Pix

O que é o Pix Cobrança?

às 16h40 por

Depois da chegada do Pix, que facilitou a vida de muita gente com as transferências financeiras gratuitas e instantâneas, o Banco Central implementou o Pix Cobrança. A modalidade substitui o código de barras por QR Code e permite cobranças para pagamento futuro. Na prática, é uma alternativa ao boleto bancário. 6 perguntas e respostas sobre o Pix para empresas [CNPJ]

Pix Cobrança, alternativa ao boleto bancário, começa a funcionar

às 12h39 por

O Pix Cobrança deveria ter começado a funcionar em janeiro de 2021, mas foi adiado para março e, na época, postergado para esta sexta-feira (14). Felizmente, não houve mais adiamentos: o Banco Central confirmou que a modalidade está disponível a partir de hoje. Pix Saque e Pix Troco entram em consulta pública do Banco Central

Tecnocast 192 – WhatsApp é melhor que Pix?

às 15h19 por

Quase um ano depois de sua suspensão, o WhatsApp pagamentos finalmente começou a funcionar no Brasil. O sistema está sendo liberado aos poucos, mas nós já estamos usando e dá pra dizer que é mais fácil de usar do que o Pix.Quer saber tudo sobre a novidade? Dá o play e vem com a gente.

Pix Saque e Pix Troco entram em consulta pública do Banco Central

às 13h25 por

O Banco Central iniciou a semana com a abertura de uma consulta pública sobre dois novos serviços atrelados ao Pix: o Pix Saque e o Pix Troco. A proposta do primeiro é permitir saques em estabelecimentos comerciais; o segundo vai possibilitar que o consumidor pague uma compra com valor superior via Pix e receba a diferença em dinheiro (espécie). Pix está substituindo TED e até transações em dinheiro, diz Itaú

Pix está substituindo TED e até transações em dinheiro, diz Itaú

às 16h15 por

O Pix já passou de R$ 500 bilhões movimentados desde seu lançamento e já superou o TED e DOC em número de transações, segundo dados do Banco Central. Ele está substituindo até mesmo os pagamentos em dinheiro: é o que diz Marcos Cavagnoli, diretor do Itaú para open banking e gerenciamento digital de dinheiro, em entrevista ao Tecnoblog.

Pix é usado pela Clicksign para autenticar assinatura eletrônica

às 18h57 por

O Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, vem fazendo sucesso e se integrando cada vez mais à rotina dos brasileiros, com mais de 100 milhões de chaves geradas no país. Agora, a ferramenta tem mais uma utilidade: a Clicksign, startup de assinatura eletrônica, lançou um novo método de autenticação digital com base no Pix. 25 perguntas e respostas sobre o Pix

Pix pode ser usado para pagamento do Simples por MEIs e pequenas empresas

às 15h53 por

Desde quinta-feira (22), mais de 16 milhões de optantes pelo Simples Nacional podem pagar tributos por meio do Pix. Esses contribuintes são formados por microempresas (ME), empresas de pequeno porte (EPP) e, sobretudo, por microempreendedores individuais (MEI). A nova modalidade de pagamento está disponível a todas essas categorias. BC aprova regras para Pix Agendado e leitura do QR Code

BC aprova regras para Pix Agendado e leitura do QR Code

às 07h51 por

As regras para o Pix Agendado e para a leitura do QR Code foram aprovadas nesta quinta-feira (22). Segundo o Banco Central (BC), a partir de setembro, a programação de transações com a chave será obrigatória. Além disso, as instituições também terão de disponibilizar a leitura do código QR para pagamentos futuros a partir de julho. Pagamento via QR Code, por favor!

Mercado Livre adiciona Pix para pagamentos no app e site

às 18h24 por

O Mercado Livre anunciou, nesta quinta-feira (15), a inclusão de pagamentos via Pix em seu marketplace, no aplicativo e no site. A partir de agora, usuários da plataforma de comércio eletrônico poderão fazer o checkout de pedidos com o método de pagamento instantâneo do Banco Central. Mercado Pago agora oferece Pix com taxa zero para pequenos negócios

6 perguntas e respostas sobre o Pix para empresas [CNPJ]

às 12h20 por

O Pix chegou em novembro de 2020 para facilitar pagamentos entre pessoas e empresas. Para um usuário comum, não há taxas: é só escolher esse método de transferência para enviar o dinheiro. Para empresas, a principal diferença está relacionada às cobranças em transações. Confira 6 perguntas e respostas sobre o funcionamento do Pix para empresas. Se ainda não está por dentro do Pix, já publicamos outra série de esclarecimentos sobre o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central:

Mercado Pago agora oferece Pix com taxa zero para pequenos negócios

às 16h05 por

O Mercado Pago anunciou nesta segunda-feira (12) a isenção da taxa cobrada a pequenos negócios, quando a venda é concretizada com pagamento via Pix. A novidade vale tanto para lojistas em estabelecimentos que recebem de seus clientes por QR code em um placa, como para as maquininhas de cartão tradicionais da empresa e que são chamadas de Point. Pix já passa de R$ 500 bilhões movimentados desde lançamento

Carregar mais posts