A ZTE, segunda maior fabricante de smartphones da China, está interrompendo suas operações globais após ter sofrido fortes sanções dos Estados Unidos. As empresas americanas estão proibidas de vender componentes e softwares para a ZTE por sete anos, o que fez a companhia perder duas parceiras essenciais: Qualcomm e Google.

Os chineses admitiram, em 2017, que venderam tecnologias produzidas nos Estados Unidos para a Coreia do Norte e o Irã, como roteadores, servidores e microprocessadores, o que viola as leis americanas, como informa o Ars Technica. Por isso, a ZTE pagou uma multa de US$ 890 milhões e disse ter punido os executivos responsáveis pelo esquema.

Só que os Estados Unidos continuam acusando a ZTE de violar as leis: o governo diz que os executivos chineses não tiveram seus bônus reduzidos e não receberam nenhuma carta de repreensão por seus atos. Por ter apresentado um “padrão de fraude, declarações falsas e repetidas violações”, o Departamento de Comércio emitiu uma ordem proibindo qualquer empresa americana de fazer negócios com a ZTE.

E isso é um problemão, especialmente no mercado de smartphones. A empresa que domina o mercado de processadores para dispositivos móveis, principalmente em segmentos mais altos, é a Qualcomm, que era uma grande fornecedora da ZTE. Segundo a Reuters, empresas americanas fornecem entre 25% e 30% dos componentes de um smartphone da fabricante chinesa.

Além disso, outra empresa americana que trabalhava com a ZTE era o Google. Em tese, qualquer empresa pode usar o Android, já que é um sistema operacional de código aberto. Só que os aplicativos do Google Mobile Services (GMS), como Chrome, YouTube, Maps e Play Store, exigem o pagamento de uma licença. Vender um smartphone sem Google Play pode até dar certo na China, mas não no resto do mundo.

Cabe lembrar que, além da ZTE, outra chinesa em situação complicada é a Huawei. As agências de segurança dos Estados Unidos já pedem publicamente que cidadãos não usem smartphones da Huawei por temor de espionagem, e a fabricante não está conseguindo vender seus produtos: a varejista Best Buy interrompeu a compra de smartphones da marca, e operadoras estão cancelando acordos por pressões políticas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ʞǝʌǝɥs

dumb trump...eu acho que ele nem liga pra nada, o que ele quer é causar, mas os republicanos (o partido) precisam pensar nas próximas eleições

꧁꧂ Bad Vibes ꧁꧂

Maldito trump

Felipe Liʍa

Na china nao se usa serviços do.google

E na india.. vc ta na india 🤗

Corvo

Vender eles podem pro mundo todo, o problema não é esse.

Felipe Liʍa

So continuar vendendo para a China e a India. Só ai ja sao 2 BILHOES de pesoas!

Felipe Liʍa

Dentro da China nao será problema.
Problema e fora de la!

Renan

Tempos atrás os EUA boicotaram a venda de chips para supercomputadores da China. Atualmente, os dois supercomputadores mais potentes são chineses. Os EUA só estão pressionando a China a ficar mais independente com esse novo boicote.

Carlin

Ah, sim é verdade! Imaginei uma situação em que os produtos fabricados pela Samsung (ai também entraria os componentes que ele fornece a outras empresas, no caso a Apple) de alguma forma fossem banidos do país!

Sandro Soares

Mas torço muito pra vocês estarem certos e eu errado, não seria bom pro mercado como um todo se o governo resolvesse intervir no funcionamento dessas empresas

Sandro Soares

Se afetar a linha de smartphones da Samsung, não vejo como isso prejudicaria a Apple, afinal ela fábrica os componentes, nada além disso

Carlin

Não faz muito sentido respingar em empresas grande e de renome como Samsung e LG, além do mais a Samsung fabrica algumas pecas do iPhone, logo dificultando a vinda da empresa com toda certeza respingaria na produção do aparelho da Apple!

ʞǝʌǝɥs

trump e sua guerra comercial contra a china

Magnosama

Parece que os chineses tentaram dar uma de espertos e se estreparam...

Keaton

Ué, a MediaTek tá fazendo uns processadores bem top. (Claro que não chega a ser um Snapdragon 899995 da vida, mas já tá bem interessante o desempenho... )

Dizem que o Helios X30 e P60 são ótimos.

Mas o que a ZTE aprontou? Alguém tem um resumão?

Sandro Soares

Sim, mas não estamos falando de outros eletrônicos ou componentes, estamos falando especificamente da área de smartphones, eu tô ciente que a Samsung faz de tudo, inclusive fornece compomentes eletrônicos pra quase todas as marcas. Mas o faturamento da Samsung no ocidente se deve, em maior parte, a indústria de smartphones. Tanto que em nível mundial, ela é uma das fabricantes que fica no top 3 de marcas que mais vendem

Exibir mais comentários