Início / Notícias / Celular /

LG K12+ chega ao Brasil como intermediário com certificação militar

Smartphone utiliza certificação militar incomum em intermediários de entrada.

André Fogaça

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A LG traz hoje (27) ao Brasil o K12+, smartphone que muito provavelmente seria lançado durante a MWC deste ano, mas que ficou para depois. Equipado com processador Helio P22, 3 GB de RAM e 32 GB de espaço interno, ele é mais um intermediário simples da marca em um mar de intermediários, mas que chama atenção na câmera e na robustez.

LG K12+

O K12+ é o sucessor direto do K11 e do K11+, intermediários mais simples da LG, que representam bem a empresa por aqui e que foram lançados no ano passado. Assim como os modelos anteriores, o lançamento de hoje vem equipado com um processador MediaTek Helio P22 (MT6762). É um octa-core de 2 GHz, que trabalha junto de 3 GB de RAM e utiliza uma PowerVR Rogue GE8320 como GPU.

Este pode ser um ponto polêmico justamente por ser um processador pouco conhecido para o público brasileiro, além de não ter a mesma reputação dos Snapdragon da Qualcomm. Por outro lado, o Helio P22 pode ser potente o suficiente para o uso cotidiano de apps de redes sociais, e-mail, música, vídeos e GPS em algum app de mapas.

Além disso, o K12+ utiliza tela IPS LCD de 5,7 polegadas, resolução de 1440 x 720 pixels e em proporção de 18:9 – assim como a maioria dos intermediários lançados recentemente. O corpo é todo feito em plástico e na parte traseira existe apenas uma câmera de 16 megapixels, com abertura de f/2.0, mas que chama atenção pelo equilíbrio nas cores – ao menos foi o que eu notei nos poucos minutos que passei com o aparelho em mãos, no evento.

LG K12+

A LG bateu na tecla da resistência militar no padrão MIL-STD 810G. Isso significa que o aparelho pode funcionar em grandes altitudes, baixa ou alta temperatura, não reclama de choques térmicos, vibração, queda em trânsito e pode sobreviver em uma chuva de vento, além de poeira ou areia.

A certificação não torna o K12+ indestrutível, mas garante que vai sobreviver por mais tempo nas mãos de pessoas mais desastradas – como eu. O que incomoda é que, mesmo em 2019 e com o Android 10 Q já em testes iniciais, o K12+ vem com o Android 8 Oreo (lançado em agosto de 2017), além de uma porta microUSB.

A bateria é de 3.000mAh e o aparelho utiliza tecnologia DTS:X para melhorar o áudio que sai de sua caixa de som. Adição que certamente é melhor aproveitado com o uso de fones de ouvido. Há um botão exclusivo para chamar o Google Assistente, algo incomum nesta faixa de preço.

LG K12+

Disponibilidade

O K12+ chega custando R$ 1,2 mil. Um valor pouco condizente com um intermediário mais simples, pouco atraente quando a concorrência é analisada.

Neste valor você tem, por exemplo, o Moto G7 Power, que tem hardware semelhante e muito mais bateria. Tem o Galaxy J8 também, com o dobro de memória interna, 1 GB extra de RAM e custando pouca coisa menos.