Início » Segurança » Spotify tenta acabar com apps que removem anúncios de contas gratuitas

Spotify tenta acabar com apps que removem anúncios de contas gratuitas

Por
46 semanas atrás

A assinatura premium do Spotify não é cara: são US$ 9,99 por mês ou, no Brasil, R$ 16,90. Apesar disso, um monte de gente recorre a artifícios técnicos, digamos assim, para usufruir de alguns recursos sem pagar. Pois bem, o Spotify está identificando os espertinhos e começou a notificá-los.

Spotify

O truque mais comum consiste em usar aplicativos não oficiais para Android que removem algumas das restrições da conta gratuita. Tudo que a pessoa precisa fazer é instalar o app e fazer login. Esses softwares conseguem, sobretudo, impedir a veiculação de anúncios, recurso que só existe para as assinaturas pagas.

tudo indica que o Spotify sabe da existência desses aplicativos há tempos, por isso, causava estranheza a falta de reação. Tarde ou não, a companhia decidiu agir. Os usuários com contas que apresentam indícios de acesso com aplicativos suspeitos estão recebendo um email de advertência.

A mensagem orienta o usuário a desinstalar apps não autorizados ou modificados que dão acesso ao Spotify e usar apenas o aplicativo oficial. A empresa alerta que, se atividades indevidas continuarem sendo detectadas, o usuário poderá ter a sua conta suspensa ou encerrada.

Email de alerta do Spotify

É claro que um “recado” como esse não resolve o problema. Mas há indícios de que o Spotify está executando outras medidas. Só para dar um exemplo, o TorrentFreak obteve relatos de usuários que, além do recebimento do email, perceberam que os aplicativos “genéricos” deixaram de acessar o serviço.

Outro sinal claro é o fato de o repositório do Spotify Dogfood, um dos apps mais usados para burlar as restrições da plataforma, ter sido removido do GitHub por solicitação do próprio Spotify.

Mais sobre: