Início » Internet » Facebook e Instagram removeram milhões de posts e comentários que violam regras

Facebook e Instagram removeram milhões de posts e comentários que violam regras

Facebook excluiu 17,1 milhões de conteúdos que violaram regras de bullying, assédio ou discurso de ódio entre abril e setembro

Felipe Ventura Por
13/11/2019 às 18h31

O Facebook divulgou a edição mais recente de seu Relatório de Aplicação dos Padrões da Comunidade, que mostra quantos posts foram removidos durante o segundo e terceiro trimestres de 2019 por violarem regras de bullying, assédio, discurso de ódio e outros. O Instagram também foi incluído nos dados pela primeira vez.

Facebook Falso

Entre abril e setembro, o Facebook removeu 5,7 milhões de conteúdos que violaram as regras de bullying e assédio, incluindo posts, fotos, vídeos ou comentários. São publicações "com o objetivo de degradar ou constranger" outra pessoa: há uma série de exemplos nos padrões da comunidade, como ataques por meio de termos depreciativos ou ameaça de divulgar o telefone e endereço de um indivíduo.

No mesmo período, foram retirados 11,4 milhões de conteúdos envolvendo discurso de ódio, definido como um ataque direto a pessoas devido a sua raça, etnia, gênero, nacionalidade, filiação religiosa, orientação sexual, entre outros.

Desde o segundo trimestre, os sistemas do Facebook removem discurso de ódio automaticamente se tiverem um alto grau de confiança; isso ocorre quando o conteúdo é idêntico ou quase idêntico a texto ou imagens removidos antes. Em outros casos, o conteúdo é repassado para análise por uma equipe de humanos.

Além disso, o Facebook apagou 11,1 milhões de conteúdos envolvendo apoio a organizações e indivíduos perigosos, como Estado Islâmico e Al Qaeda. A rede social também removeu 11,8 milhões de itens relacionados à venda ilícita de drogas e armas, que entram na política de produtos regulamentados.

E pela primeira vez, o Instagram é mencionado no relatório dentro de quatro categorias, incluindo produtos controlados e propaganda terrorista. A rede social removeu 3 milhões de conteúdos sobre venda de drogas, 96 mil posts sobre comercialização ilícita de armas, e 240 mil itens de apoio a organizações e indivíduos perigosos. (Não há números sobre discurso de ódio, bullying nem assédio.)

Você pode conferir o Relatório de Aplicação dos Padrões da Comunidade na íntegra aqui.

Brasil fez 5,7 mil pedidos de dados ao Facebook

O Facebook também divulgou o número de solicitações de dados vindos de governos. Entre janeiro e junho deste ano, o Brasil fez um total de 5.683 pedidos englobando 19.593 usuários e contas, a maior parte por decisão judicial.

No mundo todo, autoridades públicas fizeram 128.617 solicitações de dados ao Facebook, alta de 16% em relação ao segundo semestre de 2018. Do volume total, os EUA compõem quase metade dos pedidos (50.741); os outros países com maior número são Índia, Reino Unido, Alemanha e França. O relatório completo está aqui.

Com informações: Facebook, CNET.

Mais sobre: ,