Notícias Negócios

Entregadores da Amazon serão obrigados a aceitar monitoramento por IA

Motoristas da Amazon devem assinar documento que autoriza o uso de câmera com IA nas vans; sem acordo, empresa pode demitir

Darlan Helder
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Em meio a polêmicas, a Amazon começou a monitorar seus motoristas com câmeras alimentadas por inteligência artificial (IA) nos EUA. Muitos desses entregadores são contra a instalação dos equipamentos nos veículos e classificam a nova regra como “invasão de privacidade”. No entanto, a Amazon agora tomou uma decisão mais dura e ameaça: os trabalhadores precisam concordar com o monitoramento, se não houver acordo, a empresa pode demitir.

Van de entrega (Imagem: Divulgação/Amazon)

Van de entrega (Imagem: Divulgação/Amazon)

No mês passado, a Amazon informou que usaria a plataforma Driveri, da empresa de tecnologia Netradyne, para acompanhar os motoristas. Esse equipamento é capaz de gravar o tempo todo e consegue verificar se há algo errado durante a condução da van e pode emitir feedbacks em tempo real.

Para a implementação, os trabalhadores devem assinar um documento de “consentimento biométrico” e consentir que o sistema colete registro fotográfico, a localização do carro, quilometragem percorrida, velocidade e monitora até mesmo as curvas realizadas. A câmera também pode analisar possíveis distrações do entregador e o sono. Sem a assinatura, a empresa ameaça demitir o colaborador.

Em entrevista à Reuters, um motorista da Amazon disse: “Estamos aqui trabalhando o dia todo, já tentando dar o nosso melhor. As câmeras são apenas outra forma de nos controlar”. Evan Greer, vice-diretor da organização sem fins lucrativos de tecnologia Fight for the Future, afirmou que “esta parece ser a maior expansão da vigilância corporativa na história da humanidade. Estamos falando sobre a extinção da privacidade humana”, diz.

O que diz a Amazon

Funcionário trabalha no setor de logística (Imagem: Divulgação/Amazon)

Funcionário trabalha no setor de logística (Imagem: Divulgação/Amazon)

A Amazon, por sua vez, defende a instalação das câmeras e diz que o objetivo é garantir a segurança dos funcionários. “Estamos investindo em segurança em nossas operações e recentemente começamos a lançar a tecnologia de segurança baseada em câmera líder do setor em nossa frota de entrega. Esta tecnologia fornecerá aos motoristas alertas em tempo real para ajudá-los a se manter seguros quando estiverem na estrada”, disse um porta-voz ao The Verge.

“As câmeras Netradyne são usadas para ajudar a manter os motoristas e as comunidades onde fazemos entregas seguras”, defende outro porta-voz. Karolina Haraldsdottir, gerente sênior para segurança da Amazon, diz que os aparelhos gravam o tempo todo e existe um LED que avisa quando a câmera está acionada, mas o equipamento não pode coletar o áudio do funcionário.

Com informações: The Verge e Vice

Darlan Helder

Jornalista

Darlan Helder é jornalista e escreve sobre tecnologia desde 2019. Já analisou mais de 200 produtos, de smartphones e TVs a fones de ouvido e lâmpadas inteligentes. Também cobriu eventos de gigantes do setor, como Apple, Samsung, Motorola, LG, Xiaomi, Google, MediaTek, dentre outras. Ganhou menção honrosa no 15º Prêmio SAE de Jornalismo 2021 com a reportagem "Onde estão os carros autônomos que nos prometeram?", publicada no Tecnoblog. 

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque