Início » Computador » Qual a diferença entre HD e SSD?

Qual a diferença entre HD e SSD?

Descubra qual a diferença entre HD e SSD, como eles gravam e leem dados, e as principais vantagens e desvantagens de cada um

Por
28 semanas atrás

Qual a diferença entre HD e SSD? A tecnologia de armazenamento de dados evolui bastante, e hoje utilizamos dois formatos básicos: os HDs, que suportam grandes volumes, e os SSDs, mais velozes. Mas, afinal, são as diferenças entre eles?

HD e SSD / Qual a diferença entre HD e SSD

Qual a diferença entre HD e SSD?

Tanto o HD quanto o SSD são unidades de armazenamento de dados, mas eles possuem diferenças cruciais entre si, e vantagens e desvantagens.

1. O HD (hard disc)

Os HDs, ou discos rígidos (também conhecido como “Winchesters“, porque os primeiros tinham duas faces de 30 polegadas, e foram chamados de “3030”, o mesmo apelido usado para os rifles Winchester, por causa do calibre dos mesmos) utilizam basicamente a mesma tecnologia desde 1956, quando o IBM 350 (um monstro de uma tonelada e incríveis 5 MB de capacidade) foi introduzido: conta com discos móveis, utilizados para armazenar os dados, e um braço mecânico, que faz a leitura e escrita.

pastedo / HD aberto / Pixabay / Qual a diferença entre HD e SSD

Cada disco do HD, que pode ser de alumínio, cerâmica ou vidro, é revestido com um material magnético que fica a nanômetros de distância da cabeça magnética fixada no braço mecânico, que conta com um conjunto de ímãs. Essa cabeça detecta a magnetização nos setores do disco, ou muda os padrões conforme os mesmos giram, a uma velocidade que normalmente varia entre 5.400 e 7.200 RPMs (Rotações Por Minuto). É assim que um HD realiza o processo de escrita e leitura de dados.

Vantagens

  • Preço: o preço de um HD é muito mais em conta quando comparado a um SSD de mesma capacidade; em média, uma unidade de 1 TB custa em torno de R$ 250, contra R$ 850 para um SSD de mesma capacidade;
  • Capacidade de armazenamento: este é um fator ligado paralelamente ao preço; por ser mais acessível, é comum encontrarmos HDs com maiores capacidades no mercado em relação a SSD, e para uso corporativo, existem unidades com muito, muito espaço, por valores muito atraentes.

Desvantagens

  • Fragilidade: por contar com partes móveis, os HDs estão sujeitos a danos por fatores como manuseio e transporte; uma simples pancada pode corromper um disco rígido, e levar à perda de todos os seus arquivos;
  • Velocidade: os HDs são bem mais lentos para escrever ou ler dados, pelo mesmo motivo anterior: partes móveis. Em média, HDs padrão atingem velocidades de até 50 MB/s para escrita, e até 120 MB/s para leitura.

2. O SSD (solid-state drive)

Os SSDs, ou unidades de estado sólido, têm esse nome por não contarem com partes móveis. Embora o desenvolvimento desse tipo de memória não-volátil ter sido iniciada nos anos 1970 (na forma das boas e velhas EEPROMs), os primeiros SSDs para uso por usuários comuns e empresas chegaram ao mercado nos anos 2000. A principal diferença para o HD, é que o SSD é mais rápido.

SSDs Sata e M.2 / qual a diferença entre HD e SSD

Um SSD armazena dados em células de memória Flash, as mesmas presentes em smartphones e tablets. Cada célula é formada por um controlador, o responsável por fazer a comunicação com o computador, e um transístor de porta flutuante, ou floating gate, que é o que armazena os dados.

Quando uma carga elétrica é aplicada no controlador, a tensão empurra alguns elétrons para o floating gate, onde permanecem por conta de duas camadas de óxido de silício, com carga negativa, que isolam o circuito. É assim que os dados são escritos, e podem ser lidos várias vezes, enquanto uma nova carga não for aplicada.

Vantagens

  • Velocidade: as velocidades médias de escrita e gravação de um SSD são bem mais altas que as de um HD, sendo eles ótimas alternativas como unidades onde o sistema operacional e programas são instalados;
  • Resistência: por não ter partes móveis, um SSD é menos propenso a danos de manuseio que um HD.

Desvantagens

  • Preço: o preço por gigabyte de um SSD é bem maior do que o de um HD; em média, pelo mesmo valor de um HD de 1 TB, é possível comprar um SSD de no máximo 250 GB;
  • Vida útil: com o tempo, o floating gate vai perdendo sua capacidade de reter cargas, e por isso, a vida útil de um SSD tende a ser bem menor que a de um HD.
Mais sobre: , , ,