog errado !!!

          • Eduardo Lemes

            Como eu disse em outro comentário: esse pessoal tem que voltar pro Gizmodo…

  • John Maverick

    Se a qualidade do áudio for bem boa pode valer a pena

  • Jonas S. Marques

    350 dólares por isso aí?
    Da pra comprar uma JBL que “SIM, TEM REPRODUÇÃO DE ÁUDIO BEM MELHOR” e um Home ou Echo.
    Além disso, anunciaram pra 2018, basicamente até lá quem tiver que comprar vai comprar um dos concorrentes.
    Boa sorte, Apple.

    • “SIM, TEM REPRODUÇÃO DE ÁUDIO BEM MELHOR”

      Onde testasse o HomePod para saber que uma caixa JBL é melhor ?

      Qual concorrente tem no Brasil para a gente poder comprar antes ? Amazon Echo já tem Alexa em Português ?

      • Anayran Pinheiro

        Áudio não é muito o forte da Apple, só ver os fones da Beats…

        • Kaio

          Beats já não era tão bom em qualidade de áudio antes da Apple e nada mudou após a aquisição.

        • Então… é o que mais falam, que o som do Beats é uma porcaria.
          Não sou audiófilo especialista para conseguir distinguir a diferença, tenho fone Sony, Beats, Leadership e sinceramente não vejo diferença entre eles, quanto ao som.

          Mas não tenho dúvida, que acabamento, durabilidade, usabilidade fazem toda a diferença.

          Um amigo me trouxe o novo Beats X bluetooth pra mim, eu queria os Airpods mas estão esgotados em tudo que é lugar. Minha segunda opção era o BeatsX que ele achou com facilidade. Buenas….e ele comprou um fone bluetooth genérico pra ele, e ainda se arriou que paguei 135 dólares no BeatsX enquanto ele pagou 35 dólares no dele. Fora exorbitantes 100 reais de diferença para fazerem a mesma coisa……..

          Resultado:
          – O fone dele deixava de funcionar o bluetooth ao botar o telefone no bolso. O fone dele se esfarelou com pouco mais de 30 dias de uso, já foi para o lixo.
          – O BeatsX que gastei 500 reais funciona deixando o telefone no armário do vestiário da academia, estou a uns 30m de distância nos aparelhos controlando as músicas pelo relógio e tudo funciona bem. O acabamento é impecável, já uso direto a uns 3 meses e nada de se desmontar. Ele tem uma parte magnética que faz um fone grudar no outro e facilita andar com eles pendurados sem cairem…

          Enfim, é sutil… mas tem vários detalhes… Se fosse fazer uma boa pesquisa, com certeza encontraria um de 50 dólares, de 80 dólares tão bom quanto, com o mesmo custo/benefícios… Mas azar, esse é um pouco mais caro, mas pago pela garantia de usabilidade e durabilidade… enfim, não é um absurdo sem fundamento, tem retorno…. Funciona redondinho com o iphone, é só ligar e já aparece a imagem do BeatsX na tela do telefone, sem função de parear e tudo mais que um bluetooth normal precisaria.

          Tenho um outro fone Sony com fio que já esfarelou as esponjas. O Beats equivalente com fio que tenho, está firme e forte segurando o tranco.

          Não acho que seja só ostentação irracional como é moda falar deles.

      • Jonas S. Marques

        6 tweeters e um sub de 4 polegadas.
        A não ser que esse conjunto seja fabricado com peças com acústica de outro mundo vai ser no máximo comparável a uma caixinha de 10 W, o que significa nada. Ah, sim, gostaria de ver onde tu leu que isso vá chegar aqui, né.

        • Keaton

          Claro que vai chegar no brasil… brasileiro adora produto superfaturado e a apple não é boba nem nada. 3500 esse troço quando chegar no brasil.

        • Não disse que ele vai chegar aqui, não faço a mínima ideia. Pelo histórico da Apple, é provável que sim, todos produtos dela costumam a chegar no Brasil meses depois. Aposto que vai ser 2000 a 2500 reais. Se for muito bom, teremos tempo de amadurecer a ideia até chegar aqui e com certeza vou comprar fora, pagando uns 1100 reais, menos da metade do cobrado aqui que é surreal.

          Só mencionei que os concorrentes nunca chegaram aqui e não tem suporte ao nosso idioma, mesmo que compremos fora. Conheço amigos que tem o Amazon Echo (o modelo menor e o maior também) e tem que fazer gambiarra pra funcionar no Brasil, e obviamente, só falando em inglês, já “brinquei” com a Alexa. Ela existe desde 2015 e nem rumor de vir pro Brasil. Enfim, aposto que a Apple, mesmo nem existindo no mercado ainda, chega primeiro aqui no Brasil com suporte a português (meia boca), antes da concorrência toda que não dá a mínima para nosso mercado de preços proibitivos.

      • Thiago Lopes

        Ei!!! Deixa o cara, é óbvio que ele tem uma Tardis, foi lá no ano que vem, comprou um e voltou para nos contar.

  • Diego

    Design e preço ridículos.

  • Yago G. Oliveira

    Decepcionado com o design desse microfonão.

  • Eduardo Lemes

    Tecnoblog, me faz um favor… Bloqueia esses caras com nome fake que ficam postando porcarias… Já já o feed de comentários vai estar como no Gizmodo, ou seja, um lixo… =/

    • Gertrudes, a Lhama

      Não vai ficar que nem o Gizmodo, porque aqui eles postam conteúdo de qualidade.

      Lá ninguém lê os “artigos”

      • Eduardo Lemes

        Tomara… Mas acima tem uns dois ou três que caíram aqui, melhor começar a podar agora, eles são como ervas daninhas…

        • Gertrudes, a Lhama

          Uma piadinha aqui e ali não faz mal. Até os redatores daqui entram na zoeira as vezes. Tem uns comentários muito piores que não vêm do pessoal de lá.

          • Eduardo Lemes

            Ah sim… Mas os comentários abaixo me dão dor de barriga:

            Baidu feat MC Brinquedo:
            Cale-se!

            Não ouse falar mal da minha pequena Apple, ou do contrário..

            Kodos Otros:
            Vc tá linda, mudou o tom do prateado do cabelo?

    • sincero

      Verdade. Os comentários do gizmodo não se discute mais nada. Antigamente era até interessante. Hoje só há porcarias. Gizmodo poderia começar a expulsar aquele povo pra elevar o nível de novo. E concordo com o colega que se não começarem a limpar aqui se tornará a mesma coisa.

  • Carlin

    Será Apple se torna líder desse “mercado” (se é que esse mercado realmente já esta mesmo de pé), e derruba a concorreria Google Home e Amazon Echo?! Digo isso, porque foi o que aconteceu com o Apple Watch, a Apple chegou um pouco atrasada no mercado de smartwatch e o aparelho acabou se tornando um dos únicos, se não o único no segmento que deu lucro!

  • NSA Aprova isto! Kkkk

  • Se tiver integração com Netflix, de forma que eu possa sentar no sofá, e dar uma ordem pra ele sintonizar na minha série favorita, eu compro!