O TIM Beta exige que o usuário acumule pontos para chegar à categoria Lab, que oferece planos mais vantajosos e permite convidar amigos. Para permanecer nela, também é preciso atingir no mínimo 1.600 pontos a cada rodada.

Uma promoção do TIM Beta está mudando esta regra. Quem já está na categoria Lab vai permanecer nela durante as próximas duas rodadas, isto é, até 30 de setembro de 2018.

Ou seja, se você é Beta Lab, vai permanecer nessa categoria mesmo se não atingir 1.600 pontos nas próximas duas rodadas.

Para saber se você foi contemplado, vá até timbeta.com.br, faça login e veja se aparece a mensagem “o Blablablâmetro continuará contando seus pontos, mas independente da pontuação dessa rodada, você tem sua categoria Lab garantida, promocionalmente, até 30/09/18”.

Quem é Beta Lab pode adquirir um plano de R$ 50 mensais que oferece 20 GB, TIMmusic by Deezer que não desconta da franquia, e 2.000 minutos para qualquer operadora do Brasil.

Quem é apenas Beta — ou seja, que foi convidado mas não atingiu a pontuação mínima — pode comprar um plano de R$ 50 mensais com 10 GB, Deezer ilimitado e 600 minutos para qualquer operadora.

Há também o Beta Basic, para quem não recebeu um convite mas fez a migração através da central de atendimento TIM. O plano de R$ 50 mensais oferece 1,5 GB, Deezer ilimitado e 500 minutos. O cliente pode juntar pontos no blablablâmetro e, com o tempo, migrar para a categoria Lab.

Para conseguir pontos, o cliente faz recargas, adquire pacotes de voz/dados, e mantém suas contas do Facebook, Twitter e Pinterest conectadas ao TIM Beta. A tabela de pontos segue abaixo. Para chegar à categoria Lab — e para permanecer nela — é preciso atingir a pontuação mínima a cada rodada de três meses.

Atualizado às 14h14

Receba mais sobre TIM Beta na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados