Início / Notícias / Finanças /

Pix poderá ser usado em 762 bancos e fintechs na estreia

Banco Central divulgou lista com 762 instituições financeiras habilitadas para estreia do Pix em 16 de novembro

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Pix vai entrar em funcionamento no dia 16 de novembro. Tudo indica que não haverá atrasos: nesta quinta-feira (22), o Banco Central divulgou a lista das instituições financeiras que já estão aptas a operar o novo sistema. Ao todo, são 762 participantes diretos e indiretos entre bancos, fintechs, empresas de pagamento, cooperativas de crédito e afins.

Participantes diretos são aqueles que terão acesso imediato ao Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI), a espinha dorsal do Pix. Todas as instituições financeiras com mais de 500 mil clientes devem ser incluídas nessa categoria.

Pix no aplicativo (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Pix no aplicativo (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Já os participantes indiretos correspondem a empresas que devem contratar um participante direto para intermediar transações no Pix. É graças a essa categoria que varejistas e fintechs de pequeno porte, por exemplo, poderão ser incluídos no novo sistema.

A fase de adesão ao Pix pelas instituições foi finalizada no último dia 16. Todas as 762 instituições listadas passaram pelos processos de cadastramento e homologação. Isso indica que elas concluíram “com sucesso todos os testes necessários e estão prontas para ofertar o Pix de forma segura e em conformidade com os requisitos definidos”, explica o Banco Central.

Entre as 762 organizações aprovadas estão os grandes bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander) e fintechs como Nu Pagamentos (Nubank), PagSeguro, PicPay e RecargaPay. A lista mais recente das primeiras instituições participantes do Pix está disponível aqui (PDF).

Note que isso não significa que as instituições não listadas ficarão de fora do Pix. O Banco Central destaca que o processo de adesão será reaberto de modo permanente a partir de 1º de dezembro de 2020.