Arquivo Celular

Grupo lança jailbreak para iOS 7, mas é melhor você não instalar

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Confusão, intrigas e pirataria. Esse é o resumo da atual situação do jailbreak Evasi0n, criado pelo grupo Evad3rs. Não instale esse aplicativo no seu iPhone ou outro iTreco enquanto não houver novidades sobre o desenvolvimento dele. O caso é um tanto esquisito, como você vai descobrir em instantes.

O software de jailbreak sem fio (untethered) foi lançado há alguns dias para libertar os aparelhos da Apple rodando a versão mais recente do iOS 7. Em tese, maravilha: permite instalar recursos que normalmente a mão firme de Tim Cook não autoriza dentro do ecossistema da Apple. Na prática, descobrimos que estava rolando uma negociata intensa com os chineses.

Por qual motivo? Empresários da China queriam deixar por padrão a loja de aplicativos TaiG para iPhones e iTrecos ativados em território chinês. Essa é uma prática bem comum por lá em relação aos celulares rodando Android. Pois bem, os Evad3rs aceitaram a proposta e começaram a desenvolver um jailbreak com funções diferentes para a China.

Imediatamente assim que o software foi lançado, o criador da loja Cydia fez um comentário interessante no Twitter: ele não foi procurado pelos hackers para ajudar na implementação da Cydia compatível com iOS 7. Portanto, diversos elementos da loja alternativa não funcionavam como deveriam. Foi aí que a história começou a feder.

Aliado a isso, os Evad3rs descobriram que a loja chinesa TaiG possuía aplicativos pirateados. Eles sempre se posicionaram contra a pirataria, e por isso caíram num conflito ético. Em um comunicado online, eles disseram que não sabiam que a TaiG apresentava software roubado. Ainda assim, o estrago estava feito.

Fifa 14 fake na loja TaiG

Fifa 14 fake na loja TaiG

Após toda a confusão, os Evad3rs vieram a público para confirmar que receberam dinheiro dessa empresa TaiG para direcionar usuários chineses a uma loja de aplicativos alternativa. Entretanto, eles garantem que o contrato entre as partes estabelece que a tal loja não poderia ter pirataria. Eles também asseguram que as brechas de segurança usadas para rodar o jailbreak não foram repassadas aos chineses. Ou seja, ao menos nisso parece que os donos de iPhones e iPads estão seguros.

Os Evad3rs dizem que a equipe da TaiG está trabalhando para remover os aplicativos piratas da loja o quanto antes. “Nós estávamos tão ocupados trabalhando no nosso código que não vimos isso. Pedimos desculpas. Vamos continuar monitorando essa questão e trabalhando para resolvê-la”, segundo a mensagem.

Os hackers também ameaçaram retirar a loja TaiG do jailbreak se a situação não for consertada. Parece que a promessa foi cumprida, segundo a postagem no Twitter de um dos integrantes do grupo.

Portanto, a situação é essa: um jailbreak aparentemente funcional, com um Cydia velho e uma loja de aplicativos recheada de material pirata. É sensato dizer que o jailbreak Evasi0n perdeu a credibilidade que tinha. De qualquer forma, dá para fazer o procedimento no site oficial. Por sua conta e risco, ok?

Em meio a essa confusão toda, a Apple anunciou que começará a vender o iPhone no mercado chinês em parceria com a operadora China Mobile a partir do dia 17 de janeiro. Essa empresa de telefonia tem sozinha 700 milhões de clientes – é a maior do mundo. Imagine só a festa que pode se tornar para a Apple se as vendas do smartphone ocorrerem como em outras partes do mundo.

Atualizado às 17h10.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque