Início » Segurança » Calma: não houve vazamento em massa de senhas dos sites de e-commerce brasileiros

Calma: não houve vazamento em massa de senhas dos sites de e-commerce brasileiros

Recomendação equivocada diz que você deveria trocar suas senhas no Pontofrio, Casas Bahia, Netshoes e outras lojas

Por
17 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Um suposto vazamento de senhas preocupou a internet brasileira na noite desta segunda-feira (17): de acordo com uma publicação em um site de tecnologia, uma lista com 360 senhas dos principais sites de e-commerce do Brasil, como Netshoes, Extra, Centauro e Casas Bahia, foi parar na internet e, portanto, você deveria trocar suas senhas em todos esses serviços. Será mesmo? Calma que a gente explica.

O veículo afirma que “não disponibilizará o arquivo para visualização, visto que poderia ser utilizado por cibercriminosos”, mas informou o site no qual as listas foram publicadas, o Pastebin. Como o serviço possui uma ferramenta de busca, usuários com conhecimento básico de tecnologia podem acessar os arquivos. O Tecnoblog apurou que as listas foram vistas pelo menos 9 mil vezes depois da publicação da notícia.

O suposto vazamento

As listas, às quais tivemos acesso, não possuem indícios de que houve vazamento em massa, único motivo pelo qual seria válida a recomendação urgente do veículo de que “caso você tenha alguma conta registrada em um destes serviços, troque agora a senha”.

Vazamentos são caracterizados pela invasão de sistemas — quando alguém acessa indevidamente um banco de dados e, com isso, obtém grandes quantidades de informações. Não é o caso das 360 senhas publicadas.

Além disso, a pouca ou nenhuma similaridade entre as plataformas utilizadas pelos sites afetados mencionados pelo veículo (Pontofrio e HostGator; iRecarga e BOL; Zipmail e Casas Bahia; entre outros pares) torna improvável que tenha havido um vazamento desses sites, já que o atacante não poderia se aproveitar do mesmo exploit.

O Tecnoblog apurou ainda que as listas estão em um formato peculiar, com itens separados por pipes (“|”) e apresentando aspas ou maiúsculas em itens específicos. Essa formatação é adotada por uma ferramenta utilizada por hackers que verifica automaticamente, dado um banco existente de logins e senhas, quais são validadas em quais sites.

A ferramenta funciona porque muitos usuários reaproveitam suas senhas em vários serviços, e já houve vazamentos grandes no passado, como os do Yahoo e LinkedIn. Com bilhões de senhas vazadas de serviços estrangeiros no passado, fatalmente algumas das combinações funcionarão nos sites das lojas online brasileiras.

O que dizem as empresas

A Antecipe, empresa de segurança que notificou o veículo sobre as listas, diz ao Tecnoblog: “Recentemente estamos acompanhando algumas campanhas de phishing que estão ocorrendo dessas empresas na internet. Pela pouca quantidade de credenciais acreditamos que esses dados possam ter vindo de um phishing”. No Facebook, a empresa também afirma suspeitar que a origem das senhas seja phishing, e “não uma invasão direta nos servidores dessas empresas”.

Procuramos as maiores empresas mencionadas na notícia em questão para se pronunciarem sobre as listas de senhas.

O Grupo Netshoes informa em comunicado, por meio da assessoria de imprensa, que “não sofreu ataque à sua base de dados e que as informações de seus clientes cadastrados seguem em segurança”.

A Via Varejo também nega o vazamento ao Tecnoblog. “A Via Varejo, responsável pela administração dos sites Casas Bahia, Pontofrio e Extra, esclarece que nenhum dos seus sistemas sofreu invasão ou alterações e reforça que segue as melhores práticas de segurança da informação adotadas no país”, disse a empresa.

Outra negativa veio da Centauro. Em nota, a loja “afirma que as informações de seus clientes estão asseguradas na base de dados da empresa, a qual não sofreu qualquer tipo de ataque”.

Além disso, “a HostGator informa que não houve nenhum tipo de ataque e que todas as informações de clientes armazenadas estão em segurança”.

Sem motivo para pânico

Então você já sabe: se não digitou sua senha em nenhum lugar suspeito, não precisa perder vários minutos do dia entrando em cada loja online para mudar suas credenciais. A melhor recomendação é verificar se alguma senha sua já vazou anteriormente, em serviços como o Have I Been Pwned, e utilizar um gerenciador de senhas para evitar reaproveitar as mesmas combinações em vários sites.

***

O TB Verifica é uma seção que desmente informações equivocadas do noticiário de tecnologia. Confira os outros artigos.

Mais sobre: ,
  • lordtux

    E ja ta começando veículo dito sério fazendo um escarceu por causa disso, tudo pra ganhar clique.

  • Ronan Abreu

    Vi a notícia e me assustei, troquei a minha senha no Netshoes.

  • Lembro que outro dia mesmo um camarada aqui engajou numa discussão e usou o referido site acima como fonte fidedigna 🙂 #bait

  • Renan Maia Fernandes

    E mais uma vez se mostra a “qualidade” do TecMundo, isso só piora a reputação do site e seus jornalista para os demais, tentando angariar cliques e gerar alarde sem nenhum tipo de verificação profunda.

    Obrigado Tecnoblog por verificar e falar a verdade sem precisar de artimanhas assim para conseguir seguidores 🙂

    • Joaomanoel

      Pena que o Tecmundo tem bem mais visibilidade que o Tecnoblog, principalmente no Facebook (onde atinge ainda mais os leigos).

      • Kaio

        Mais importante é criar um público fiel, depois desta com certeza evitarei acessar o site da tecmundo.

      • Ligeiro

        Isso se deu porque:

        – O jeito de informar lá é mais “popular”, ou seja, acaba sendo mais prático a informação a “leigos”.
        – Está em uma órbita de sites que se valeu de “imposição a força” a partir de falha de costume de leigos. Muitos tiveram o acesso ao Tecmundo simplesmente porque entraram no Baixaki, e ao puxar um programa de lá, veio primeiro o instalador de adware do site.

  • Wololo ✔

    Este tipo de coisa que me lembra porque eu não acesso o Tecmundo.

  • Guilherme Queiroz

    que tapão no tecmundo

  • Leon

    Que bela surra de gato morto o TB deu nesse site execrável sensacionalista que é o Tecmundo! Por mais TB Verifica assim!

  • Paulo Higa é JORNALISMO VERDADE, ao contrário do #jornalismovaicomdeus que tá rolando aí pela interwebz

    • palatoqueimado

      Paulo Higa para âncora do Jornal Nacional!

    • Renan Maia Fernandes

      #PauloHiga2018

      Meu voto é nele!!!

    • Bruno Alexandre

      POLÊMICA!

  • Tom

    Tecmundo sendo tecmundo…

  • Caramba não conhecia essa seção do TB não…
    Tecnoblog como sempre dando umas lições nos sites NewsBait por ai! hahaha!!

  • Joaomanoel

    Bem que eu notei algo estranho. Algo “URGENTE” para apenas 300 e poucas senhas é meio bizarro.

  • Marcus Araújo

    TecMundo fazendo tecmundice… Cria um alarme desnecessário, e cabe aos bem informados tranquilizar os parentes mais leigos que viram esse bait no Facebook…

    A bem da verdade, é difícil encontrar “imprensa séria” no país, comprometida mais com a qualidade técnica do conteúdo do que com os clicks para angariar views; quando se trata de sites sobre tecnologia então, a coisa é ainda pior, já que abusam demais da ingenuidade dos usuários leigos do país, que são a maioria. Acho que cabe sim um veículo sério sobre tecnologia que ensine o “básico” para os leigos (como tutoriais de limpeza da pasta do WhatsApp e coisas desse tipo), mas o alarmismo e o desespero por views desses sites tipo TecMundo colocam tudo a perder. Difícil dar credibilidade.

    Parabéns ao TB por promover a informação acima de tudo.

  • palatoqueimado

    Nota-se que o TecMundo está disposto a se auto-promover a qualquer custo, inclusive fazendo alarde a nível de “plantão da Globo”. Espero que o aumento momentâneo na audiência do site tenha satisfeito os envolvidos e compense a queda de credibilidade, que sempre foi muito duvidosa e hoje se demonstrou nula.

  • Felipe Coutinho
  • Trovalds

    Sequer acesso esse “portal” concorrente. E muito menos gravo informações sensíveis como CC em sites de e-commerce. Ou seja: a notícia foi tão impactante quanto uma gota d’água caindo no oceano. O meu único medo é se vazar algo referente ao paypal. Aí sim eu começo a me preocupar.

  • Kauã Oliveira

    QUE PISÃO NO TECMUNDO!
    PISA MAIS

  • Welson Avelar Soares Filho

    Esse Tec imundo…

  • Felipe Nascimento

    É mais hoje teve várias compras no meu cartão de crédito e nunca aconteceu isso, provavelmente devido a esses vazamentos. Ainda bem que recebo as notificações de compra e contestei e bloquei o cartão minutos depois.

    • Se houve isso, foi porque você deve provavelmente ter caído em alguma loja falsa que dizia ter um item por um preço barato, que em outras lojas estavam mais caros, você inseriu seu cartão de crédito e pronto, seu cartão está na mão de várias pessoas pela internet.

      • Felipe Nascimento

        cara nunca comprei em lojas onlines suspeitas, sempre compre pela netshoes, americanas, submarino, fastshop e fnac. Nem no mercado livre eu compro

        • Ligeiro

          Revise sua política de segurança. Se houve compras no seu cartão, em algum momento o seu cartão (ou senha) foram usados para alguma compra em um sistema comprometido.

      • Dente Vermelho

        Cara a maioria das contas vazadas desde o mês passado funciona e algumas possuem histórico de compras… Sei não hein…

        https://uploads.disquscdn.com/images/ec7d3d6842f97b92631ca33e71e2c47d0f433da3ae63a2b109cfd061742f081c.png

  • Be Maneuver

    https://pastebin.com/u/GHG_BR o repositório das pastas aí. Dá pra ver que vários supostos emails se repetem. Marmelada total.

  • Natália Masur

    é… to com vocês agora.

  • Lucas Takashi

    AHSUA, Ja ri muito dessa noticia hoje! Pelo formato que tava no pastebin foi apenas um sql injection em algum sitezinho e uso de testadores para achar usuários validos !

  • Carlin

    Tecmundo sendo Tecmundo, ainda bem que existe sites sérios como TB!

  • Rodrigo Santos

    Tecmundo já foi sério. Faz tempo que virou minha última opção de acesso dentre os sites de tecnologia. Sensacionalismo demais, publicidade demais disfarçada de notícia.

  • Pedregulho

    Treta kkk

  • Tecmundo? Que site é esse?

  • Você quis dizer: Tecimundo?

  • Eduardo Spaki

    tecmundo nutella… aqui é tec raiz!!!

  • Jaime Farias

    Vai vendo… o buraco é muito mais em baixo https://pastebin.com/2Sqfk2aZ

    • Adriano

      Pois é…

    • Ruan Kovalczyk

      Ue, é free mas tão cobrando?

  • Adriano

    Post desnecessário.
    Equívocos jornalísticos ou fake news, se realmente se tratar disso, hoje em dia, é muito mais comum que as pessoas imaginam, cabendo a cada um, fazer a devida separação do joio e do trigo.
    Em minha opinião, esse post só teve um objetivo; alfinetar o TecMundo, o que é uma infantilidade. Não sou frequentador assíduo do TecMundo como sou aqui no TB, uma vez ou outra, dou uma conferida nas matérias deles entretanto, não vejo necessidade de algo desta natureza, principalmente se levarmos em consideração que, esse post, segundo 99% os comentários postados aqui, foi irrelevante para os frequentadores do TB. Tem espaço pra todos, cada qual tem seu público e sua importância portanto, essa prática de tentar, mesmo que de forma velada, denegrir a imagem do concorrente, é antes de mais nada, imoral e antiético. A internet não estava em pânico pra justificar esse post, muito pelo contrário. Paulo Higa, você é competente o suficiente pra não precisar se utilizar desses recursos, corriqueiramente utilizados pela imprensa marrom. Por favor, não transformem o mundo da tecnologia no puxadinho do G1 ou similares.

    • kadug

      O Tecmundo publicou a reportagem sensacionalista e toda a imprensa mainstream seguiu na mesma linha. É fundamental que um veículo verifique a situação com seriedade, é isso que combate a desinformação. Parabéns pelo post, Higa!

      • Adriano

        Não estamos dicutindo o mérito, se a reportagem do TecMundo é sensacionalista ou não, se tem qualidade ou não. O que está em questão aqui, é a forma com que foi feita a suposta reparação. Em minha opinião, o autor deixou explícito no seu post a sua real intenção; alfinetar primeiro, depois informar.
        Foi uma espécie de auto promoção oportunista, o que em minha opinião é absolutamente desnecessário por que o Paulo Higa é competente o suficiente pra não precisar se utilizar de certas práticas.

    • Luan Borges

      É dever do jornalista informar. Se há uma informação falsa ou equivocada sendo compartilhada, é nosso dever informar que aquela informação não está correta e informar o que é correto. É o princípio básico do jornalismo. Infelizmente hoje em dia muitos “jornalistas” (em geral nem formado são) estão esquecendo dessa premissa básica e colocando acessos e lucros na frente da informação.

      • Adriano

        Existem formas e formas de informar e em absoluto sou contra isso, desde que, a intenção primária do autor seja informar e nada além disso.
        No texto que faço referência, está explícito que a intenção primária do autor, não foi somente a de informar.

    • Ligeiro

      Muitos aqui tem trauma dos serviços dos arredores do TecMundo, como o primário “Baixaki” e seus adwares, que acabam forçando as pessoas a irem para o tecmundo…

      • Adriano

        Eu também tenho ressalvas quanto à qualidade dos serviços do TecMundo entretanto, jornalismo se prática com intuito de informar e não de se aproveitar uma situação para denegrir.

        • Ligeiro

          Já ouviu falar em fack-checking?

          • Adriano

            Claro que sim, apesar de não ter relação alguma com a discussão em questão.
            O problema do fack-checking, na minha opinião, não poderia ser mais absurdo, são as fontes consultadas. Uma das fontes consultadas pelo Facebook por exemplo, para aferir caráter de verdadeiro ou falso para determinadas notícias, acredite se quiser, é o G1. Aí fica difícil!
            A imparcialidade e a confiabilidade do G1 é igual a nota de $99 dólares.

          • Ligeiro

            Tem sim a haver com a discussão em questão. O que Higa fez nada mais é que o fack-checking em si. É um ato de verificação de notícia. E hoje é algo mais que comum.

            E quanto a “uma das fontes consultadas é o G1”, a pergunta é: do que você fala?

            Fack-Checking é verificar se o que a pessoa diz confere com fatos verídicos relatados em quaisquer meio oficial, de preferência com registros puros, como fotos e áudio. O G1, por mais que muitos reclamem da Globo e tudo mais, pode sim ser uma fonte de fack-checking, dependendo do intuito. Primeiro pois há jornalistas profissionais trabalhando, e o mote do jornalista é a informação real (teoricamente). Segundo pois geralmente matérias do G1 (tirando as engraçadinhas ou de opinião) acompanham alguma prova de fato, como foto, gravação em vídeo ou audio.

            O caso relatado pelo Tecnoblog foi um simples fack-checking. E diferente do que você prega, acho que há um problema em falar que “as pessoas deveriam pensar”. Não são todas a pessoas que tem as mesmas capacidades intelectuais ou possibilidade de pensar iguais uns aos outros – se fosse assim, o mundo seria outro a propósito.

            Se “a verdade é um fato comprovado”, então que a informação seja dada de forma que seja igual ao fato comprovado. O relato seja verossímil, sem dúvidas quanto a sua origem ou ocorrência.

            Se você renega isso, provavelmente espera que os outros acreditem no que você acha o que é verdade.

          • Adriano

            Quanta dificuldade em compreender algo tão simples…

            Vou escrever em letras maiúsculas e você por favor, leia bem de vagar e atentamente. Releia caso seja necessário.

            NÃO HÁ NADA DE ERRADO COM O TEXTO DO AUTOR…

            REPETINDO…
            NÃO HÁ NADA DE ERRADO COM O TEXTO DO AUTOR. NÃO FOI A VERACIDADE DO TEXTO DO AUTOR QUE COLOQUEI EM DISCUSSÃO. NÃO É ESSE MEU QUESTIONAMENTO, EM ABSOLUTO. ME REFERI ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE A FORMA COM QUE O AUTOR ESCREVEU. PARA MIM ESTÁ MUITO CLARO QUE O AUTOR ESCREVEU MUITO MAIS NA INTENÇÃO DE ALFINETAR O CONCORRENTE E “CAPITALIZAR” EM CIMA DISSO, DO QUE INFORMAR SEUS LEITORES. DO PONTO DE VISTA JORNALÍSTICO, ISSO É POUCO HONESTO. O TB É UM EXCELENTE SITE E NÃO PRECISA DESSES SUBTERFÚGIOS PARA GANHAR DESTAQUEI , BEM COMO O HIGA É UM PROFISSIONAL COMPETENTE E NÃO PRECISA SE UTILIZAR DESSES MÉTODOS.

            Entendeu agora?
            Percebe por que não tem haver com checagem de conteúdo?
            Não se trata do CONTEÚDO e sim da FORMA.
            Caso não tenha entendido, leia tudo novamente, até entender.
            Não precisa de forma alguma aceitar o que eu digo, apenas entenda o que foi dito, assim você e outros param de escrever sobre o que eu não disse.

            Por favor, não me obrigue a dar razão ao professor Olavo de Carvalho quando ele diz que, “saber ler, não significa absolutamente nada quando você é incapaz de compreender aquilo que lê.”

          • Marcus Araújo

            Acho que a diferença aqui é que quem fez o fact-checking é o Tecnoblog, que embasou claramente falando por A + B do motivo de se ter certeza de que não houve um vazamento de senhas, como deram a entender no TM; o G1 nem sempre embasa o que colocam como afirmação ou o que dão a entender como verdade, sempre partindo por um caminho tortuoso com o intuito de confundir para dar uma informação enviesada.

            O TecMundo, em vez de pedir desculpas às lojas envolvidas pelo inconveniente de acusá-las de negligência e se retratar com os seus leitores, o que fez? Resolveu desenvolver uma série de matérias sobre o cybercrime no Brasil, alfinetando quem criticou o amadorismo deles e desviando o foco do que era o problema principal, já que a tal série não justifica o suposto vazamento (e na verdade nem possui relação direta com o caso, apenas indireta). Ou seja, foram atrás de caçar mais cliques. Depois quando se diz que não se pode levar a sério um site desses…

          • Adriano

            Por favor, leia meu último comentário direcionado ao “Ligeiro”, logo abaixo. Ele serve para você que também está batendo na tecla do fact-check como se esta fosse a tônica da discussão.

          • Marcus Araújo

            Sim, mas enquanto você se preocupa com a “falta de profissionalismo” do TB, que não gerou prejuízo a ninguém, me preocupo com o amadorismo do TecMundo, que pode ocasionar a perda de várias vendas pelas lojas mencionadas na matéria ao ter colocado em cheque a segurança ao comprar nessas lojas, quando na verdade não houve vazamentos e mesmo assim não houve retratação/retificação da informação incorretamente e irresponsavelmente divulgada por eles em tom de fim do mundo. Pelo contrário, resolveram lançar uma série de reportagens que não possui ligação direta com o fato para angariar uns clicks. Percebe a diferença de postura? Para o TB, o assunto já foi esclarecido e já foi enterrado. Para o TM, a alfinetada dada virou motivo pra gerar receita com clicks.

            Questões de prioridade, né… Por isso, ainda que tenha sido proposital as alfinetadas do TB, repito (pela terceira vez) que o TecMundo mereceu, e foi até pouco. Na minha opinião, veículos que promovem irresponsavelmente esse tipo de coisa equivocada e ainda por cima se negam a prestar esclarecimentos merecem toda a exposição vexatória que lhes cabem. Esse tipo de atitude do TB, ao contrário do amadorismo deles, não mexe com o bolso de ninguém, só com o ego de quem se diz jornalista e não faz o básico que é checar os fatos.

          • Adriano

            Cara, eu não estou preocupado nem com “falta de profissionalismo” do TB, tampouco com a “falha de caráter” do TM. Na verdade, nada disso me incomoda pois tenho discernimento o suficiente para separar o que presta daquilo que não presta.
            O que fiz, foi apenas uma observação pontual que considerei pertinente. Somente isso.

          • Marcus Araújo

            Então tá.

          • Adriano

            Espero que possamos discutir outras matérias em breve. Abraço.👍🏻

    • Pedro

      Vc não tá falando sério, né? Longe de querer defender o Higa ou TB que nem está na minha lista de preferidos, mas o que ele fez deveria ser padrão na imprensa. O que mais se vê é um veículo de porte considerável publicar uma merda e os outros menores sairem replicando sem checar.
      Agora o Mobilon tem que dar um aumento pra ele. Não é todo dia que a gente vê um jornalista corajoso que não tem medo de peitar um veículo pois um dia pode precisar trabalhar lá.
      DESCE O NOKIA TIJOLÃO NELES HIGA! #EU SOU HIGATSONZERO!

      • Adriano

        Sua opinião. Respeito entretanto, não é a minha. Aquele que se propõe ao exercício do jornalismo, tem que se esquivar de certas práticas.

        • Marcus Araújo

          Sinceramente, não vejo o TB como concorrência do TM. Ambos falam de tecnologia e é o único ponto em comum, mas o TB sempre foi voltado a um outro público que não é atendido pelo TM.

          Concorrente do TecMundo seria o TechTudo, na minha opinião.

    • Vinícius Barros

      “cabendo a cada um, fazer a devida separação do joio e do trigo.”

      Que perigo se todo mundo pensasse assim. É difícil fazer a separação entre joio e trigo quando ao leitor faltam informações para tanto. Por outro lado, é (ou deveria ser) dever de todo jornalista checar fatos antes de reportar – e rebater outro veículo quando a informação é enviesada -, dando, assim, suporte ao leitor, para que tire suas conclusões. O seu próprio discurso mostra a importância disso: “é muito mais comum que as pessoas imaginam”. Se é mais comum que as pessoas imaginam, indubitável a importância de veículos checarem fatos antes de reproduzirem. Sem esse trabalho do Higa, no caso, a informação errada seria ainda mais propagada, não acha?

      • Adriano

        Primeiro: O perigo está em não pensar.

        Segundo: Como não posso obrigar ninguém a perceber o que eu percebi, vamos finalizar essa discussão…

        …não há nada demais no texto do autor. Cumpre sua função de informar. O que estou pondo em discussão é a INTENÇÃO por de trás da função. Somente isso. Ficou explícito demais, com as recorrentes tentativas de associação, da matéria incorreta à imagem do TecMundo, que a intenção do autor, foi primeiramente alfinetar o concorrente e somente depois informar. É somente isso que considerei desnecessário. Simples assim.

    • Marcus Araújo

      Desnecessária foi a publicação alarmista em tom de fim dos tempos com as sete trombetas do apocalipse soando quando o que se verificou na verdade não foi bem assim (aliás, não foi nada assim).

      E sinceramente, toda alfinetada ao TecMundo e Baixaki é pouca pelo desserviço que eles prestam.

      Edit: fizeram um “post-resposta feat. indireta” que resolveu falar sobre o cybercrime no Brasil, no estilo reportagem especial do Fantástico. Só não esclareceram o motivo do alarme anterior, que inclusive gerou má reputação para as lojas online do Brasil, como se seus sistemas fossem inseguros e por isso houve tal vazamento… Como disse, qualquer alfinetada nesse tipo de cretinice é pouca.

  • Glauber Silva

    Higa, me permita concordar discordando. O vazamento pode não ter ocorrido, ou pelo menos não pelos motivos que o Tecmundo noticia, mas mesmo assim eu mudaria a senha como prevenção.
    As empresas envolvidas comunicarem que não sofreram ataques em sua base de dados não é exatamente uma garantia de que nada aconteceu, vide o caso com a XP tempos atrás. O grande erro pra mim foi o Tecmundo noticiar algo de maneira tão “Datenística” rsrs … de qualquer forma eu alterei minha senha. PS: #PauloHiga2018 tem meu voto !!

    • Ligeiro

      O ponto aqui é que um jornalismo de qualidade requer que as informações sejam repassadas de forma limpa e cristalina.

      Se você em um jornal fala que “houve um vazamento”, sendo que não houve, você falha. Se você “usa informações vazadas de outros sites para tentar invadir um terceiro site”, que é o caso aqui, é a forma correta de informar.

      De fato, o título do TecMundo tem como intuíto chamar a atenção e induzir a troca de senha devido a segurança. Mas acaba sendo desonesto usando desta métrica.

      O melhor título aqui seria: “Troque suas senhas! Grupo de hackers tenta usar senhas vazadas em outros sites para invadir sites de ecommerce brasileiros”.

    • Pedro

      Bem lembrado o caso da XP. Ainda tem o do Banrisul que até hj nega e quer processar quem fala sobre.

  • Jhonatan Paiva

    O que não falta é logins roubados sendo postados em canais do telegram, todos os dias, então a notícia não parece ser falsa.

    • Logins não são roubados e enviados por canais no Telegram, que os administradores de canais do Telegram fazem é obter uma lista de email e senhas de qualquer website com falhas e inserem essa lista em um script de checar contas, se a conta estiver funcionando, o script avisa e os adminstradores espalham nos canais.

  • Bruno Martins Santana

    Sobre aquela pesquisa que o Mobilion Fez do pq acessamos o tecnoblog.
    É por coisas assim.

  • Benício Pereira

    Por isso que depois de vários anos eu acompanho o Tecnoblog e é um dos poucos veículos de qualidade no Brasil. Quem acompanha de perto o cenário de comunicação já deve ter notado que o Tecmundo tem uma abordagem caça clique descarada. Eu passo longe. Prefiro aqui mesmo 🙂

  • John Maverick

    FORA TECMUNDO!!!

  • Ed. Blake

    Tecmundo: Jornaleiros
    Tecnoblog: Jornalistas

    Simples assim.

  • raphaela1

    Tecmundo desde sempre foi o TV Fama da tecnologia com os comentários do G1

  • Guilherme

    Trecomundo fazendo o que costuma fazer. Obrigado Higa.

  • Leandro Paschoal

    Vazaram sim, conheço pessoas que tiveram conta em alguns deste sites invadidas

  • Tiago Celestino

    Ridiculo como o pessoal do Tecmundo não se deu o trabalho de pesquisar antes de publicar. Sem essa que eles pesquisaram, porque fica evidente que visaram mais a audiência do momento do que informar de verdade os fatos.

  • Keaton

    Engraçado é não vazarem as senhas do Balão da Informática, que guarda elas em texto puro ou de forma revertivel…

  • Ronan

    Tecalarmista mundo deveria ser o site!
    valeu Paulo Higa e tecnoblog!

  • Jefferson Bonatto

    Se vazou ou não eu não sei, só sei que dia 15/07 eu fui obrigado a trocar minha senha do mercado pago, tentaram carregar celular, pagar conta e até enviar dinheiro, tudo isso em menos de cinco minutos, por sorte não havia dinheiro na carteira e os cartões estavam errados, o número da pessoa que tentou a recarga é do RJ e a conta da transferência é de Goiás. Conclusão, na dúvida é melhor se precaver, vazado ou não temos que estar preparados para ataques, que serão cada dia mais frequente e mais eficaz…

  • Rafael
  • Dente Vermelho

    Tive acesso ao site q tinha as contas e por mais incrível q pareça, tem gente q usa a senha “123456” o.O
    A maioria das contas ainda funcionam e alguns amigos do reddit estão mudando a senha e enviando a senha nova pro e-mail da vítima a fim de evitar acesso de outras pessoas….
    O problema quando é o e-mail da pessoa q está ‘vazado’

  • Márcio Chaves

    “Felipe Payão” kkkkkk aqui em SP uma “paia” é uma mentira, ou seja, um “paiudo”, “paiudão” é um mentiroso, agora tem “paião” hahahahahahaha

  • Cássio Amaral

    Por isso só acesso o Tecnoblog, Meio Bit e o Adrenaline, o resto é resto.