Amazon confirma que Echo gravou e compartilhou conversa particular de usuária

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos

A Amazon é mais uma empresa a se meter em um problema de privacidade: nesta quinta-feira (24), a companhia confirmou que um alto-falante Echo acidentalmente gravou uma conversa de fundo particular de uma usuária e compartilhou o áudio com um contato sem permissão.

A dona do Echo problemático, identificada apenas como Danielle, relata que estava falando com seu marido e, posteriormente, um colega a informou que recebeu gravações de áudio de toda a conversa. Esse colega enviou o áudio de volta para provar sua afirmação. Felizmente, o papo não continha informações confidenciais — o casal falava sobre pisos de madeira.

Danielle diz que entrou em contato com o suporte da Amazon e recebeu “uns 15 pedidos de desculpa em questão de meia hora”. Os engenheiros verificaram os registros do Echo da usuária e confirmaram que a conversa foi gravada indevidamente. À mídia local, a Amazon declarou que esta era “uma ocorrência extremamente rara”.

Ao Ars Technica, a Amazon explicou o que ocorreu: “O Echo acordou com uma palavra na conversa de fundo que soava como ‘Alexa’. Então, a conversa subsequente foi ouvida como uma solicitação de ‘enviar mensagem’. Nesse ponto, Alexa disse em voz alta ‘para quem?’. Então, a conversa foi entendida como um nome na lista de contatos do cliente. A Alexa perguntou em voz alta ‘[nome do contato], certo?’. A Alexa interpretou a conversa em segundo plano como ‘certo’. Por mais improvável que seja essa série de eventos, estamos avaliando opções para tornar esse caso ainda menos provável’.

Eu, hein.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Relacionados