Deputado italiano é flagrado vendo garotas de programa no iPad

Thássius Veloso
Por

O próprio Steve Jobs já disse que os produtos da Apple não são lugar para ver conteúdo adulto – não exatamente com essas palavras, mas foi isso o que nós entendemos. Claro que tem sempre alguém para contrariar os desejos do todo-poderoso da maçã, como o deputado italiano da foto abaixo.

Coisa feia de se fazer numa sessão plenária, não?

O sujeito da foto é Simeone di Cagno Abbrescia, um senhor que, do alto de seus 66 anos, estava espiando fotos de moças em posições descontraídas no seu iPad durante uma sessão plenária. O pessoal da revista italiana Oggi até tentou omitir o nome do parlamentar ao publicar as fotos, mas depois de um tempo todo mundo já sabia de quem se tratava.

Depois que o assunto veio à tona, o Excelentíssimo Abrrescia comentou a situação. “Eu estava lendo os meus e-mails quando uma janela abriu (do nada) e eu não pude evitar olhar para essas amáveis moças”, disse o político macaco velho a um jornal inglês.

Na verdade, o parlamentar estava de olho na Dollyy, que cobra 450 euros por três horas de diversão, e na Daisy, cujo pacote com direito a prato principal (comida de verdade) e sobremesa (você entendeu) sai por nada menos que 700 euros.

“De vez em quando essas mensagens de garotas pipocam [na tela] quando você está lendo seus e-mails”, disse o parlamentar. Pois bem, fica o desafio: alguém me mostre um aplicativo para iPad que tenha pop-up e ainda abra pornografia.

Detalhe: o iPad usado pelo político foi pago com o dinheiro do contribuinte italiano.

Relacionados

Relacionados