Valor do software pirata na economia mundial: US$ 59 bilhões

Thássius Veloso
Por

Quando um usuário instala um Windows 7 (ou qualquer outro software) pirata em sua máquina, ele deixa de pagar possivelmente algumas centenas de dólares para a Microsoft. Se fôssemos somar todos os softwares piratas instalados no mundo, esse valor chegar aos bilhões de dólares. Mais precisamente, a US$ 59 bilhões, informa The Next Web.

Bill Gates não gosta disso

A discussão sobre esse assunto é interessantíssima. Tem quem defenda que as empresas não deixam de ganhar essa fortuna por causa da pirataria, pois não há garantias de que o usuário de software compraria esse produto caso a opção de obtê-lo ilegalmente não existisse. Mamilos Polêmicas à parte, o estudo que revela essa cifra, conduzido pela Business Software Alliance (BSA; a Aliança do Software de Negócios), indica que a pirataria cresceu 14% no ano passado.

Os países emergentes são os principais responsáveis pela pirataria de software no mundo. O centro e leste europeu junto com a América Latina veem uma taxa de pirataria de 64%, seguido da região da Ásia-Pacífico, com 60%. Os Estados Unidos e o Japão têm a menor taxa de software pirata: 20% do total de aplicativos instalados nesses dois mercados.

Embora a pirataria de software seja grande, o valor dos aplicativos piratas somado está distante do total vendido pela indústria de software mundial. São US$ 59 bilhões em software pirata contra US$ 98 bilhões em software legítimo, devidamente comercializado.

Relacionados

Relacionados