Sony lança tocadores Walkman com Android

João Brunelli Moreno
Por

Longe de seus doces dias de fama e há algum tempo longe dos holofotes, a família de tocadores Sony Walkman ainda existe e dispõe de relativa boa saúde, com direito a ganhar novos membros recheados de novidades. O caçula é o F800, mostrado essa semana, que chega às lojas com a ingrata missão de lutar com o iPod Touch pela preferência dos usuários no (agora morno) mercado dos tocadores de mídia digitais.

Seguindo o clássico visual retangular que tomou conta de praticamente todos eletrônicos nos últimos anos, as armas do F800 para enfrentar o concorrente da maça são o Android 4.0 com acesso ao Google Play, processador Tegra 2 de dois núcleos, tela de 3,5 polegadas sensível ao toque e capacidade de rodar uma ampla variedade de formatos de vídeo e áudio, como MP3, WMA, HE-AAC, PCM, MPEG4, AVC e FLAC. Além disso, o modelo também terá conexões Wi-Fi e Bluetooth.

Sony Walkman F800

O aparelho terá versões com 16 GB e 32 GB de armazenamento, e o fabricante jura que a bateria de ambos modelos terá autonomia para reproduzir 20 horas de música ou 4,5 horas de vídeo. As vendas do F800 começam “em breve” lá fora, por US$ 269 (16 GB) e US$ 299 (32 GB).

Outro Walkman Android mostrado essa semana foi o E470. Com um visual típico de meados da década passada, lembra alguma coisa como um iPod Nano de 2ª geração ou algum player genérico qualquer graças a sua click-wheel que não roda.

Sony Walkman E470

Rodando uma versão não identificada do Android, e sem acesso à lojas de apps do Google, o modelo é capaz de executar alguns programas pré-instalados e chega em versões de 4 GB (US$ 79), 8 GB (US$ 89) ou 16 GB (US$ 109).

Com informações: RegHardware.

Relacionados

Relacionados