Início » Gadgets » Você gastaria 360 dólares em um livro eletrônico?

Você gastaria 360 dólares em um livro eletrônico?

Por
10 anos e meio atrás

A principal notícia dos últimos dias, em todos os veículos de tecnologia que acompanhamos, é o lançamento do Kindle 2. Trata-se da segunda geração do leitor de e-books da gigante Amazon.

O Kindle 2 apresenta melhorias notáveis em relação ao seu irmão mais novo. Ele é mais fino (apenas 8mm), e tem 2GB de memória interna para armazenamento de texto e imagens. Com essa memória, estima-se que seja possível guardar cerca de 1500 livros ao mesmo tempo.

kindle-2-amazon

Kindle 2 - mais fino e atraente

Ele tem autonomia de 4 dias em uso, e conectado à internet EVDO. A bateria pode durar ainda até duas semanas, caso a conexão com a internet não esteja ativa.

Tenho que admitir que o Kindle 2 até parece ser legalzinho, mas você pagaria 360 dólares em um leitor de e-books? (responda a enquete abaixo)

[polldaddy poll=”1355427″]

Como não sou um grande amante da literatura, a minha resposta tende a ser negativa. Mas meu ponto de vista envolve outros fatores que vão além do gosto por livros.

O que já ouvi de pessoas que gostam de ler, é que elas não trocam um livro por uma tela de computador. E há vários motivos que vão desde a sensação de trocar as páginas, até o cheiro do livro. Mas eu também costumo refletir sobre a quantidade crescente de gadgets que carregamos na mochila.

Você se lembra quantos eletrônicos carregava com você todos os dias alguns anos atrás? Atualmente eu ando com um notebook, dois celulares, e todos os acessórios que são indispensáveis (tais como carregadores e cabos USB). Isso quando a câmera digital não vem junto.

Minha intenção com este post não é prover a resposta para nenhuma dessas questões. Eu sei que não sou o target para o consumo de um leitor de e-books, então a resposta é com vocês. 🙂

Mais sobre: , , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.