Início » Finanças » O que é uma criptomoeda?

O que é uma criptomoeda?

Moeda descentralizada e volátil; saiba o que é uma criptomoeda, para que serve e como funciona no mercado virtual

Leandro Kovacs Por

As criptomoedas estão em alta entre os investidores e curiosos. Veja abaixo, o que é uma criptomoeda. Quais estão disponíveis e como funciona toda a cadeia tecnológica por trás desse novo ativo que está ampliando sua complexidade e número de adeptos. As criptomoedas não são controladas por um órgão central, por isso tem a alteração de valor drástica, valorizando ou desvalorizando.

O que é uma criptomoeda (Imagem: Worldspectrum/Pexels)

O que é uma criptomoeda (Imagem: Worldspectrum/Pexels)

O que é uma criptomoeda?

Uma criptomoeda é uma moeda digital ou virtual protegida por criptografia, que torna quase impossível falsificar ou gastar o dobro. Muitas disponíveis são redes descentralizadas baseadas na tecnologia blockchain, um livro registro amplamente distribuído fiscalizado por redes de diferentes computadores.

Uma característica que define as criptomoedas é que geralmente não são emitidas por nenhum controle central, o que as torna, teoricamente, imunes à interferência ou manipulação do governo.

Como funcionam as criptomoedas

As criptomoedas são sistemas que permitem pagamentos online seguros, seja em termos da moeda em si, ou “tokens” virtuais, representados por entradas contábeis internas ao sistema.

A tecnologia por trás, refere-se a vários algoritmos de criptografia e técnicas criptográficas que protegem essas entradas e movimentações. Como exemplos podemos citar: criptografia de curva elíptica, pares de chave pública-privada e funções de hash (sequência de 64 números hexadecimais).

O que é uma criptomoeda (Imagem: David McBee/Pexels)

As criptomoedas são extremamente valiosas (Imagem: David McBee/Pexels)

Principais exemplos

A primeira criptomoeda baseada em blockchain foi o Bitcoin, que ainda continua sendo o mais popular e valioso. Hoje, existem milhares de criptomoedas alternativas com várias funções e especificações. Alguns são clones ou ramificações do Bitcoin, enquanto outros são moedas novas que foram construídas do zero: Ethereum, XRP, Litecoin, Cardano, entre outras.

Vantagens e desvantagens das criptomoedas

Vantagens

As moedas digitais prometem facilitar a transferência de fundos diretamente entre duas partes, sem a necessidade de um terceiro de confiança, como um banco ou administradora de cartão de crédito.

Em sistemas modernos de criptomoeda, a “carteira” de um usuário, ou endereço de conta, tem uma chave pública, enquanto a chave privada é conhecida apenas pelo proprietário e é usada para assinar transações.

As transferências de fundos são concluídas com taxas de processamento mínimas, permitindo que os usuários evitem as altas taxas cobradas por bancos e instituições financeiras para transferências eletrônicas.

Desvantagens

A supostamente anônima relação das transações de criptomoedas, fortalece-as como bom investimento em uma série de atividades ilegais, como lavagem de dinheiro e evasão de impostos.

O que é uma criptomoeda (Imagem: Sora Shimazaki/Pexels)

A difícil identificação atrai criminosos (Imagem: Sora Shimazaki/Pexels)

Por outro lado, os defensores da tecnologia valorizam muito o anonimato, citando benefícios da privacidade, como proteção para perseguidos políticos ou ativistas que vivem sob governos repressivos.

O Bitcoin não é a mais procurada pelo anonimato, investigações já capturaram criminosos que utilizam a moeda para suas ações. Existem moedas mais voltadas para a privacidade, como Dash, Monero ou ZCash, que são muito mais difíceis de rastrear.

Com informação: Investopedia

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando