Início » Brasil » Apagão do CNPq: falha técnica causou queda de Lattes e outros sistemas

Apagão do CNPq: falha técnica causou queda de Lattes e outros sistemas

Indisponibilidade da Plataforma Lattes, Carlos Chagas e de outros sistemas do CNPq foi motivada por problemas no servidor

Bruno Gall De Blasi Por

O CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) deu mais explicações sobre a indisponibilidade de seus sistemas nesta quarta-feira (28). Segundo o presidente da instituição, Evaldo Vilela, uma falha no servidor causou o “apagão” das Plataformas Lattes, Carlos Chagas e demais ferramentas da agência. O ministro Marcos Pontes afirmou que os problemas serão resolvidos “daqui a alguns dias”.

CNPq (Imagem: MCTI / Flickr)

CNPq (Imagem: MCTI / Flickr)

Vilela informou os detalhes sobre a queda das plataformas em um vídeo no YouTube. Ele relatou que a indisponibilidade foi ocasionada por uma falha em uma peça que gerencia o armazenamento do servidor, conhecida como “controladora de storage”. O componente, de acordo com o diretor de gestão e tecnologia da informação da agência, Thales Marçal, já está em processo de troca.

“Nós já temos as opções de aquisição e, assim que identificarmos a possibilidade de troca desse dispositivo, o equipamento será restaurado e os acessos restabelecidos”, explicou Marçal ao lado do presidente do CNPq. “Devemos ter esse posicionamento de hoje [28 de julho de 2021] para amanhã [29 de julho]”.

O diretor disse ainda que o CNPq adquiriu um novo equipamento no início do ano e que a migração de todo sistema já estava em andamento. O problema, porém, aconteceu “no meio desse processo” de transferência de dados. “Assim que o equipamento for consertado, retornaremos a migração para o novo equipamento”, afirmou.

Plataforma Lattes está fora do ar desde sábado (24) (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Plataforma Lattes está fora do ar desde sábado (24) (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Dados estão sendo recuperados, diz presidente do CNPq

O presidente do CNPq também assegurou que os dados dos sistemas não foram perdidos e estão sendo recuperados. Ao lado do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, Evaldo Vilela reforçou que a agência possui uma cópia de segurança. As informações foram reveladas em um vídeo publicado no Twitter.

“Nós estamos recuperando os dados”, disse. “Com relação ao Lattes, já está recuperado. Nós temos backup”. Vilela também disse que o pagamento de bolsas não será prejudicado pela indisponibilidade e que a agência de fomento à pesquisa está trabalhando em melhorias para as suas plataformas.

“Daqui a alguns dias [o problema] vai estar sanado”, disse o ministro Marcos Pontes nesta quarta-feira (28).

CNPq (Imagem: MCTI / Flickr)

CNPq (Imagem: MCTI / Flickr)

Sistemas do CNPq estão fora do ar desde sábado (24)

O “apagão do CNPq” atinge os serviços da agência de fomento à pesquisa desde sábado (24). A instituição confirmou a indisponibilidade de seus sistemas através de uma nota publicada em seu perfil do Twitter no fim de semana. Mas conselho não informou o motivo do problema e nem deu uma previsão de retorno para as plataformas.

A falha atingiu a Plataforma Lattes, que abriga o sistema de currículos da instituição, e outros sistemas da agência. Em reação à queda, usuários do Twitter se queixaram da demora para o retorno das ferramentas. “Esse mais rápido possível está previsto para quando?”, questionou uma pessoa na terça-feira (27). “Muitos alunos precisam do acesso urgente ao Lattes”.

Na terça-feira (27), o CNPq afirmou que tinha dado início aos procedimentos para o reparo e que não houve perda de dados. A agência também disse que suspendeu prazos e que o pagamento de bolsas não seria afetado. Mas, até a manhã desta quinta-feira (29), a Plataforma Lattes permanece fora do ar desde o fim de semana.

Com informações: CNPq (YouTube), Congresso em Foco e Jornal da USP

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

É, o pagamento de bolsas é prejudicado pela indisponibilidade de orçamento mesmo.

Edilson Junior (@Edilson)

O Governo tem o Serpro e a RNP em nuvem, mas ainda insistem nestas soluções individuais pra órgãos.

Caio Henrique Francisco (@Caio_he7)

Enquanto isso o Astronauta posa ao lado de ícones da ultradireita alemã (Nazistas).

Brad da Silva (@Brad_da_Silva)

Esse desgoverno é um apagão em TODAS as áreas.
Escancarou de vez que é um governo fascista, coisa já apontada antes das eleições e agora oficializada com a aproximação com o partido neo-nazista alemão.

Rafael Salgado (@rafasalgado)

Não, é descanso com a ciência mesmo. Não é de hoje, inclusive.