Arquivo Computador

Com 12 GB de VRAM e 8 bilhões de transistores, GPU Titan X chega custando US$ 999

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A GeForce GTX Titan X foi revelada no início do mês de modo inusitado: o chefe da Nvidia Jen-Hsun Huang apareceu de surpresa no meio da apresentação da Epic Games na Game Developers Conference (GDC) trazendo a novidade dentro de uma caixa. Mas só nesta semana é que mais detalhes sobre a placa foram liberados.

Titan X

O pouco que se soube na GDC é que a Titan X é baseada na arquitetura Maxwell (chip GM200), possui 8 bilhões de transistores (quase 1 bilhão a mais que a primeira GTX Titan) e vem com 12 GB de memória GDDR5.

Na GPU Technology Conference, evento que teve início ontem (17), veio a confirmação de que a Titan X conta também com 3.072 núcleos CUDA, clock de 1.000 MHz (1.075 MHz em modo “turbo”), 96 unidades de renderização ROP, 192 unidades TMU (para texturas) e TDP de 250 W. Assim como nos modelos anteriores, o processo de fabricação é de 28 nanômetros.

GeForce GTX Titan X

Com todas essas características, Jen-Hsun Huang fez questão de destacar em sua apresentação na GPU Technology Conference: “a Titan X é a GPU mais avançada que a Nvidia já criou”. O poder de processamento, segundo o executivo, chega a 7 teraflops (sete trilhões de operações de ponto flutuante por segundo). Comparando, a Titan Black, modelo anterior, lida com até 5,1 teraflops.

Na prática, isso significa que a Titan X consegue rodar sem pestanejar jogos bastante exigentes, como Dying Light, Shadow of Mordor e Far Cry com o máximo de qualidade gráfica.

Esses e outros títulos pesados podem inclusive ser executados em resolução 4K, mas com taxas que variam entre 40 e 60 frames por segundo na maioria dos casos.

A placa também pode ser empregada em aplicações de alto desempenho. Na apresentação, Huang comparou o desempenho de um sistema de redes neurais quando executado por um processador Xeon com 16 núcleos e pela Titan X. Um determinado volume de dados desse sistema demora 43 dias para ser processado pelo chip da Intel; com a Titan X, esse tempo cai para menos de 48 horas, de acordo com o executivo.

Não podia ser diferente: quem quiser usufruir de toda essa capacidade vai ter que preparar o bolso. A GeForce GTX Titan X começa a ser vendida neste mês nos Estados Unidos com preço sugerido de US$ 999. Ainda não há informação sobre disponibilização no Brasil (quando tivermos, não sei se quero saber o preço do dispositivo por aqui…).

Com informações: AnandTech, PCWorld

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque