Arquivo Jogos

Nintendo fecha pela primeira vez no vermelho em 30 anos

Empresa teve prejuízo de US$ 530 milhões no ano fiscal 2011.

Gus Fune
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O gigante dos games Nintendo, ou Big-N para os íntimos, divulgou o resultado do ano fiscal de 2011 que fechou em março. Os números não foram nada bons. Prejuízo de 43 bilhões de ienes, o que gira em torno de pouco mais de US$ 530 milhões. É o primeiro déficit da Nintendo em 30 anos no mercado de games.

Que Mario?

O maior baque no orçamento da Nintendo foi a diminuição de vendas nos consoles, a queda do ano fiscal de 2011 foi de 29% comparado a 2010.

Mesmo com prejuízo é considerável o número de vendas da empresa no ano. Veja alguns resultados de vendas da Big-N:

  • 13,53 milhões de Nintendo 3DS
  • 5,81 milhões de Nintendo DS
  • 36 milhões de games para Nintendo 3DS
  • 60,82 milhões de games para Nintendo DS
  • 9,84 milhões de Wii
  • 102,37 milhões de games para Wii

Todos esses números de vendas resultam numa receita de 77,6 bilhões de ienes (cerca de US$ 964), mas grande parte disso não vai pros cofres na Nintendo e sim para produtoras, desenvolvedoras e lojistas. Menos de 3% vai diretamente para o caixa da empresa. No ano fiscal de 2010 a receita bruta de vendas superou a marca de 1 trilhão de Ienes. Se você pegar essa quantia em notas de mil Ienes e coloca-las lado a lado, da pra fazer um cordão que abraça a terra e a lua, duas vezes.

Alguns especialistas indicam que a popularização dos games em iOS e Android poderia ser o grande responsável na queda das vendas dos portáteis da Nintendo. A gigante japonesa já declarou diversas vezes que não pretende entrar no mundo dos smartphones, alegando que o que sabem fazer é videogame e que não vão desviar o foco da empresa. Com prejuízo ou não, a estimativa pro novo ano fiscal é positiva com previsão de aumento de 26% nas vendas, isso claro, considerando que o lançamento Wii U seja um sucesso.

Com informações: Edge

Gus Fune

Ex-redator

Gus Fune é formado em Comunicação Social e pós-graduado em desenvolvimento e design de Games. No Tecnoblog, cobriu eventos como Electronic Entertainment Expo (E3), Game Developer Conference (GDC) e South by Southwest (SXSW) e escreveu sobre esse universo. Atua, hoje, como diretor de tecnologia e assessor, mas já esteve em projetos de empresas como 3M e Motorola.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque